Início » Jogos » Nintendo paga US$ 7 milhões em bônus a diretores da empresa

Nintendo paga US$ 7 milhões em bônus a diretores da empresa

Em comparação com bonificações dadas a diretores de empresas ocidentais, os bônus da Nintendo são bem modestos

Por

Com o fechamento do ano fiscal em março, a Nintendo pagou US$ 7 milhões (cerca de R$ 37 milhões) em bônus aos diretores mais sêniores da empresa: Shuntaro Furukawa, Shigeru Miyamoto e Shinya Takahashi. O pagamento pode parecer grande, mas é até bem modesto quando comparado a bonificações recebidas por executivos ocidentais, que podem ultrapassar as centenas de dólares.

Shigeru Miyamoto, diretor representativo da Nintendo (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Shigeru Miyamoto, diretor representativo da Nintendo (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Segundo o relatório da Nintendo, o bônus total foi dividido entre os três diretores de acordo com a participação de cada um nos resultados da empresa. Além disso, os salários base de todos eles se mantiveram os mesmos desde o ano passado.

Shuntaro Furukawa, atual presidente da Nintendo, ficou com a maior parte: US$ 2,9 milhões (R$ 15,2 milhões). Shigeru Mitamoto, diretor representativo da Big N, levou a segunda maior bonificação: US$ 2,3 milhões (R$ 12 milhões). Por último, Shinya Takahashi, gerente geral da divisão de planejamento e desenvolvimento de entretenimento, recebeu US$ 1,7 milhão (R$ 9,1 milhões).

Os bônus foram baseados no lucro de mais de US$ 4 bilhões da Nintendo no último ano fiscal. Esse sucesso foi atingido devido ao aumento nas vendas de Nintendo Switch e de jogos, como Animal Crossing: New Horizons, durante a pandemia da COVID-19. Mesmo com previsão de queda para este ano, a empresa ainda espera resultados positivos.

Diretores ocidentais já ganharam US$ 200 milhões

Em comparação com as bonificações recebidas por diretores de empresas ocidentais, a Nintendo faz pagamentos bastante modestos. Por exemplo, o CEO da Activision Blizzard, Robert Kotick, recebeu um bônus de US$ 200 milhões (R$ 1,1 bilhão) no último ano fiscal. Já o presidente da Electronic Arts, Andrew Wilson, faturou US$ 30 milhões (R$ 157 milhões).

Com informações: Nintendo Life.