Início » Aplicativos e Software » Windows 11 roda em PCs incompatíveis de forma não oficial; veja como instalar

Windows 11 roda em PCs incompatíveis de forma não oficial; veja como instalar

Métodos alternativos permitem instalar Windows 11 em computadores que não atendem aos requisitos mínimos de processador; processo é por sua conta e risco

Felipe Ventura Por

Eu fiquei desanimado com o Windows 11 por não ser compatível com meu notebook, mesmo que não seja tão antigo: ele tem processador Intel de 6ª geração, que ficou fora da lista oficial da Microsoft. Mas, como era esperado, já criaram métodos alternativos para instalar o sucessor do Windows 10 mesmo em PCs que não preenchem os requisitos mínimos, como o modelo de processador Intel ou AMD; confira abaixo como fazer.

Modo escuro no Windows 11 (Imagem: Divulgação / Microsoft)

Modo escuro no Windows 11 (Imagem: Divulgação / Microsoft)

Antes de tudo, vale lembrar que os procedimentos abaixo são por sua conta e risco. Por isso, evite instalar o Windows 11 para usar no estudo ou trabalho, já que esta versão prévia certamente tem alguns bugs. A versão final deve chegar em outubro de 2021 para PCs novos, e em 2022 como atualização para computadores com Windows 10.

Além disso, a Microsoft pode bloquear os métodos abaixo a qualquer momento, já que eles driblam as exigências de hardware pela empresa, então as instruções podem não funcionar no futuro.

Como instalar Windows 11 em PC não compatível

O método que eu utilizei é o mais simples, na minha opinião: é necessário baixar um script que coloca seu PC no canal Dev do programa Windows Insider, que é onde a Microsoft está distribuindo o Windows 11.

Script faz PC baixar Windows 11 (Imagem: Reprodução)

Script faz PC baixar Windows 11 (Imagem: Reprodução)

Este método não exige uma conta Microsoft, mas você vai precisar de um computador com suporte a TPM 2.0 e Secure Boot – use este app para checar se você preenche esses requisitos.

Em caso positivo, faça o seguinte:

  1. visite a página do script OfflineInsiderEnroll no GitHub;
  2. no botão Raw, clique com o botão direito e escolha a opção Salvar link como…;
  3. vá até a pasta onde o arquivo foi baixado, clique com o botão direito nele e escolha a opção Executar como administrador;
  4. isso abrirá o prompt de comando, no qual você deverá inserir o número 1 e teclar Enter;
  5. aperte Enter novamente e reinicie o computador;
  6. abra as Configurações e clique em Atualização e Segurança;
  7. clique em Procurar atualizações e espere o Windows 11 ser baixado.
PC agora está apto a instalar Windows 11 (Imagem: Reprodução)

PC agora está apto a instalar Windows 11 (Imagem: Reprodução)

Como instalar Windows 11 usando editor do Registro

Caso você não queira rodar um script na sua máquina, há como fazer o processo manualmente no Editor de Registro, mas você precisará estar logado com uma conta da Microsoft. Vale notar que, neste caso, você pode acabar sendo removido do canal Dev no programa Insider a qualquer momento.

Ah, e você vai precisar de um computador com TPM 2.0 e Secure Boot – baixe o WhyNotWin11 para saber ao certo.

Veja como fazer:

  1. siga o caminho Configurações > Atualização e Segurança > Programa Windows Insider;
  2. clique em Começar agora, escolha a opção Release Preview, clique em Confirmar e reinicie o computador;
  3. abra o menu Iniciar, digite regedit e clique em Editor do Registro;
  4. siga este caminho: HKEY_LOCAL_MACHINE > SOFTWARE > Microsoft > WindowsSelfHost > Applicability;
  5. clique duas vezes em BranchName, altere o valor para Dev e clique em OK;
  6. clique duas vezes em ContentType e altere o valor para Mainline e clique em OK;
  7. clique duas vezes em Ring e altere o valor para External e clique em OK;
  8. reinicie o computador;
  9. siga o caminho Configurações > Atualização e Segurança > Programa Windows Insider e você deverá estar no canal Dev;
  10. na mesma janela, clique em Windows Update e no botão Procurar atualizações para baixar o Windows 11.
Baixando o Windows 11 (Imagem: Reprodução)

Baixando o Windows 11 (Imagem: Reprodução)

Instalação limpa do Windows 11 em PC não compatível

Se você ainda não conseguiu obter o Windows 11, ou se prefere fazer uma instalação do zero, é possível fazer isso usando uma imagem ISO modificada. O XDA Developers tem o guia completo – o procedimento é mais complicado do que os que listamos acima. Caso seu PC não tenha TPM 2.0, você pode tentar usar este truque para driblar o requisito.

Atualizado às 21h50

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
22 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Josué Junior (@Josue.Jr)

Eu consegui fazendo o método de editar o registro e ainda usar uma dll que eu vi num tutorial que vi no Reddit porque tava dando. De maneira geral, o desempenho do Windows 11 no coitado do meu notebook tá próximo do que eu obtinha no Windows 10. Acho que a telemetria constante das compilações Insider sacrificam um pouco do desempenho aqui

@ksio89

Windows 10 será o novo XP, e o 11, o novo Vista. A diferença é que o Vista foi impopular por causa dos altos requerimentos mínimos para a época, e o 11 vai ter pouca adoção por exigir um recurso de segurança que quase não tem importância para o usuário doméstico e que vai excluir milhares de máquinas com hardware mais que suficiente pra rodar esse Win10 com outra skin.

Sério, que lambança da Microsoft.

Liang (@Liang642)

Tudo para forçar o pessoal a comprar computador novo mesmo sem ninguém precisar

² (@centauro)

Mas hardware de smartphone e hardware de desktop estão em patamares diferentes de capacidade e evolução ao longo dos anos últimos 5 anos.

Um processador da 6° geração ainda é totalmente capaz de rodar sistemas e programas atuais sem grandes problemas. Tanto é que o Windows 10 roda até em processadores mais antigos. O gargalo geralmente é o disco rígido ou RAM.

O que eu concordo é que processadores mais recentes vão ter tecnologias novas que permitem usar novos recursos via software.

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Tem máquinas super recentes e lançadas esse ano que não possuem o TPM 2.0.

Não necessariamente. A 11° da intel está sendo bem adotada, mas tanto a 10° e, principalmente a 9° de processadores, foi ignorada pelas fabricantes.

Vc n vai encontrar nenhum notebook pra comprar que tivesse a 9° geração. Ela praticamente não existiu, de tão dispensável que foi.

Além disso, o suporte de computadores passa diferente. Ninguém troca de PC todos os anos, como acontece nos celulares.

² (@centauro)

Você tem processadores da linha Core i de oitava geração com dois núcleos e quatro threads e elas serão suportadas.
você tem processadores da linha Core i de sexta geração com quatro núcleos e oito threads e, em tese, não serão suportadas.
Tem Celeron com 2 núcleos e 2 threads que está na lista de processadores suportados.

Isso não é o fator limitante. Nem a frequência do processador, porque você tem processadores com frequência máxima menor na lista de suportados do que na lista de não suportados.

O que parece mais é que o corte foi feito por questão de suporte a recursos novos de segurança e não por capacidade de processamento.

Águia Solitária (@LonelyEagle)

Discordo da comparação. A Google parou de atualizar o Nexus 4 no Marshmallow (ou no Lollipop, senão me engano), mas ele ainda rodava até o Oreo muito bem. Instalei até o Nougat no meu Galaxy Mini (que parou no Gingerbread) e também rodava bem. Seu pensamento faz sentido, mas a comparação com celulares não. As fabricantes só não permanecem atualizando como uma forma de te forçar a comprar um celular novo e pra economizar, não por falta de capacidade de rodar o sistema. Até porque se desenvolvedores independentes conseguem fazer o sistema rodar bem após o abandono da marca, quanto mais os desenvolvedores da própria marca.

Não acho que seja muito diferente com o Windows 11, a base é praticamente a mesma do Win10 com uma skin por cima. Microsoft quer que você compre um computador novo, com desculpa da preocupação com a segurança. Essa “atualização” é quase como instalar o KDE no meu Ubuntu e falar que é outro sistema.

@ksio89

Nada a ver, um AMD Ryzen 1000 ou Intel core i3/i5/i7 da 7ª geração/Kaby Lake ainda roda o Windows 10/11 com pé nas costas. E ser mais recente não quer dizer necessariamente mais rápido, pois um Celeron ou Pentium suportado de 8ª geração em diante tem desempenho muito inferior a um i5/i7 não suportado, como os de 6ª ou 7ª geração.

Fazendo analogia com carros, o que você prega é que a Microsoft deveria aceitar um Kwid 1.0 2022 em vez de uma Ferrari V12 2017 só porque é mais recente e tem um equipamento que o motorista provavelmente nunca vai usar.

A Microsoft deveria ter exigido era um desempenho mínimo, principalmente de armazenamento ao exigir um SSD, em vez de um recurso que mesmo máquinas novas ainda não têm. Processadores lentos e recentes serão suportados e modelos rápidos e “antigos” não, não faz o menor sentido.

iago felipe (@bakarios)

Eu fiz a instalação do windows 11 normalmente, sem nenhuma gambiarra no meu notebook com um i5-7200u. o sistema não deu nenhuma mensagem de incompatibilidade tá rodando até bem

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Mas isso não acontece. Se vc ver os requisitos mínimos do W11, vai observar q ele rodará mesmo em hardwares terríveis!

Então se um usuário ter um i7 de 7° geração não é compatível, mas o usuário que tem um i3 de 8° ger ou até o Core M, vai rodar tranquilamente, mesmo tendo um hardware claramente inferior!

Essa limitação não faz o menor sentido. A MS fez isso não porque os PCs eram ruins, velhos ou lentos.

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

A 9ª geração para notebooks da Intel só teve modelos da série H, voltados para alto desempenho e consequentemente encontrados apenas em modelos “gamer” ou mais caros. Até mesmo aqui no Brasil foram lançados várias opções, mas fora do alcance de muitos por conta do preço elevado…

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

Se você já era inscrito no canal Dev do Insider Preview antes de 24 de junho, está apto a receber todas as versões de teste do Windows 11, independente do seu computador atender os requisitos mínimos. No entanto, caso não atenda os requisitos, você não receberá a versão final do Windows 11 quando ela for lançada e terá que fazer uma instalação limpa do Windows 10 quando o momento chegar.

Após o anúncio do dia 24, o Insider Preview só está aceitando a inscrição no canal Dev de computadores que atendam os requisitos mínimos (incluindo o TPM 2.0 e a geração do processador). É aí que entra os métodos alternativos, como os descritos na notícia…

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

O valor das coisas é aquilo que damos à ela.

Celular é um item de luxo, de desejo, além de estar sempre com a gente, então, além de estar mais suscetível a danos, quebras etc, tem o desgaste da bateria também e até as limitações de armazenamento, a própria qualidade das telas e câmera que vão aprimorando etc.

É bem diferente dos PCs, que são feitos para durar muito mais tempo (a própria Apple coloca baterias com maior vida útil nos Macbooks), tbm n desgastam com essa frequência.

E, caso você não jogue, um PC básico durará muito tempo, talvez até uma vida, afinal, o básico já roda com maestria. Caso vc trabalhe, talvez precise de um modelo mais parrudo e atualizações constantes, mas quem preocupa com isso é a empresa.

Mesmo assim, é possível fazer apenas pequenos upgrades de RAM, armazenamento, trocar a tela, a webcam e o PC continuará atendendo por mais vários anos.