Início » Antivírus e Segurança » Golpe da falsa vaga de emprego foi detectado 346 mil vezes em 2021

Golpe da falsa vaga de emprego foi detectado 346 mil vezes em 2021

Falsas vagas de emprego são divulgadas aos montes em redes sociais e até em serviços de mensagens instantâneas

Emerson Alecrim Por

A taxa de desemprego no Brasil bateu o recorde de 14,7% no primeiro trimestre de 2021. Não é de causar espanto que muitas pessoas recorram à internet para procurar trabalho. Mas é preciso ter cuidado: a quantidade de golpes da falsa vaga emprego disparou neste ano.

Golpes da falsa vaga de emprego disparam (imagem ilustrativa: Pexels)

Golpes da falsa vaga de emprego dispararam (imagem ilustrativa: Pexels)

Ofertas de emprego aparecem aos montes em anúncios online, serviços de mensagens instantâneas e redes sociais. O problema é que, em muitos casos, as vagas anunciadas não são reais e podem causar numerosos transtornos à pessoa que não perceber a fraude.

De acordo com o dfndr lab, laboratório de cibersegurança da PSafe, mais de 346 mil acessos e compartilhamentos de falsas vagas de emprego foram detectados apenas no período entre janeiro e maio de 2021.

Via de regra, as falsas vagas instruem as vítimas a preencherem formulários com dados como nome, CPF, endereço, telefone e informações bancárias. Esses dados podem ser usados para uma série de ações maliciosas, como abertura de contas bancárias fraudulentas e compras ou empréstimos em nome da vítima.

Ainda de acordo com a PSafe, em alguns casos, os criminosos podem até conseguir login e senha da pessoa em serviços de e-mail e redes sociais, situação que dá abertura para o invasor se passar pela vítima e aplicar outros golpes.

Exemplos de vagas falsas de emprego (imagem: divulgação/PSafe)

Exemplos de vagas falsas de emprego (imagem: divulgação/PSafe)

Como se proteger

Jéssica Sandin, diretora de RH do Nubank, listou no blog da companhia algumas orientações de proteção. Uma delas é observar se o anúncio da vaga aparece em um site estranho, com formatação irregular, por exemplo. Empresas idôneas costumam postar oportunidades em sites próprios ou em plataformas de vagas reconhecidas.

Outra dica é verificar se a descrição da vaga é muito genérica, ou seja, não contém informações importantes sobre o cargo ou dá muito destaque ao salário e benefícios.

Anúncios que descrevem grandes quantidades de vagas ou destacam que o preenchimento delas é urgente também podem ser suspeitos, bem como aqueles que não descrevem os cargos disponíveis. Tão ou mais importante é desconfiar de ofertas de vagas garantidas.

Outra orientação: ao entrar em contato para solicitar mais informações, não prossiga se dados de documentos forem exigidos antes da contratação, se as perguntas sobre o cargo não forem devidamente respondidas ou se te instruírem a fazer pagamentos para conseguir o suposto emprego.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando