Início » Jogos » Os 7 melhores jogos de JRPG, segundo a crítica

Os 7 melhores jogos de JRPG, segundo a crítica

Ranking especializado; veja os 7 melhores jogos de JRPG, segundo a crítica e entenda um pouco mais sobre os títulos

Leandro Kovacs Por

Se unirmos fãs dos estilos de artes visuais japonesas, como Mangá e Anime, aos fanáticos do bom e velho Role Playing Game, chegaremos ao público do JRPG. Veja abaixo, os 7 melhores jogos de JRPG, segundo a crítica e entenda um pouco sobre cada título. Como crítica especializada, focaremos na pontuação do Metacritic, podendo gerar divergências com a opinião do público.

Os 7 melhores jogos de JRPG, segundo a crítica (Imagem: Ryan Quintal/Unsplash)

Os 7 melhores jogos de JRPG, segundo a crítica (Imagem: Ryan Quintal/Unsplash)

O que é JRPG?

De forma bem rasa e resumida, o JRPG é um Role Playing Game feito no Japão. Quando olhamos mais detalhadamente, a característica mais importante é o visual, dos personagens, baseado na arte pictográfica pop japonesa, Anime e Mangá.

A maior parte dos JRPG tende a linearidade da história, e grande apelo a personalidade do protagonista ‒ o bom Role Play ou interpretação é baseado na interação do personagem principal com os acontecimentos da trama. Com essa leve definição, vamos dar uma olhada no ranking dessa modalidade segundo a crítica.

7. Final Fantasy VII Remake

Um clássico da Square Enix, considerado por muitos o melhor jogo da série. Final Fantasy VII Remake era um título muito aguardado; no entanto, surgiram algumas dúvidas quanto à execução do game.

Um sistema de combate em tempo real e a história cobrindo apenas a porção Midgar foi algo que levantou algumas bandeiras vermelhas para a maioria dos fãs. No entanto, após seu lançamento, Final Fantasy VII Remake acabou impressionando.

Apresenta um visual estelar, uma jogabilidade imaginativa e uma história comovente. No geral, o remake trouxe algumas reviravoltas ao jogo.

  • Ano de lançamento: 2020;
  • Plataformas disponíveis: PS4 e PS5;
  • Nota no Metacritic: 87/100.

6. Nier: Automata

O título da produtora Platinum Games, o trágico RPG em tempo real, é protagonizado por três andróides diferentes: 2B, 9S e A2. Sua missão envolvia voltar à Terra, vindos do espaço, para limpar o mundo pós-apocalíptico das Máquinas.

Apesar do enredo ser separado do antecessor, NieR, este enredo independente oferece uma série de referências anteriores.

O niilismo e o existencialismo permanecem presentes ao longo da narrativa. Muitas missões secundárias terminam em tragédia, juntamente com vários finais, somando 26 ao total.

  • Ano de lançamento: 2017;
  • Plataformas disponíveis: PS4, Xbox One, PC (Windows);
  • Nota no Metacritic: 88/100.

5. Fire Emblem: Three Houses

Título da produtora Intelligent Systems, Fire Emblem: Three Houses apresenta como personagem principal um professor em uma academia mercenária e três protagonistas reais.

Cada um desses lordes tem uma casa e o jogador deve escolher em qual vai ensinar. O mundo mais tarde se envolve em uma guerra, quando as três casas colidem na batalha. Fire Emblem: Three Houses oferece uma narrativa profunda, o desenvolvimento do personagem e uma trilha sonora muito boa. A mecânica de estratégia é incomparável, pois o jogo também oferece vários níveis de dificuldade.

  • Ano de lançamento: 2019;
  • Plataformas disponíveis: Nintendo Switch;
  • Nota no Metacritic: 89/100.

4. The Legend of Heroes: Trails of Cold Steel II

A Nihon Falcom traz uma Franquia de JRPG bem avaliada, mas pouco apreciada. Todos os arcos presentes no título são imensos em todos os sentidos. The Legend of Heroes: Trails of Cold Steel II é talvez o título mais moderno e acessível, permitindo aos fãs jogar uma série de JRPG em quatro partes.

De todos esses jogos, o segundo é o melhor do grupo. No entanto, todos os quatro jogos da série estão em uma organização própria e podem ser experimentados um após o outro para uma narrativa completa.

  • Ano de lançamento: 2016
  • Plataformas disponíveis: PS3, PS4, Nintendo Switch, PC (Windows);
  • Nota no Metacritic: 90/100.

3. Xenoblade Chronicles

O título da Monolith Soft não é apenas bem avaliado pela crítica, mas os fãs do estilo JRPG sempre o mencionam, apesar do universo limitado. É impossível discutir JRPGs sem mencionar a série que se tornou uma vendedora de sistemas para o Nintendo Switch.

Xenoblade Chronicles é uma baita série, e o primeiro jogo está acima dos demais títulos da franquia. Os jogadores são marcados pelas aventuras enquanto viajam no tempo. Qualquer fã de JRPG merece experimentar essa história.

  • Ano de lançamento: 2010;
  • Plataformas disponíveis: Nintendo Switch, Wii, Wii U, Nintendo 3DS;
  • Nota no Metacritic: 92/100.

2. Persona 4 Golden

Chegamos aos títulos chave do gênero JRPG, sem dúvida a série Persona da Atlus é o maior destaque na crítica e por muitos jogadores. Começamos com o Persona 4 Golden que apesar de ser lançado originalmente para PlayStation 2, mais tarde veio para o PS Vita como um relançamento atualizado.

Golden apresentou novos finais, novos links sociais e uma variedade de melhorias de qualidade. Este lendário JRPG recentemente veio para o Steam atualizado para HD. Persona 4 Golden oferece um elenco memorável de personagens que tentam resolver uma série de assassinatos na cidade rural japonesa de Inaba.

  • Ano de lançamento: 2012;
  • Plataformas disponíveis: PS Vita, PC (Windows);
  • Nota no Metacritic: 93/100.

1. Persona 5 Royal

O penúltimo título da série da Atlus a ser lançado, Persona 5 Royal foi um relançamento do jogo para PS4 e apresentou uma série de melhorias de qualidade. Royal não é um relançamento comum, mas uma expansão do título original.

Apresentando mais 60 horas de enredo e conteúdo, totalizando até 170 horas, entre uma série de minigames, novos links sociais e um semestre inteiramente novo aguardando o final do jogo original.

  • Ano de lançamento: 2020;
  • Plataformas disponíveis: PS3 e PS4;
  • Nota no Metacritic: 95/100.

Apesar de Final Fantasy IX, ter sido disponibilizado para a nova geração e ter sua nota no Metacritic 94/100, não coloquei nessa lista de jogos JRPG pois tentei focar nos mais modernos ou que foram de fato refeitos, não apenas adaptados.

Com informação: Metacritic.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando