Início » Negócios » Procon-SP convoca Facily, app de compra em grupo que tem 11 mil reclamações

Procon-SP convoca Facily, app de compra em grupo que tem 11 mil reclamações

Reclamações de clientes do Facily, app de compras coletivas, aumentaram 44.000% entre 2020 e 2021; Procon já notificou a empresa em maio

Pedro Knoth Por

O Procon-SP convocou a empresa responsável pelo aplicativo de compra em grupo Facily, a FACI.LY SOLUÇÕES E TECNOLOGIA LTDA, para explicar problemas causados a consumidores na entrega de pedidos, falha de atendimento pós-venda e outras práticas que ferem o Código de Defesa do Consumidor (CDC). Desde o começo do ano, o órgão de proteção ao cliente recebeu 11 mil reclamações do app, ante apenas 25 em 2020.

Site do Facily, autuado pelo Procon-SP (Imagem: Reprodução)

Site do Facily, autuado pelo Procon-SP (Imagem: Reprodução)

Reclamações do Facily saltam 44.000% em 2021

A reclamações sobre o Facily cresceram exponencialmente não só na comparação ano a ano: em janeiro, foram 25 reclamações — mesmo número anual de 2020. Mas em março, o número de queixas saltou para 101 e triplicou em abril. Em maio, saltou para 2 mil. Isso representa acréscimo de 44.000%.

No mês de junho, foram registradas 9 mil reclamações de clientes do Facily — somente na segunda-feira (5), foram registradas 5 mil queixas. Não é a primeira vez que a empresa é notificada pelo Procon-SP; em maio, o órgão pediu explicações sobre o salto em insatisfação com a empresa. “Mas as explicações não foram suficientes e os questionamentos dos consumidores continuaram a chegar ao Procon-SP”, disse o órgão em nota.

Procon diz que Facily viola regra de informação de preços

Além dos problemas em sua operação de entrega de produtos, o Facily fere regras de informação de preços, diz o Procon-SP. Nas peças publicitárias veiculadas pelo app, o preço vendido a grupos de cliente é destacado, enquanto o valor de itens para compras individuais aparece em caracteres menores. Segundo o órgão, isso dificulta a comparação de preços praticados e a compreensão do consumidor.

Ainda segundo o Procon-SP, o Facily tem termos e condições de uso que isentam a empresa de responsabilidade por problemas no serviço prestado. Além disso, ele não respeita o “direito de arrependimento”, que pode ser usado caso haja desistência da compra feita, dentro do prazo de 7 dias, para exigir reembolso.

Facily cresceu e abriu filiais durante a pandemia

O Facily é um app de social e-commerce que dá descontos em compras coletivas de itens de diversas categorias, como de hortifruti, bebidas e acessórios para celular. O app diz que faz entregas em todo país.

A FACI.LY SOLUÇÕES E TECNOLOGIA LTDA foi fundada em 2018 pelo argentino Diego Dzodan e pela brasileira Ingrid Macedo. Durante a pandemia, a empresa — com sede em São Paulo (SP) — aumentou seu capital social e hoje opera com investimento de R$ 123 milhões. Em 2021, a companhia abriu trê filiais: em Osasco (SP), Salvador (BA) e em Belo Horizonte (MG).

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Nossa, nunca ouvi falar desse app.
É um tipo de Peixe Urbano/Groupon moderno, com aquele modelo de negócio que faliu as empresas?