Início » Finanças » Iuan digital já foi usado para US$ 5 bilhões em transações na China

Iuan digital já foi usado para US$ 5 bilhões em transações na China

Moeda digital do banco central (CBDC) chinesa já registra mais de 70 milhões de transações, movimentando US$ 5 bilhões ainda em fase de testes

Bruno Ignacio Por

O iuan digital, atualmente a principal e mais desenvolvida moeda digital de banco central (CBDC), atingiu US$ 5,3 bilhões em valores transacionados. O novo marco coloca a criptomoeda estatal da China novamente como a mais próxima de uma implementação nacional, mesmo que esse volume tenha sido movimento somente durante as fases de testes que ocorreram nos últimos meses.

China tem iuan digital operando e é líder no desenvolvimento de uma CBDC (Imagem: Adrian Korte/Flickr)

China tem iuan digital operando e é líder no desenvolvimento de uma CBDC (Imagem: Adrian Korte/Flickr)

De acordo com um novo documento divulgado pelo Banco Popular da China (PBC) nesta sexta-feira (16), o iuan digital já possui 20,8 milhões de usuários com certeiras digitais abertas no banco central chinês. Além disso, foram realizadas um total de 70,7 milhões de transações, movimentando 34,5 bilhões na criptomoeda estatal, o que equivale a cerca de US$ 5,3 bilhões.

O banco central da China também disse que continuará testando e desenvolvendo o sistema da moeda digital, mas não definirá um cronograma para sua implementação oficial. Até agora, o PBC concluiu a pesquisa e o subsequente desenvolvimento da estrutura e funcionalidades da moeda digital.

Iuan digital movimenta governos do mundo todo

Daqui para frente, o Banco Popular da China irá “expandir ainda mais o escopo dos testes e os cenários que eles cobrem”, disse o documento. O pioneirismo chinês no desenvolvimento de uma CBDC está pressionando o restante do mundo a fazer o mesmo. O Banco Central Europeu (BCE) anunciou o início do projeto do euro digital nesta semana, enquanto o Japão e outras grandes potências já trabalham em suas próprias criptomoedas estatais.

Porém, o desenvolvimento acelerado desta tecnologia na China também alertou autoridades financeiras e governos. Os Estados Unidos já manifestaram sua preocupação diante do iuan digital, que tem o potencial de ameaçar a soberania monetária americana. Além disso, órgãos internacionais buscam entender as implicações dessa transformação para o sistema de pagamentos mundial.

A China deu início aos primeiros testes de sua moeda digital no final de 2019 e, desde então, expandiu os experimentos para onze cidades e províncias, de acordo com o documento. Agora, o PBC conclui que a população possui uma maior aceitação e compreensão do iuan digital e de seus benefícios.

Tecnicamente, a criptomoeda chinesa pode ser usada para transações internacionais, mas o Banco Popular da China reforçou mais uma vez que o objetivo da CBDC é voltada para seu uso doméstico, principalmente para pagamentos cotidianos. A entidade também afirmou que seu uso para transações transfronteiriças será avaliado com base na necessidade mundial.

Com informações: CoinDesk

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando