Início » Internet » Gettr, rede social de ex-conselheiro de Trump, recebe aliados de Bolsonaro

Gettr, rede social de ex-conselheiro de Trump, recebe aliados de Bolsonaro

A rede social criada por ex-conselheiro de Trump se propõe a não censurar conservadores, o que a levou a ser usada por aliados de Bolsonaro

Por

A rede social Gettr, lançada no dia 4 de julho — dia da independência dos EUA — por um ex-conselheiro de Trump atraiu aliados de Bolsonaro no Congresso, além de apoiadores. A plataforma surge em meio ao banimento do ex-presidente americano em mídias sociais como Twitter, YouTube, Facebook e Instagram.

Donald Trump (Imagem: Gage Skidmore/Flickr)

Donald Trump (Imagem: Gage Skidmore/Flickr)

Gettr sofre ataque hacker no dia de inauguração

No domingo (4), em seu lançamento, a Gettr enfrentou um ataque hacker que atingiu as principais contas de republicanos no site, como o do próprio fundador e ex-conselheiro de Trump, o empresário Jason Miller. O hacker, que se identificou apenas como @JubaBaghdad, escreveu na descrição dos perfis “@JubaBaghdad esteve aqui 🙂 ^^ libertem a Palestina ^^”. Outro aliado de primeira hora de Trump e ex-Secretário de Estado, Mike Pompeo, também teve sua conta alterada.

Miller enviou um e-mail ao The Verge e disse que o hacker não obteve dados, apenas mudou o nome de alguns usuários. O ex-conselheiro de Trump afirma que a Gettr já conta com mais de meio milhão de usuários cadastrados. A plataforma terá recursos parecidos com o do Twitter, com algumas mudanças: posts de 777 caracteres, vídeos de três minutos e streaming ao vivo.

O app da Gettr já está disponível na App Store e na Play Store — no momento de publicação desta matéria, era a rede social mais baixada no Brasil na loja virtual da Apple. O slogan “A Marketplace of Ideas” (“um marketplace de ideias”, em tradução livre) convida principalmente usuários que suspeitam outras plataformas de censurarem conteúdo conservador e terem pautas que as identificam como “de esquerda”.

Filhos e aliado de Jair Bolsonaro já têm perfil na Gettr

Em seus termos de uso, a Gettr se propõe justamente a fugir da “censura” de concorrentes e ser um espaço “onde a liberdade de expressão é o principal atrativo”. Aliados do Presidente Jair Bolsonaro — por vezes chamado de “Trump dos Trópicos” pela imprensa internacional — estão migrando para a nova rede social.

O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, invetsigado pela Polícia Federal no inquérito de uma rede criminosa cibernética para publicar desinformação, celebrou a inauguração da plataforma e já abriu sua conta.

https://twitter.com/allanldsantos/status/1411766063289843722

A nova rede social também conta com a presença de políticos do “baixo clero” da Esplanada, mas fiéis aliados de Bolsonaro, como os deputados federais Paulo Martins (PSC-PR), Carlos Jordy (PSL-RJ) e Daniel Freitas (PSL-SC).

Jair Bolsonaro entrou na plataforma com uma conta que aparenta ser oficial, mas tem pouco mais de 25 mil seguidores. Trump, por enquanto, não está na Gettr; segundo a Bloomberg, ele não tem planos de criar sua própria conta na rede, mas prometeu retornar às redes sociais com a criação de uma plataforma própria.

Por enquanto, a Gettr não oferece tradução de páginas para o português e os trending topics da rede social — outra função semelhante a do Twitter — são todos definidos pelos termos mais procurados nos EUA. Nesta segunda-feira (5), por exemplo, está em alta o comício de Trump em Sarasota, na Flórida, onde o republicano voltou a defender que houve fraude nas eleições vencidas pelo democrata e atual presidente Joe Biden.

Com informações: The Verge.