Início » Telecomunicações » Oi vende controle da companhia de fibra InfraCo por R$ 12,9 bilhões

Oi vende controle da companhia de fibra InfraCo por R$ 12,9 bilhões

BTG Pactual e empresa de cabos submarinos Globenet compram 57,9% da InfraCo; companhia tem rede de fibra óptica presente em 2.300 cidades do Brasil

Lucas Braga Por

A 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro fez o leilão da InfraCo nesta quarta-feira (7). A Oi vendeu o controle da companhia de fibra óptica para um fundo do banco BTG Pactual e a provedora de infraestrutura Globenet pelo valor de R$ 12,9 bilhões.

Equipe da Oi construindo rede da Oi Fibra. Foto: Lucas Braga/Tecnoblog

Rede de fibra da InfraCo tem mais de 400 mil km de extensão (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Com o acordo, o BTG Pactual (que também é dono da Globenet) ficará com 57,9% do capital social votante da InfraCo, nova companhia responsável pela malha de fibra óptica da Oi. Com a separação estrutural dos demais negócios, a tele aposta no negócio de redes neutras: outros provedores poderão alugar a infraestrutura existente para fornecer serviços de telecomunicações sem a necessidade de construir uma rede do zero.

Considerando o valor pago pelo BTG, a InfraCo foi avaliada em R$ 20 bilhões – trata-se da mesma cifra estabelecida pela Oi no plano de recuperação judicial. A rede de cabos ópticos submarinos Globenet – que já foi propriedade da Oi até 2013 – também foi incorporada no negócio pelo valor de R$ 1,5 bilhão.

A rede óptica da Oi é extensa: a operadora deve encerrar o ano de 2021 com o serviço de banda larga Oi Fibra com presença em 228 municípios brasileiros e cobertura para 14,8 milhões de casas.

No entanto, a propriedade mais valiosa da InfraCo é a rede de transporte. A infraestrutura herdada da Oi soma mais de 400 mil km de fibra presentes em 2.300 cidades de todas as regiões do Brasil – trata-se do maior backhaul óptico nacional.

Proposta do BTG pela InfraCo já estava orquestrada

O acontecimento de leilão para a venda do controle da InfraCo foi uma mera formalidade: o evento não recebeu propostas de outros compradores que não fossem o BTG Pactual.

A Oi já havia assinado um contrato de exclusividade com o BTG Pactual em abril de 2021: o acordo garantia ao banco o direito de cobrir outras propostas que pudessem surgir durante o arremate.

Apesar da compra ter sido formalizada, o negócio entre BTG Pactual e Oi ainda precisa ser aprovado pelo Cade e Anatel. Além da InfraCo, a Oi também vendeu a Oi Móvel por R$ 16,5 bilhões para o grupo de concorrentes Claro, TIM e Vivo.

Com informações: O Globo

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando