Início » Finanças » Bitcoin cai para abaixo dos US$ 30 mil e quase zera valorização de 2021

Bitcoin cai para abaixo dos US$ 30 mil e quase zera valorização de 2021

Bitcoin (BTC) chegou a se negociado por US$ 29,3 mil, quase anulando toda a valorização da criptomoeda ao longo de 2021

Bruno Ignacio Por

O preço do bitcoin (BTC) caiu para menos de US$ 30.000 nesta terça-feira (20). Trata-se do valor mais baixo desde 20 de julho, quase anulando toda a valorização da criptomoeda ao longo de 2021, que chegou a ser negociada por mais de US$ 64 mil em meados de abril. Como resultado, o mercado de ativos digitais perdeu quase US$ 90 bilhões nas últimas 24 horas.

Bitcoin encosta nos US$ 29 mil, seu pior preço desde 22 de junho (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels)

Bitcoin encosta nos US$ 29 mil, seu pior preço desde 20 de junho (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels)

Segundo o índice CoinDesk, o bitcoin caiu cerca de 5% de ontem para hoje, mas acumula uma desvalorização de mais de 10% desde a semana passada. Nesta manhã, a criptomoeda chegou a ser negociada pelo preço mínimo de US$ 29.306. Com isso, o mais valioso ativo digital do mercado mantém apenas 2% de valorização em 2021, um valor simbólico perto dos quase 120% acumulados até seu recorde de abril.

A queda do principal ativo do setor também arrastou o restante do mercado, com a maioria das moedas digitais operando no vermelho. O ether (ETH), segunda maior criptomoeda em capitalização, caiu quase 7% nas últimas 24 horas, enquanto o Ripple (XRP) perdeu 6% de valor no mesmo período. Até mesmo a popular moeda meme dogecoin (DOGE) caiu 10% na manhã de hoje.

Investimento em criptomoedas se torna pouco atrativo

Essa onda de desvalorizações dos últimos dias foi parcialmente causada por uma grande venda nos mercados de ações globais. O Dow Jones Industrial Average teve seu pior dia desde outubro do ano passado nesta última segunda-feira. “Houve uma grande venda nos mercados globais, os ativos de risco caíram em todos os setores”, disse Annabelle Huang, sócia da empresa de serviços financeiros de criptomoedas Amber Group, à CNBC.

Para ela, existem “preocupações com a qualidade e a força da recuperação econômica”, enquanto “ativos de risco mais amplos enfraqueceram, incluindo os de rendimento elevado”. Assim, o comportamento estagnado do bitcoin observado no último mês fez o ativo se tornar muito menos atraente, desviando a atenção do mercado de criptomoedas. Com isso, os investidores institucionais, que já foram o principal catalisador do setor, estão perdendo o interesse.

No começo desta terça-feira, cerca de US$ 89 bilhões já haviam sido varridos de todo o mercado de criptomoedas, de acordo com dados do CoinMarketCap. Desde o recorde histórico do bitcoin em meados de abril, seu preço perdeu mais da metade do valor.

Com informações: CNBC

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João M. (@RonDamon)

Que morra e caia no esquecimento igual Telexfree.