Início » Gadgets » O que é carregador GaN? [celulares e notebooks]

O que é carregador GaN? [celulares e notebooks]

Conheça mais detalhes sobre do que se trata os carregadores GaN e saiba as vantagens de se utilizar esse tipo de dispositivo

Victor Toledo Por

Quem busca carregar seus dispositivos de forma rápida certamente já ouviu falar sobre carregadores GaN. Oferecendo alta potência para dispositivos como celulares e notebooks, esse tipo de tecnologia deve substituir os componentes de silício por conta da sua eficiência energética. Veja, a seguir, o que é um carregador GaN e porquê esse dispositivo vêm chamando a atenção.

Carregador GaN da Razer (Imagem: Divulgação/Razer)

Carregador GaN da Razer (Imagem: Divulgação/Razer)

O que é um carregador GaN?

Basicamente, os carregadores GaN são dispositivos que possuem nitreto de gálio em sua composição. Por se tratar de um material semicondutor mais eficiente e ter uma condutividade muito superior na transmissão de energia, ele permite que as fabricantes desenvolvam carregadores que sejam mais potentes, oferecendo um carregamento mais rápido de celulares e notebooks, por exemplo.

Por conta da alta condutividade energética, as fabricantes conseguem utilizar um menor número de componentes internos na hora da fabricação, economizando recursos, diminuindo as dimensões do dispositivo e gerando menos calor.

Ou seja, os carregadores GaN são mais compactos, conseguem carregar diversos dispositivos eletrônicos de forma rápida e também não esquentam durante o uso.

Carregador GaN da Nubia (Imagem: Divulgação/Nubia)

Carregador GaN da Nubia (Imagem: Divulgação/Nubia)

A história do nitreto de gálio (GaN) na eletrônica

Usado pela primeira vez em 1990, o nitreto de gálio começou a chamar a atenção das empresas para a fabricação de transistores e diodos, já que suas características permitem lidar com tensões e temperaturas mais altas.

Dessa forma, o material passou a ser o principal semicondutor presente em aparelhos Blu-Ray e nos tradicionais LEDs, visto que esses dispositivos necessitam de um desempenho superior ao oferecido pelos transistores de silício.

Apesar da evolução desse tipo de transistor com o passar dos anos, a tendência é que o nitreto de gálio ocupe o lugar do silício no desenvolvimento de dispositivos eletrônicos.

O que motiva essa mudança é que os transistores GaN podem ser fabricados de maneira semelhante aos de silício, assim, é possível manter o baixo custo de produção e aumentar o desempenho dos componentes.

Além disso, a disputa entre nitreto de gálio e silício chega a ser desequilibrada, visto que o GaN é mais seguro e mais eficiente, mesmo tendo custos de produção relativamente semelhantes.

Foto por Diego Correa/Flickr

O nitreto de gálio (GaN) foi amplamente utilizado em aparelhos Blu-Ray (Imagem: Diego Correa/Flickr)

Carregadores GaN são mais caros que os tradicionais

Ao substituírem os semicondutores de silício pelos de nitreto de sódio, as fabricantes conseguem desenvolver os aparelhos eletrônicos com um menor número de componentes internos. Sendo assim, é esperado que os carregadores GaN sejam mais baratos que os tradicionais.

Na teoria, era para acontecer. Porém, na prática, é diferente, já que o nitreto de gálio é mais difícil de ser encontrado.

Os carregadores GaN oferecem um número alto de Watts de potência para carregar os dispositivos. Dessa forma, e por conta das inúmeras vantagens oferecidas pelo componente, as fabricantes cobram um preço mais caro do que o convencional.

No mercado, marcas como Baseus, Anker, Geonav e Razer são amplamente conhecidas e contam com um extenso portfólio de modelos. Porém, elas não são as únicas. Com uma breve pesquisa, é possível encontrar uma infinidade de marcas e dispositivos à venda na web.

Com informações: Android Central e How To Geek.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando