Início » Finanças » Criptomoedas precisam ser regulamentadas nos EUA, pede senadora

Criptomoedas precisam ser regulamentadas nos EUA, pede senadora

Senadora americana Elizabeth Warren pede à SEC por regulamentações sobre bitcoin (BTC) e demais criptomoedas nos Estados Unidos

Por

Enquanto a China aperta cada vez mais as proibições sobre criptomoedas e serviços derivados, a pressão regulatória nos Estados Unidos cresce. A senadora Elizabeth Warren foi autora de uma carta formal enviada ao presidente da SEC, comissão de valores mobiliários, pedindo por regulamentações sobre moedas digitais no país. Agora, nesta sexta-feira (09), ela afirmou em um comunicado à imprensa que a falta de leis apropriadas sobre criptoativos coloca investidores em risco.

Senadora Elizabeth Warren pede por regulamentações para criptomoedas nos Estados Unidos (Imagem: Gage Skidmore/ Flickr)

Senadora Elizabeth Warren pede por regulamentações para criptomoedas nos Estados Unidos (Imagem: Gage Skidmore/ Flickr)

Falta de regulamentação coloca investidores em risco

“Enquanto a demanda e o uso de criptomoedas dispararam, a falta de regulamentações básicas deixa investidores comuns à mercê de manipuladores e fraudadores”, disse a senadora Warren em um comunicado publicado em seu site oficial. Conforme ela também destacou em sua carta ao presidente da SEC, Gary Gensler, a solução seria regulamentar propriamente as criptomoedas no país.

“Essas lacunas regulatórias colocam consumidores e investidores em risco e prejudicam a segurança de nosso mercado financeiro”, continuou Warren. “A SEC deve usar sua autoridade total para lidar com esses riscos, enquanto o Congresso deve agir para fechar essas brechas e garantir que cada investidor tenha acesso a um mercado seguro de criptomoedas.”

A senadora também destacou que o volume negociado em ativos digitais nos Estados Unidos é grande demais para não ser regulamentado com atenção. “O volume de negociação na Coinbase, a maior bolsa de criptomoedas dos Estados Unidos, cresceu de US$ 30 bilhões no primeiro trimestre de 2020 para US$ 335 bilhões no primeiro trimestre de 2021, um aumento de mais de 10 vezes”, disse Warren, enfatizando como o mercado cripto mudou muito rapidamente em um curto período.

Definição legal de criptomoedas é obstáculo regulatório

Em sua carta a Gensler, a senadora incluiu uma lista de perguntas que devem ser respondidas até 28 de julho. Nelas, Warren questiona o posicionamento da SEC sobre uma série de assuntos, como proibições sobre negociações de criptomoedas já implementadas em outros países, riscos para investidores e, mais importante, a definição legal de ativos e moedas digitais.

Um dos maiores obstáculos para se regulamentar criptomoedas em qualquer lugar do mundo é a dificuldade de se defini-las. Enquanto uns dizem que o bitcoin (BTC) é uma moeda digital, outros o caracterizam como ativo financeiro. Enquanto cada criptomoeda possui uma individualidade e pode oferecer múltiplas funções, colocar no papel essas definições é imprescindível para conseguir enquadrar esse mercado dentro das leis novas e já existentes.

Com informações: Gizmodo