Início » Aplicativos e Software » Windows 11 não vai rodar no seu PC? App da Microsoft agora diz o motivo

Windows 11 não vai rodar no seu PC? App da Microsoft agora diz o motivo

O PC Health Check 2.3 promete dizer exatamente o que está tornando a sua máquina incompatível com o Windows 11

Ana Marques Por

Após muita polêmica em torno da compatibilidade do Windows 11, a Microsoft atualizou a ferramenta que faz o diagnóstico e informa se o seu PC está apto para a próxima versão do sistema. Agora, o aplicativo poderá dizer exatamente quais requisitos mínimos a sua máquina não está cumprindo para ser compatível com o novo Windows.

PC rodando Windows 11 (Imagem: Divulgação / Microsoft)

PC rodando Windows 11 (Imagem: Divulgação / Microsoft)

Aparentemente, a ferramenta PC Health Check estava mal configurada, e disse a vários usuários que seus computadores não eram compatíveis com o Windows 11 ainda que, em tese, eles cumprissem todos os requisitos estipulados pela Microsoft. Isso aconteceu com PCs recentes, com hardware de última geração, deixando muita gente incrédula e irritada com a empresa.

Após diversas reclamações, o PC Health Check 2.3 vai dizer por que o seu dispositivo não é compatível com o Windows 11, e poderá propor soluções alternativas. Entre as possíveis mensagens de problemas que impedem a instalação da próxima versão do sistema, estão:

  • O TPM 2.0 é um requisito para executar o Windows 11. Recomendamos que você verifique se o TPM 2.0 está habilitado.
  • O disco do sistema deve ter 64 GB ou mais. Embora este PC não atenda aos requisitos de sistema para executar o Windows 11, você continuará recebendo atualizações do Windows 10.
  • Este processador não é compatível.
  • O PC deve oferecer suporte a inicialização segura.
PC Health Check 2.3 (Imagem: Divulgação)

PC Health Check 2.3 exibe motivo para incompatibilidade com Windows 11 (Imagem: Reprodução/Windows Latest)

Requisitos mínimos para o Windows 11

Se você não lembra, ou não chegou a ver, os requisitos mínimos para a atualização do Windows 11, com algumas exceções, são:

  • Processador de 1 GHz com dois ou mais núcleos de 64 bits, que esteja na lista oficial de modelos compatíveis
  • 4 GB de RAM
  • 64 GB de armazenamento
  • Tela HD (720p) maior que 9 polegadas
  • Placa de vídeo ou chip gráfico compatível com DirectX 12 ou superior e com driver WDDM 2.0
  • Compatível com UEFI, Secure Boot e TPM (Trusted Platform Module) na versão 2.0

Vale lembrar que, em alguns casos, o TPM pode estar presente, mas deverá ser ativado na BIOS — saiba como fazer isso neste artigo.

Você já pode baixar a nova versão do PC Health Check aqui para fazer o diagnóstico do seu PC.

Com informações: Windows Latest.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Até que enfim… achei que ia ter de esperar minha bola de cristal voltar da manutenção… hahaha

Edit: Acabei de atualizar o programa e ele simplesmente me diz isso…

C Emanuel B Laguna (@Max_Laguna)

No meu caso minha placa-mãe ASUS Z170-K (de 2016) tem o tal TPM 2.0 ativado (eu nem lembrava que isso existia) mas o que me impediria o upgrade para o Windows 11 é a GPU integrada da Intel, que via software deve ser DX11 mas o hardware acredito no DX10.

Eu (@Keaton)

Pega uma GT 1030 emprestada, instala e depois devolve.

Felipe Insfran (@felipous)

Aqui não disse motivo não

imhotep (@imhotep)

Aqui falou que eu sou pobre…

Carlos Alberto Rocca (@carlosrocca)

Aqui também não disse o motivo, embora eu acredite ser o TPM 2.0.

Alisson Santos (@alisson)

Atualizei e continua não dizendo o motivo. Mas eu já sei, é a p#[email protected] do TPM mesmo.

LekyChan (@LekyChan)

continua não dando o motivo, mas suspeito de que é porque meu hardware é velho mesmo kkkk, ele é de 2014 feito para rodar em maquinas até com winXP, seria pedir demais ele suportar uma sexta versão so windows

João M. (@RonDamon)

Perda de tempo nisso, aposto que vão voltar atrás com isso de TPM próximo do lançamento. Ou pelo menos deixar exclusivo pra edições Pro (que são o foco mesmo dessa proteção).

Daniel (@Daniel7)

Atualizei o programa e continua não aparecendo o motivo. Mas deve ser por causa do processador que é antigo (i5 6ª geração).

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

Não percam tempo com as mensagens vagas da ferramenta da Microsoft, já fizeram uma ferramenta de terceiros que te diz exatamente quais requisitos não são foram atendidos…

Brad da Silva (@Brad_da_Silva)

Olha a confusão que a Microsoft está fazendo. Após uma versão extremamente criticada do Windows (10) ela deveria fazer de tudo para essa atualização ser a mais agradável possível, mas não, Microsoft sendo Microsoft.

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

Viram que isso já é uma confusão enorme? Se eles insistirem nesse requisito o Windows 11 vai ter uma adoção muito problemática.

² (@centauro)

A questão também é a que custo.
O que se perde ao instalar uma ISO modificada?
Vale a pena? É seguro?

Muitos provavelmente não vão se importar, mas não deixa de ser questões importantes.

² (@centauro)

Tem que ver se não quebra alguma outra coisa ou se não afeta atualizações futuras por exemplo.

Eu particularmente não vejo o motivo da pressa pra mudar de versão do Windows. O 10 ainda tem 5 anos de suporte e versão nova de Windows sempre tem problema nos primeiros anos, então acho mais sensato esperar.

Exibir mais comentários