Início » Celular » Outback, Pizza Hut e mais empresas unem delivery para competir com iFood

Outback, Pizza Hut e mais empresas unem delivery para competir com iFood

Seis grandes cadeias de restaurantes se uniram a uma empresa de logística e a um hub de tecnologia para criarem a Quiq, app que deve competir com iFood

Pedro Knoth Por

Grandes redes de restaurantes como Giraffas, Outback, Pizza Hut e Rei do Mate obtiveram autorização do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para criar uma plataforma de delivery de alimentos que deve concorrer com iFood, Rappi e Uber Eats. A nova ferramenta de delivery deve se chamar Quiq e promete criar um sistema único de cadastro entre estabelecimentos que participam da joint venture.

Entregador do iFood (Imagem: divulgação/iFood)

Entregador do iFood (Imagem: divulgação/iFood)

O parecer foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) na quinta-feira (15). As redes de restaurantes haviam feito o pedido ao Cade no ano passado, para evitar disputas concorrenciais no futuro.

Além de Giraffas, Outback e Rei do Mate, outros nomes de peso estão incluídos na joint venture: a Cia Tradicional do Comércio (dona da Braz Pizzaria, Lanchonete da Cidade, Ici e Pirajá) Grupo Halipar (Jinjin e Montana Grill), BFFC (Bob’s, KFC, Pizza Hut e Yoggi). A logística fica por conta da Axionlog Uruguay, que opera cadeias de suprimento de alimentos e tem clientes como McDonalds e BRF.

Quiq deve acirrar disputa com iFood, Rappi e Uber Eats

Por trás do desenvolvimento da Quiq está a 4all: empresa de tecnologia e hub de startups de José Renato Hopf, fundador e ex-CEO da Getnet, e Ricardo Galho.

As empresas abriram o pedido no Cade alegando que o surgimento da nova plataforma aumentaria a concorrência no mercado de delivery, atualmente dominado por iFood, Rappi e Uber Eats. Segundo a coluna Capital, do jornal O Globo, a Quiq chegará ao mercado no final deste ano.

O novo app vai permitir que restaurantes contabilizem em uma única base de dados todos os pedidos de delivery e de retirada no local — chamado de takeaway — nas redes participantes. Isso deve diminuir custos e facilitar interoperabilidade.

Delivery promete integração do cliente ao restaurante

A plataforma terá uma integração total de operadores logísticos, sistemas das indústrias, ERPs (Sistemas Integrados de Gestão) e, claro, do consumidor.

A ferramenta da Quiq resolve um problema de quem oferece refeições nos apps de delivery: dados ficam retidos dentro da plataforma, o que impede o restaurante de conhecer melhor seus clientes.

As operações das empresas continuarão separadas e não devem sofrer mudanças. A rede de pizzarias Domino’s estava dentro do pedido inicial para criar a Quiq, mas anunciou a fusão de sua operação com o Burger King na semana passada.

Procuradas pela Exame, nenhuma das empresas envolvidas na joint venture se manifestou. A Quiq também não comentou o caso.

Com informações: Exame

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sammy (@Sammy)

Ótimo. quanto mais concorrentes, melhor para todos!

@doorspaulo cara, se tu se preocupa com esse tipo de coisa, acho legal tu ver os últimos posts sobre um dos maiores vazamentos que o brasil teve, estamos na merda já, mas claramente entendo sua preocupação, mas sejamos realistas, o LGPD não está sendo seguido desde que foi criado.

Tiago Celestino (@tcelestino)

Já tem diversos processos acontecendo por causa das regras da LGPD.

Aceitar que seus dados sejam utilizados de qualquer forma, no mundo de hoje, é um perigo e nem falo só por causa de hackers, mas com essas empresas mesmo.

Gustavo Guerra (@GustavoGuerra)

O único ponto que me deixou curioso foi este:

Grandes redes de restaurantes como Giraffas, Outback, Pizza Hut e Rei do Mate obtiveram autorização do Cade

Será que acabei de descobrir mais uma insanidade regulatória brasileira… Porque precisou do Cade para aprovar um novo delivery? O mercado não é aberto? Não é só lançar o app e rodar o negócio?

@doorspaulo

Claro, mas esse cruzamento de dados é outra coisa.
Será criado basicamente um “perfil” a você, com o que costuma comer, quando e onde, além de outras telemetrias que sempre acompanham esse tipo de app.

No geral, já aceitei que a privacidade e o controle sobre meus dados foi pra cucuia faz tempo.

🤷‍♀️ (@xavier)

Sim e não. Ações como essa de várias empresas se juntarem pra criar algo que já existe concorrentes, pode ser visto como uma manipulação de mercado de entregas, com o intuito de falir outra empresa.
Elas pedem esse tipo de autorização do Cade apenas pra evitar transtornos futuros, mas não é algo totalmente obrigatório, apenas por precaução.