Início » Finanças » Nubank lança cartão Ultravioleta com cashback e confirma suporte a Apple Pay

Nubank lança cartão Ultravioleta com cashback e confirma suporte a Apple Pay

Nubank Ultravioleta é cartão de crédito premium com bandeira Mastercard Black e cashback que rende 200% do CDI; Apple Pay chega em breve para cartão sem anuidade

Felipe Ventura Por

Agora é oficial: o Nubank Ultravioleta foi anunciado nesta terça-feira (6), uma categoria premium com cartão de crédito feito de metal e inscrição visível apenas sob luz UV. Ele oferece as vantagens da bandeira Mastercard Black, mais cashback imediato nas compras com rendimento automático de 200% do CDI. No entanto, tudo isso vem com um preço.

Cartão Nubank Ultravioleta (Imagem: Divulgação)

Cartão Nubank Ultravioleta (Imagem: Divulgação)

Como é o cartão Nubank Ultravioleta

O Nubank Ultravioleta tem algumas características para se diferenciar do Roxinho, que é o cartão de crédito sem anuidade. No novo produto, o cartão em si possui núcleo de metal, é mais pesado e traz uma cor roxa mais escura.

O número do cartão fica armazenado somente no aplicativo, junto à data de validade e CVC (código de segurança de três dígitos). Dessa forma, se ele for roubado ou furtado, ninguém conseguirá realizar compras indevidas. O cliente pode consultar os últimos 4 dígitos no app, na seção “Meus cartões”, e as compras online dependerão do cartão virtual.

No cartão físico, ficam apenas seu nome, o novo logotipo e uma mensagem secreta que só pode ser vista sob luz ultravioleta; ele é importado por não poder ser produzido no Brasil. Os clientes receberão do Nubank uma lanterna com luz UV para conferir o que está escrito; será uma de sete frases predefinidas.

Cashback no Nubank Ultravioleta

Cashback do Nubank Ultravioleta (Imagem: Divulgação)

Cashback do Nubank Ultravioleta (Imagem: Divulgação)

Com o Nubank Ultravioleta, todas as compras na função crédito geram 1% de cashback. O valor é creditado imediatamente e nunca expira; ele rende 200% do CDI enquanto você não o utilizar.

Dá para usar esse cashback em compras, em milhas da Smiles e, futuramente, em investimentos da Easynvestempresa que foi adquirida pelo Nubank. Tudo isso é controlado pelo app.

Mastercard Black no Nubank Ultravioleta

O Nubank Ultravioleta usa a bandeira Mastercard Black, portanto traz as respectivas vantagens. Isso inclui proteção contra danos acidentais, roubo ou furto qualificado por 90 dias; e dobro da garantia original na compra de produtos.

Além disso, para viajantes, há emissão de seguro saúde internacional de graça; Wi-Fi gratuito e ilimitado em aeroportos; seguro contra perda ou desvio de bagagem; e acesso ilimitado e gratuito à Sala VIP em Guarulhos. (Em outros aeroportos, o VIP Lounge Key custará US$ 32 por pessoa a cada acesso.)

O Roxinho gratuito, por sua vez, usa as bandeiras Mastercard Gold e Platinum.

Nubank Ultravioleta é de graça para clientes de alta renda

Cartão Nubank Ultravioleta (Imagem: Divulgação)

Cartão Nubank Ultravioleta (Imagem: Divulgação)

Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, disse no evento de lançamento que o Ultravioleta é uma opção premium “para quem se sente preso aos bancos tradicionais e ainda não tinha encontrado uma opção”.

O Nubank Ultravioleta vai custar R$ 49 ao mês. A fintech explica em comunicado que, “por ser um cartão com mais benefícios, ele tem um custo diferente de operação e é pensado para clientes com determinado perfil de gastos”. Ainda assim, a empresa ressalta que isso é cerca de 40% menor que a taxa cobrada pelos bancos para cartões Black.

O Ultravioleta será gratuito em dois casos:

  • para clientes com média de R$ 5 mil em transações na fatura de crédito nos últimos 3 meses;
  • ou para clientes com R$ 150 mil guardados ou investidos no Nubank ou na Easynvest.

Como adquirir o Nubank Ultravioleta?

O Nubank Ultravioleta será liberado aos poucos ao longo dos próximos meses, primeiro para quem já é cliente. Se você tiver interesse, basta cadastrar seu CPF no site oficial.

No momento em que o Ultravioleta for ativado, o cartão físico atual deixa de funcionar. E se você for cliente do Nubank Rewards com pontos acumulados, eles serão convertidos de forma automática em cashback caso você migre para o Ultravioleta; cada 100 pontos do programa de fidelidade valem R$ 1.

Cartão de crédito sem anuidade do Nubank vai acabar?

Cartão do Nubank (Imagem: Divulgação)

Cartão do Nubank (Imagem: Divulgação)

Não. “O cartão de crédito Nubank que você já conhece – o famoso roxinho – continua sendo livre de qualquer taxa de manutenção ou anuidade“, garante a empresa em comunicado.

Cristina Junqueira explicou no evento que o cartão Ultravioleta é um produto-âncora para atrair clientes de alta renda, que receberão um limite de crédito mais alto. Ele será aliado a futuros lançamentos, como fundos de investimento by Nubank Ultravioleta.

No entanto, dá para cancelar o Nubank Ultravioleta e passar a ter o Roxinho gratuito, solicitando a mudança de categoria para receber um novo cartão (Gold ou Platinum).

E o Apple Pay?

O Nubank deu poucos detalhes sobre o suporte ao Apple Pay, mas confirmou que isso será lançado em breve. A fintech também esclareceu que isso estará disponível para todos os clientes, tanto do Roxinho gratuito como do Ultravioleta.

Atualizado às 11h20

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Aí eu vi vantagem! : D

André Gorgen (@Banana_Phone)

Gostei, mas o black do C6 Bank ainda parece ser melhor, ele rende 2,5 pontos. O do C6 é gratuito para quem gasta mais 8k por mês e tem 50% de desconto de mensalidade pra quem gasta entre 4k e 8k, mas só de render 2,5% já compensa mais que o Nubank pra quem gasta mais de 4K por mês.
O Nubank vale mais a pena pra que gasta menos de 4k e faz questão de ter um black.

E na matéria fala que o cashback renderá 200% do CDI, poderiam colocar o dinheiro da Nuconta pra render tbm a 200%, eu iria colocar toda minha reserva de emergência lá.

🤷‍♀️ (@xavier)

É ótimo que o portfólio de produtos está crescendo
Mas não entendo o motivo, já que o Nubank nasceu com a premissa de democratizar o acesso bancário no Brasil (e em todos os países onde começa a operar).

Esse é um serviço extremamente nichado, completamente fora da realidade de brasileiro médio. E outras funções básicas, como o agendamento da própria fatura na própria Nuconta, nunca chega.

Caminhos são tortuosos, e por fazer desvios assim é no mínimo preocupante no longo prazo.

Kadu (@kadu)

Sem contar que o do C6 Bank dá quatro cortesias de acesso a sala VIP e seis cartões adicionais. O Nubank, mais uma vez, chega atrasado e com alternativa inferior à concorrência. Se for pelos benefícios do Mastercard Black, melhor pegar o C6 Bank, que oferece essas vantagens, e se for pelo cashback, é melhor pegar o Rappi Visa Gold, que dá o mesmo percentual de 1%.

Não vejo sentido em pagar anuidade de R$ 50 só pelos benefícios padrões do Mastercard Black sem acesso a salas VIP e sem um cashback/programa de pontos expressivo.

Luis Carllos (@XxxStrangeManxxX)

E o pessoal que possui os cartões Gold e Platinum não ganham nem uma caneta, foda hein

Igor (@igor_meloil)

Considerando que o nubank praticamente criou o termo “fanboy de banco” não duvido q tenha gente com grana que quisesse um black do nubank.

Ou até gente sem grana que esteja disposta a pagar essa anuidade pra ser black.

E eu fiz o “upgrade” pra platinum sendo q todos os benefícios q ele tem são irrelevantes pra mim, mas perder a garantia extendida do gold foi ruim

Paulo Ricardo Ventura (@PauloRicardo)

eh… deixaram o 200% exclusivo para qm for ultravioleta.

mas eles não vao deixar de ter esse acesso democratizado… Na verdade, enxergo que, mesmo com esse seguimento nichado, eles estão mostrando que não é impossível ter cartão de alta renda. Até porque é relativamente simples isentar a anuidade desse ultravioleta.

Mas no geral, prefiro continuar com o black do C6

André Gorgen (@Banana_Phone)

E pra quem paga a anuidade ele dá 2%. Essa anuidade é menor que a do Nubank que dá apenas 1%, o problema do Rappi é o aplicativo que ainda precisa melhorar muito pra funcionar com o Rappi Bank.

Lucas (@Lucas5)

Não tenho renda pra ter esse cartão Black, achei esse evento bem meia boca não definiu a data do Apple pay (esse papinho que terá Apple pay já ouço desde do final do ano passado), não implementou o débito automático na NuConta e extrato, saque grátis e transferência internacional até o cartão do pão de açúcar é melhor nubank tá ficando pra trás uma pena.

Edit: Nem a integração do app a corretora easynvenst lançaram.

Breno (@bbcbreno)

vc disse tudo: Nubank tem uma boa consolidação pra quem n tem muita renda ou n gasta muito com cartão.

Ela tem uma péssima participação pro público q tem uma fatura mais elevada. Aí faz todo sentido ela lançar um produto pra tentar alcançar este público. Porém, acho que a Nubank n acertou, os benefícios n são incríveis pra justificar uma troca (pra quem já é cliente em outro banco).

Paulo Ricardo Ventura (@PauloRicardo)

exatamente!
quem entende minimamente, sabe que não é algo tão vantajoso assim, comparado à outros de mesmo seguimento.

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

Rende 2,5 pontos e te obriga a gastar com coisa superfaturada que eles decidem te “presentear”. No Nubank gasta no que bem entender.

Paulo Ricardo Ventura (@PauloRicardo)

não entendi… como assim, Emanuel?

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

Aquelas coisas da C6 Store são todas mais caras que o normal. No Rewards precisa gastar bem menos pra comprar as mesmas coisas.

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Achei bem parecido com o MasterCard Black do Inter, que você precisa ter R$150.000 investidos. A diferença é que o do Inter não tem anuidade/mensalidade e pra receber o cashback de 1% você precisa ter a fatura em débito automático.
P.S. Me lembraram que no Inter são R$250.000 investidos, mas ainda acho relativamente parecidos.

Exibir mais comentários