Início » Finanças » Mineração de bitcoin fica mais fácil e lucrativa com algoritmo atualizado

Mineração de bitcoin fica mais fácil e lucrativa com algoritmo atualizado

Atualização no algorítimo de mineração de bitcoin (BTC) deixa atividade mais fácil e lucrativa; taxa de hash despencou após China expulsar mineradores

Bruno Ignacio Por

Após a constante repressão à mineração de bitcoin (BTC) na China, o algoritmo por trás da atividade passou por uma atualização para facilitar a extração da criptomoeda. A mudança chegou à rede no sábado (03), causando uma queda recorde de 28% na dificuldade de mineração da moeda digital. Essencialmente, mineradores agora tem menos competição para processar um bloco de dados, conseguindo extrair mais unidades do ativo e, consequentemente, lucrando mais.

Mineração de bitcoin (imagem: Consulting 24/Flickr)

Mineração de bitcoin (Imagem: Consulting 24/Flickr)

“Esta será uma festa de renda para os mineradores”, disse o engenheiro especializado em mineração de bitcoin Brandon Arvanaghim à CNBC. “De repente, eles têm uma fatia significativamente maior da torta, o que significa que ganham mais bitcoin todos os dias.”

China expulsa mineradores e faz taxa de hash despencar

Para minerar a criptomoeda, mineradores competem para processar um bloco de dados. Uma vez bem sucedidos, eles são recompensados com novas unidades de bitcoin. Essa atividade é o que mantém a rede da moeda digital e registra todas suas transações em um livro-razão público.

A rede do bitcoin é recalibrada a cada 2016 blocos, ou aproximadamente a cada duas semanas, para determinar automaticamente a dificuldade de mineração da criptomoeda. Por isso, diante da enorme queda na taxa de hash global após as proibições na China, os protocolos do bitcoin diminuíram a dificuldade de se conseguir minerar um bloco em 28% no último sábado.

Estima-se que a China era responsável por pelo menos 65% da mineração global de bitcoin. Agora, mineradores expulsos do país estão buscando outros lugares para exercer a atividade. ″Pela primeira vez na história do bitcoin, temos um fechamento completo da mineração em uma região geográfica, o que afetou mais de 50% da rede”, disse Darin Feinstein, fundador da Blockcap e Core Scientific, à CNBC.

De acordo com dados do Y Charts, a taxa de hash global de bitcoin chegou a um pico de 198 EH/s (exahashes por segundo) na metade de abril. Porém, esse valor caiu quase 75% no final de junho, chegando ao mínimo de 58 EH/s após as medidas contra a mineração na China.

Taxa de hash do bitcoin despencou após China expulsar mineradores (Imagem: Reprodução/ Y Charts)

Taxa de hash do bitcoin despencou após China expulsar mineradores (Imagem: Reprodução/ Y Charts)

O algoritmo do bitcoin é programado para lidar com aumentos e diminuições no número de máquinas de mineração ativas em um sistema autorregulado. Agora, com menos concorrentes e com a dificuldade significativamente reduzida, os usuários poderão minerar mais blocos em menos tempo e aumentar sua renda. Espera-se que essa medida seja revertida lentamente conforme mais pessoas entrem para esse setor e os mineradores expulsos da China retomem suas atividades em outros países.

Com informações: CNBC

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando