Início » Aplicativos e Software » Linux Mint 20.2 é lançado com melhorias e kernel 5.4

Linux Mint 20.2 é lançado com melhorias e kernel 5.4

Baseado no Ubuntu 20.04 LTS, distribuição Linux Mint 20.2 "Uma" vem com suporte estendido e ambiente Cinnamon 5.0

Emerson Alecrim Por

Se você é usuário da distribuição ou está procurando uma para entrar no universo do Linux, boas novas: o Linux Mint 20.2 “Uma” foi lançado oficialmente. A novidade traz o ambiente de desktop Cinnamon 5.0, o aplicativo de notas Sticky Notes, entre vários outros pequenos recursos.

Linux Mint 20.2 (imagem: divulgação/Linux Mint)

Linux Mint 20.2 (imagem: divulgação/Linux Mint)

O Linux Mint 20.2 não vem com grandes mudanças em relação à versão anterior. Dá para afirmar que a novidade consiste apenas em uma leve repaginação do Linux Mint 20.1, versão lançada no começo de 2021.

É por isso que, a exemplo de seu antecessor, o Linux Mint 20.2 é baseado no Ubuntu 20.04 LTS e conta com o kernel Linux 5.4, embora as versões 5.8 e 5.11 também possam ser instaladas.

Note que a distribuição é baseada em uma versão LTS (Long Term Support) do Ubuntu, por isso, assim como este, o Linux Mint 20.2 tem suporte de longo prazo — até 2025, para ser exato.

Novidades do Linux Mint 20.2

O grande atrativo do Linux Mint 20.2 é o Cinnamon 5.0. No visual, o ambiente de desktop não proporciona grandes mudanças, por outro lado, promete consumir menos RAM. Com relação a isso, vale destacar ainda que o usuário pode definir o limite de memória com o qual o Cinnamon deve trabalhar.

Outra novidade é o Nemo. O gerenciador de arquivos do ambiente foi aprimorado para facilitar as pesquisas. Suporte a expressões regulares e exibição de arquivos favoritos nos primeiros resultados das buscas estão entre as funcionalidades disponíveis.

No que diz respeito a aplicativos, uma novidade bem-vinda é o Sticky Notes, ferramenta para notas que suporta múltiplos adesivos, fundos com diferentes cores, entre outros.

Sticky Notes (imagem: divulgação/Linux Mint)

Sticky Notes (imagem: divulgação/Linux Mint)

Os desenvolvedores também dão destaque para o Bulky, software para renomeação de arquivos em lote, bem como para a nova versão do Warpinator, ferramenta para transferência de arquivos que, entre seus atributos, traz suporte a Android.

Já o Update Manager (ferramenta de atualização) ficou mais flexível nas notificações. O usuário pode configurar os períodos de aviso de updates disponíveis ou definir quais tipos de notificação são relevantes — por padrão, a ferramenta alerta apenas sobre atualizações de segurança ou no kernel.

A lista completa de recursos do Linux Mint 20.2 está disponível nesta página.

Baixe o Linux Mint 20.2 “Uma”

Você encontra links para baixar o Linux Mint 20.2 no site oficial da distribuição. Além da versão com Cinnamon, há opções de download baseadas nos ambientes de desktop Mate ou Xfce. Em todos os casos, o arquivo de instalação tem aproximadamente 2 GB.

Para quem já usa o Linux Mint, basta acessar o Update Manager para instalar a nova versão.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Andre Costa (@mr.luizandre)

Linux Mint é sempre um boa opção de distro pra quem quer começar no Linux ou mesmo pra quem já está habituado mas quer uma experiência pronta já ao instalar o sistema sem precisar ficar configurando ou instalando coisas básicas. Sem contar que o Nemo, gerenciador de arquivos, é muito superior ao Nautilus do Ubuntu.

Andre Costa (@mr.luizandre)

Sempre ouço falar muito bem do Arch, mas infelizmente nunca parei pra instalar e usar ele por um tempo.

Hoje parei de ficar pulando de distro em distro e estou no Ubuntu há um tempo. Ando preferindo a ideia de instalar e usar sem precisar configurar muita coisa. As vezes é por isso que nunca experimentei o Arch a fundo mas um dia ainda quero fazê-lo.