Início » Aplicativos e Software » O que é open source? [Software de código aberto]

O que é open source? [Software de código aberto]

Programa de licença livre; saiba o que é open source ou software de código aberto e quais são as vantagens desse modelo

Leandro Kovacs Por

12.000 desenvolvedores do GitHub contribuíram com o código que possibilitou o primeiro voo de helicóptero em Marte no ano de 2021, código aberto é isso, todos podem contribuir com a sua parte. Veja abaixo, o que é open source e como funciona essa modalidade de criação tecnológica com suas características específicas. Será que o fato de ser open source o torna mais seguro ou vulnerável nas questões de proteção?

O que é open source? (Imagem: Markus Spiske/Unsplash)

O que é open source? (Imagem: Markus Spiske/Unsplash)

O que é open source?

O open source ou código aberto, de forma resumida, refere-se a um software que é disponibilizado gratuitamente para qualquer pessoa acessar, copiar, modificar e redistribuir. Sua utilização mais avançada é uma abordagem colaborativa, sendo liderada pela comunidade que reduz a barreira para a entrada e o custo de construção de software.

Software de código privado

Do lado oposto temos o software com um criador, chamado “código fechado”, que é desenvolvido internamente por uma empresa comercial. Geralmente, os de código privado não são de fato “gratuitos” em qualquer sentido da palavra; não pode ser inspecionado, modificado, redistribuído e provavelmente custará algum valor – se não for dinheiro vivo, será sua atenção para anúncios direcionados.

Como funciona o open source

Para ser de fato open source, deve poder ser usado para qualquer propósito sem restrições, incluindo a capacidade de distribuir cópias para outros, enquanto o código-fonte também está totalmente disponível para qualquer pessoa que deseje modificá-lo e melhorá-lo. Quaisquer modificações, no entanto, devem ser disponibilizadas para outros usuários também, esse é o único compromisso.

Open source X Freeware

Tudo bem, nenhum dos dois tem cobrança financeira, mas isso não deve ser confundido com o freeware. A definição básica de freeware é o software que não vem com um custo financeiro direto vinculado a compra, mas que provavelmente não terá nenhuma das liberdades associadas ao software de código aberto.

Monetização

Tudo isso não quer dizer que a comercialização e os softwares de código aberto (open source) não possam ser amigos, existem alguns que lucram bastante. A empresa monetiza um projeto de código aberto por meio da venda de serviços adicionais ou complementares, como análises e segurança, que atrairão empresas maiores.

Normalmente, mas nem sempre, esses tipos de negócios também são os principais desenvolvedores dos projetos de código aberto. Ou seja, são responsáveis por manter o foco no resultado e comprometer as alterações de código na base do código principal, mas lucrando com os “bônus” oferecidos de formas associadas.

O que é open source? (Imagem: Leandro Kovacs/Tecnoblog)

A Monetização existe mas não vem da venda direta do software (Imagem: Leandro Kovacs/Tecnoblog)

Softwares open source são seguros?

Dependendo de quem dá a opinião, existem duas vertentes, o software de código aberto é mais seguro do que o software privado porque seu código está “aberto” para qualquer um analisar, ou é menos seguro pelo mesmo motivo, já que qualquer pessoa pode acessá-lo facilmente.

A segurança não vem através de um único “criador”. Ela está diretamente ligada a compreensão do trabalho e do modelo de segurança, e isso pode ser alcançado com sistemas de código aberto ou privados.

No entanto, o open source tem o potencial de ser mais seguro do que o software privado. Ao pegar os dois softwares, um de código aberto e um privado, ambos recebendo atualizações constantes, o modelo de código aberto pode ser mais seguro pelo fato de poder ser inspecionado por milhares usuários e analistas independentes.

Com informação: Venture Beat.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando