O fantasma da franquia na banda larga está dando as caras novamente. Em matéria exclusiva, o Tecnoblog apontou que clientes da Claro estão tendo a velocidade reduzida após atingirem certa marca de dados trafegados. A ação vai contra a medida cautelar da Anatel, que desde 2016 proíbe operadoras de impor limites de franquia na internet fixa.

Tecnocast 198 – O fantasma da franquia na banda larga (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Tecnocast 198 – O fantasma da franquia na banda larga (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A discussão das franquias deve ser retomada? Há aspectos técnicos e objetivos envolvidos na limitação de velocidade? Como o contexto da pandemia e o sucesso das pequenas operadoras influenciam na questão? Esses são alguns dos assuntos tratados no episódio de hoje para te ajudar a entender esse espinhoso tema. Dá o play e vem com a gente!

Participantes

Oferecimento: Amazon Prime Video

Sabe quando você tá maluco para ver um jogo de futebol e esse jogo não vai passar na TV aberta? Provavelmente esse jogo deve passar no Premiere, o maior canal de futebol do Brasil.

Premiere é conhecido como um canal pago de TV à cabo. Mas agora você também pode assinar o Premiere pelo Amazon Prime Video. É isso mesmo, o streaming de filmes e séries da Amazon. Daí pode assistir futebol à vontade, na televisão, no computador, no tablet, no celular. Então sem essa de perder um jogo porque não vai passar na TV. Se o jogo tá no Premiere, ele também tá no Amazon Prime Video.

Premiere no Prime Video. Futebol e muito mais.

Créditos

Assine o Tecnocast

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Everton Favretto (@evefavretto)

Meus dois centavos: qualquer limitação desse tipo precisaria ser clara, discriminada claramente no contrato e razoável. 4TB me parece um tanto baixo, ainda mais com a tendência do tráfego aumentar. E se considerar que a Anatel tem nos regulamentos a obrigação de velocidade média em 70% do valor contratado, soa ainda mais absurdo, já que 4TB são muito menos do que o possível trafegar em um mês com 70% de 250Mbps.

As operadoras precisam ser capazes de coibir alguns abusos, mas devem ser razoáveis. O caso do cliente em que a Claro fez essencialmente uma fiscalização extra-judicial na casa me parece tão absurdo que beira o ilegal.