Início » Aplicativos e Software » Google vai “quebrar” alguns links do Drive e YouTube para proteger arquivos

Google vai “quebrar” alguns links do Drive e YouTube para proteger arquivos

Objetivo do Google com a nova atualização é proteger conteúdos tanto no Drive como no YouTube; usuários podem desativar update

Darlan Helder Por

O Google anunciou, nesta quarta-feira (23), atualizações importantes para o YouTube e o Google Drive. A empresa informou que vai “quebrar” links com o objetivo de proteger os conteúdos/arquivos em ambas as plataformas. Com esse update, vídeos “não listados” do YouTube, por exemplo, ficarão privados. Ainda assim, o usuário poderá “desativar” o update de segurança.

YouTube e Google em celular da Samsung (Imagem: Irfan Ahmad/Pixabay)

YouTube e Google em celular da Samsung (Imagem: Irfan Ahmad/Pixabay)

Em comunicado, o Google explica que os vídeos do YouTube “não listados” que foram carregados antes de 2017 ficarão privados a partir de 23 de julho deste ano. Caso não queira que a plataforma altere os vídeos para privado, você pode avisar o Google através de um formulário já disponível. O usuário precisa acionar a plataforma até o dia 23 do próximo mês; segundo o YouTube, os criadores impactados pela mudança serão notificados.

Definiremos todos os vídeos não listados enviados antes de 2017 para “Private” a partir de 23 de julho. Como um lembrete, vídeos privados só podem ser vistos por você e pelas pessoas que você escolher. Uma vez que esses vídeos são feitos privado a partir de 23 de julho, qualquer link usado anteriormente para incorporá-los ou compartilhá-los como Não listados não funcionará mais. Entendemos que essa mudança pode ser desafiadora, por isso estamos dando-lhe tempo para fazer ajustes em seus vídeos antes de entrar em vigor.

YouTube em comunicado.

Google Drive (Imagem: Reprodução/YouTube)

Google Drive (Imagem: Reprodução/YouTube)

Já o Google Drive está passando por uma mudança parecida. Os próximos links de arquivos terão uma chave de segurança e a pessoa que deve visualizar os itens compartilhados precisa ter a URL personalizada com esse código. A empresa diz que os usuários que já visualizaram o material do Drive antes seguem com o acesso liberado sem a necessidade da chave de recurso. A atualização é “aplicável a todos os clientes do Google Workspace, bem como aos clientes G Suite Basic, Business e aos usuários com contas pessoais do Google”, informa.

Isso tornará os arquivos do Google Drive mais seguros. Embora recomendemos que você aplique a atualização, os administradores do Google Workspace podem escolher como essa atualização é aplicada em sua organização.

Google sobre a mudança no Drive

Usuários finais com conta no serviço de nuvem têm até o dia 13 de setembro para desativar essa atualização. Administradores do Google Workspace precisam decidir se seguem ou não com a nova política até o dia 23 de julho. Os clientes serão notificados antes da migração.

Com informações: XDA Developers (2), YouTube e Google Workspace

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando