Início » Negócios » Contra Starlink, Amazon adquire equipe de internet via satélite do Facebook

Contra Starlink, Amazon adquire equipe de internet via satélite do Facebook

Em reação ao avanço da Starlink, da SpaceX de Elon Musk, Amazon contratou em abril time de 12 funcionários especialistas em internet via satélite do Facebook

Por

A atual corrida ao espaço de grandes companhias de tecnologia norte-americanas levou a Amazon a contratar a equipe inteira de internet via satélite de uma de suas principais concorrentes, o Facebook, para disputar com a Starlink, de Elon Musk. O valor da contratação do time de 12 pessoas não foi revelado. É esperado que os especialistas em rede trabalhem no Project Kuiper, programa da varejista de lançamentos espaciais.

Foguete Atlas V (imagem: divulgação/Amazon)

Foguete Atlas V que levará os satélites da Amazon ao espaço (imagem: divulgação/Amazon)

Ex-funcionários do Facebook devem ir para o Project Kuiper

Em abril, os funcionários trocaram a rede social pela varejista para trabalhar no Project Kuiper. O plano da Amazon é tornar mais robusto seu projeto de cobertura de internet via satélite.

No mesmo mês em que contratou o time do Facebook, a companhia fundada por Jeff Bezos se preparou para lançar 9 missões ao espaço, como parte do Project Kuiper.

Por outro lado, a saída abala os projetos do Facebook para conectar usuários pelo mundo usando equipamentos no espaço. Ao divulgar iniciativa para lançar missões espaciais em 2018 — sob o nome de Satélite Athena —, a rede social acreditava que com a tecnologia seria possível ​​“levar banda larga e conectividade a regiões rurais onde a internet é precária ou sequer existe.”

Project Kuiper quer 2.236 lançamentos até 2029

A dança das cadeiras dos especialistas em internet via satélite fortalece a Amazon e o Project Kuiper colhe os espólios. O projeto foi anunciado em 2019 pela varejista, que prometeu investir US$ 10 bilhões no lançamento de 2.236 satélites até 2029.

A Comissão Federal de Comunicações (FCC) americana deu o sinal verde para que a Amazon desse largada no Project Kuiper no ano passado — ela deve lançar metade de seus satélites até 2026.

Segundo o The Information, a Amazon está construindo um laboratório em Redmond, no estado de Washington. A instalação abrigará 500 funcionários que devem desenvolver novidades do Project Kuiper.

A corrida ao espaço reúne Amazon, Facebook e Starlink, subsidiária da SpaceX, de Elon Musk. O bilionário prometeu expandir o serviço da empresa de internet via satélite ao mundo inteiro até agosto. Ele pretende lançar 12 mil equipamentos à órbita terrestre.

Falcon 9 em lançamento de satélites Starlink (Imagem: divulgação/SpaceX)

Falcon 9 em lançamento de satélites Starlink (Imagem: divulgação/SpaceX)

Por enquanto, a Starlink está em beta para apenas alguns usuários inscritos no programa de testes. Avaliações têm sido mistas: muitas antenas, por exemplo, não aguentam o calor de verão em algumas regiões dos EUA.

Com informações: The Verge