Início » Computador » AMD libera FidelityFX Super Resolution, equivalente ao Nvidia DLSS

AMD libera FidelityFX Super Resolution, equivalente ao Nvidia DLSS

FidelityFX Super Resolution (FSR) promete melhorar desempenho de jogos; tecnologia é compatível com placas AMD e Nvidia

Emerson Alecrim Por

A AMD escolheu esta terça-feira (22) para anunciar oficialmente o FidelityFX Super Resolution (FSR), padrão que promete melhorar o desempenho de placas de vídeo na execução de jogos e que, até certo ponto, vem para fazer frente à tecnologia Deep Learning Super Sampling (DLSS), da Nvidia.

Radeon RX 6700 XT (imagem: divulgação/AMD)

Radeon RX 6700 XT (imagem: divulgação/AMD)

Como o FSR funciona

O FSR consiste em uma técnica de upscaling espacial. Funciona assim: a placa de vídeo diminui a resolução dos gráficos em renderização para, com isso, aumentar a taxa de frames por segundo (fps); em seguida, algoritmos específicos fazem a reconstrução da imagem em uma resolução maior. Todo esse processo tem o propósito de otimizar o desempenho do jogo, mas sem sacrificar a qualidade gráfica.

Na etapa de reconstrução, o FSR insere os pixels faltantes para que a imagem fique completa na resolução redimensionada. Essa etapa pode causar alguma perda de qualidade visual, especialmente no quesito definição, mas técnicas complementares atenuam sensivelmente o problema, a exemplo do Contrast Adaptive Sharpening (CAS), que aprimora a aplicação de contraste.

O equilíbrio entre incremento de fps e qualidade gráfica depende, entre outros fatores, do modo escolhido para o FidelityFX Super Resolution. Há quatro:

  • Ultra Quality: prioriza a qualidade gráfica, deixando a imagem dentro de um padrão muito próximo ao nativo (sem aplicação de FSR);
  • Quality: ainda prioriza a qualidade gráfica, mas dá mais espaço para o desempenho;
  • Balanced: é o modo que tenta, efetivamente, equilibrar qualidade gráfica com desempenho;
  • Performance: prioriza o aumento de fps; aqui, o ganho de desempenho pode ser até 2,4 vezes maior em comparação com a resolução nativa em determinados jogos rodando em 4K, segundo a AMD.

Não é só com 4K. O FSR também pode otimizar títulos em 1440p ou 1080p, por exemplo. A efetividade da técnica deve variar de jogo para jogo, porém.

De acordo com a AMD, a tecnologia foi desenvolvida para otimizar a experiência do usuário com jogos novos ou já lançados, razão pela qual há compatibilidade com as APIs DirectX 11, DirectX 12 e Vulkan. No entanto, cabe ao desenvolvedor implementar o suporte ao FSR no game.

Os vários modos de funcionamento do FSR (imagem: divulgação/AMD)

Os vários modos de funcionamento do FSR (imagem: divulgação/AMD)

Jogos compatíveis com FSR

Como o FSR acabou de ser lançado oficialmente, o número de jogos compatíveis com a tecnologia ainda é pequeno. Por ora, a lista tem apenas sete games:

  • Godfall
  • The Riftbreaker
  • Terminator: Resistance
  • Kingshunt
  • Evil Genius 2: World Domination
  • 22 Racing Series
  • Anno 1800

Títulos como Dota 2, Far Cry 6, Resident Evil Village e 22 Racing Series terão suporte em breve. Espera-se que o número de jogos compatíveis aumente ainda mais nos próximos meses.

Em meados de julho, desenvolvedores interessados poderão encontrar informações detalhadas sobre implementação do FSR no site da GPUOpen, comunidade de código aberto da AMD que disponibiliza APIs, ferramentas e documentação para projetos baseados em GPUs.

Placas de vídeo compatíveis (inclui Nvidia)

Sem nenhuma surpresa, o FidelityFX Super Resolution só vai funcionar em placas de vídeo compatíveis. A boa notícia é que vários modelos da AMD dão suporte à tecnologia, incluindo modelos mais simples ou um pouco antigos:

  • Radeon 6000/6000M Series
  • Radeon 5000/5000M Series
  • Radeon 600 Series
  • Radeon 500 Series
  • Radeon RX 500 Series
  • Radeon RX Vega Series
  • Radeon RX 480/470/460 Graphics
  • Processadores AMD Ryzen para desktops e notebooks com GPU Radeon integrada

Para quem tem qualquer uma dessas placas, a instalação dos drivers atuais é suficiente para a compatibilidade com a tecnologia ser ativada.

Não termina aí. As placas de vídeo mais recentes da rival Nvidia também são compatíveis com o FSR:

  • GeForce RTX 30 Series
  • GeForce RTX 20 Series
  • GeForce 16 Series
  • GeForce 10 Series

DLSS e FSR não são iguais

Embora o DLSS e o FSR correspondam a padrões de upscaling, ambas não funcionam do mesmo jeito. O primeiro é baseado em uma tecnologia de inteligência artificial proprietária da Nvidia e só funciona com as placas RTX.

Por sua vez, o FSR é um padrão de upscaling espacial que tem código aberto e foi projetado para ser compatível com uma grande variedade de GPUs, incluindo modelos não muito recentes, como já ficou claro. Por conta disso, há expectativa até de que a novidade possa, em algum momento, ser empregada na otimização de jogos para consoles.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando