Início » Telecomunicações » Oi Fibra quer superar Vivo com 8,1 milhões de clientes em até três anos

Oi Fibra quer superar Vivo com 8,1 milhões de clientes em até três anos

Oi divulgou plano estratégico para o triênio 2022-2024 com foco na expansão de fibra óptica; operadora quer receita de até R$ 15,5 bilhões e aposta em novos negócios

Lucas Braga Por

A Oi divulgou seu plano estratégico para o triênio 2022-2024 e definiu uma meta de crescimento para o serviço de fibra óptica: a operadora quer atingir a marca de 8,1 milhões de clientes da banda larga Oi Fibra e receita líquida de até R$ 15,5 bilhões. Caso o objetivo seja alcançado, a tele deve superar o número atual de clientes de internet fixa da Vivo.

Modem utilizado pela Oi Fibra (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Oi Fibra quer 8 milhões de clientes até 2024 (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Considerando os números de maio de 2021, trata-se de um planejamento ambicioso: a Claro, atual líder em banda larga no Brasil, tem cerca de 9,8 milhões de clientes; a Vivo, segunda colocada, tem 6,36 milhões de contratos de internet fixa.

Oi precisa expandir rede de fibra para alcançar meta

Para alcançar a meta, a Oi precisa crescer muito: dados da Anatel de maio de 2021 mostram que a tele tinha 3,03 milhões de clientes de banda larga com fibra óptica.

A expectativa da operadora é encerrar o ano atual com 3,5 milhões de clientes, e sua malha de fibra óptica deve chegar a 14,8 milhões de casas em 228 municípios brasileiros. Isso significa que a taxa de ocupação – proporção entre casas conectadas e domicílios aptos a contratação – é de 23,4%.

Considerando esses dados, a Oi precisa mais do que dobrar sua malha FTTH: se a taxa de ocupação da rede for similar em 2024, a Oi precisará ter cobertura de fibra para cerca de 34,4 milhões de casas para atingir a meta de 8,1 milhões de clientes. Trata-se de um número maior que a infraestrutura inteira da Claro, que atualmente conta com capacidade para 33,5 milhões de domicílios.

No entanto, nada impede que a Oi seja mais agressiva com seus planos e ofertas e aumente a taxa de ocupação da rede. A operadora espera que o gasto médio de usuários de fibra em 2024 seja de aproximadamente R$ 94 mensais. O pacote mais popular da operadora é a banda larga de 200 Mb/s com telefone fixo, que custa R$ 99,90 por mês e está disponível na maior parte dos municípios com cobertura da Oi Fibra.

Oi quer receita de R$ 15 bilhões em 2024

Uma das principais projeções da Oi é a receita líquida: a companhia espera encerrar o ano de 2024 com receita líquida entre R$ 14,8 bilhões a R$ 15,5 bilhões. A cifra almejada é menor que o faturamento de 2020, que foi de R$ 18,7 bilhões.

A retração parece um cenário ruim, mas é necessário considerar que a Oi passa por um processo de desinvestimentos e deixará de ter receita com telefonia celular, por exemplo. A Oi Móvel foi vendida em dezembro de 2020 para Claro, TIM e Vivo por R$ 16,5 bilhões.

Outro ponto importante é que a Oi vendeu participação e controle da InfraCo, e a nova companhia ficará responsável pela rede de fibra óptica. Com isso, a tele irá dividir o faturamento da subsidiária com o BTG Pactual. A operadora também não descarta uma oferta pública inicial de ações da InfraCo como alternativa para manter a expansão.

Além disso, grande parte das receitas atuais da Oi são de serviços legados, como voz fixa e banda larga por cobre (ADSL) que perdem milhares de clientes com o passar dos dias. Em 2020, esses produtos representaram quase 60% do faturamento residencial da operadora.

Para cumprir a meta, a Oi também aposta em diversificação do negócio. A empresa almeja entre R$ 1 bilhão a R$ 1,5 bilhão em receitas de novos negócios como conteúdo, saúde, educação, serviços financeiros e energia.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

André Noia (@Andre_Noia)

Considerando que a Vivo está sentada na atual rede e não a expande pra lugar algum, logo a Oi atingirá essa meta.

@bkdwt

Tão apostando na fibra mas continuam com as rotas bost*s herdadas do tempo da lerdox.