Início » Aplicativos e Software » Samsung anuncia One UI Watch baseada em Wear OS na MWC 2021

Samsung anuncia One UI Watch baseada em Wear OS na MWC 2021

Plataforma que deve estrear com Galaxy Watch 4 traz a fusão do Tizen com Wear OS do Google, focando desempenho e bateria

Ana Marques Por

A Samsung anunciou o lançamento da One UI Watch nesta segunda-feira (28), durante a Mobile World Congress (MWC) 2021. O sistema operacional é resultado de uma fusão entre o Tizen e o Wear OS do Google — parceria apresentada durante o I/O, no final de maio — e promete maior integração com o ecossistema Galaxy, além de melhorias em desempenho e na autonomia de bateria.

Samsung apresentou One UI Watch na MWC 2021

Samsung apresentou One UI Watch na MWC 2021 (Imagem: Reprodução/Samsung)

Apesar dos vazamentos recentes, a empresa ainda não anunciou qual será o primeiro Watch com o novo sistema — espera-se, no entanto, que este seja o Galaxy Watch 4, a ser revelado no segundo semestre de 2021, durante um Unpacked da fabricante.

Um dos trunfos do Wear OS é a promessa de maior autonomia de bateria. A plataforma é mais eficiente, já que Samsung e Google trabalharam para otimizar as camadas do sistema de forma que houvesse maior aproveitamento dos núcleos de hardware de baixo consumo.

Como resultado, funções como o sensor de frequência cardíaca e o monitoramento de sono acabam consumindo menos energia e possibilitando a maior duração da bateria.

Tudo sobre o ecossistema Galaxy

Segundo a Samsung, a nova plataforma tem a missão de “proporcionar uma experiência e aparência consistente com outros dispositivos Galaxy”. A One UI Watch terá suporte à instalação automática de aplicativos, a partir dos apps que você instala no seu smartphone Galaxy.

One UI Watch (Imagem: Reprodução/Samsung)

One UI Watch (Imagem: Reprodução/Samsung)

O menu de configurações está mais semelhante ao que vemos na One UI para celulares, com sincronização automática de personalizações por meio do aplicativo Watch para smartphones. Além disso, contatos bloqueados permanecerão na lista de bloqueio em todos os aparelhos conectados ao ecossistema Samsung Galaxy.

One UI Watch (Imagem: Reprodução/Samsung)

One UI Watch (Imagem: Reprodução/Samsung)

Suporte a apps da Play Store

Os relógios com a One UI Watch vão ter suporte a todos os apps da Play Store compatíveis com Wear OS. O próximo Galaxy Watch também permitirá o uso de mostradores desenvolvidos por terceiros.

Segundo o Google, o novo sistema pode ser até 30% mais rápido em novos dispositivos — e é o que esperamos ver no próximo Galaxy Watch.

One UI Watch (Imagem: Reprodução/Samsung)

One UI Watch (Imagem: Reprodução/Samsung)

Galaxy Watch 4 deve ser o primeiro com o novo Wear OS

Com base no que vimos em vazamentos recentes, o novo smartwatch da Samsung deve chegar em quatro opções de cores (preto, prata, verde escuro e ouro rosa), e com aparência mais próxima à da linha Active, considerando a coroa menos robusta. Será possível encontrá-lo em modelos de 40 mm e 44 mm.

Samsung Galaxy Watch 4 (Imagem: Reprodução/91mobiles)

Samsung Galaxy Watch 4 (Imagem: Reprodução/91mobiles)

O Galaxy Watch 4 deve ser resistente à água (5 ATM) e contar com certificação militar MIL-STD 810G, para maior durabilidade. O relógio também pode ter proteção Gorilla Glass DX+, que além de resguardar o relógio contra riscos e arranhões, também proporciona menos reflexo, para que o usuário não tenha problemas em visualizar o painel em ambientes muito claros, como à luz do dia, por exemplo.

Galaxy Watch 4 no Brasil

Em maio, o provável Galaxy Watch 4 foi homologado pela Anatel, obtendo autorização para ser vendido no Brasil. A Samsung deve anunciar o novo smartwatch até o final deste ano no exterior, mas ainda não sabemos uma data oficial ou preço de lançamento para o relógio no país.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Jesus (@LucasJesus)

Quero!!!
(eu só queria dizer isso mesmo, mas tenho que formar uma frase completa)

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Gostei da parceria e, de fato, era algo extremamente necessário pra os relógios da Samsung, mas n gostei de terem, simplesmente, ignorado os usuários atuais do Tizen.

3 anos de suporte (ou 2 anos, já q o Watch 3 foi lançado em 2020), mas nenhum novo app, possivelmente nenhuma nova atualização de apps, nenhuma nova watchface etc. E depois desse prazo, a própria Galaxy Store nem deve ser mantida, conforme a apresentação.

O Tizen precisava mesmo era de parcerias que trouxessem apps pra ele e não um novo SO, ainda mais esse SO sendo o WearOS, q nunca teve um bom histórico.

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Se bem q no Tizen, sempre foi extremamente bem adaptada pra telas redondas. O próprio launcher é um círculo q vc seleciona apps como se fosse aqueles telefones
antigos.

20210628_1621101283×2280 368 KB

Gigo CAP (@GigoCAP)

Pois é, eu tenho o primeiro Galaxy Watch e não tenho do que reclamar do Tizen em questão de usabilidade. Até hoje ele é bem fluído e a interface me agrada bastante.

Mas é real que ele precisava de mais atenção da Samsung. Não saem mais apps, muita coisa da loja já não funciona, não tiveram atualizações das watchfaces proprietárias…

André Gorgen (@Banana_Phone)

Um dos trunfos do Wear OS é a promessa de maior autonomia de bateria.

Espero que essa promessa se cumpra. Mesmo que o Wear OS melhore a autonomia em 300% ainda vai ser inferior ao Tizen.