Início » Computador » Apple Mac Pro chega a até R$ 687 mil com novas placas de vídeo da AMD

Apple Mac Pro chega a até R$ 687 mil com novas placas de vídeo da AMD

A Apple anunciou novas GPUs para o Mac Pro, prometendo salto de até 84% em desempenho de aplicativos, mas preços de novos módulos partem de R$ 30 mil

Ana Marques Por

A Apple anunciou uma atualização para o Mac Pro, com opções de GPU da AMD que prometem salto expressivo na performance para tarefas gráficas exigentes. Mas a novidade promete bater recordes de preço, chegando a quase R$ 700 mil (considerando a versão mais avançada do computador). As novas placas de vídeo Radeon Pro W6800X, W6800X Duo e W6900X prometem ser até 50% melhores em desempenho por watt do que as antecessoras Vega II.

Apple Mac Pro (2019) e Pro Display XDR

Mac Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Segundo a Apple, o upgrade possibilita rodar a ferramenta de renderização Octane X 84% mais rápido, e o app DaVinci Resolve com performance até 23% superior. Mas o preço é difícil até de imaginar: trata-se de um adicional a partir de R$ 30.000 ao valor do Mac Pro, que já estava nas alturas.

Colocando na ponta do lápis, você poderia ter que desembolsar até R$ 687.599 para montar um Mac Pro com tudo o que tem direito, incluindo o modelo mais avançado das novas Radeon Pro.

Mac Pro já passou por dois aumentos de preço no Brasil

O Mac Pro foi lançado no Brasil em fevereiro de 2020 por R$ 55.999. Naquela época, o preço já era de arrepiar para os consumidores brasileiros — o que é justificável até certo ponto: o consumidor comum não o público-alvo deste tipo de produto. Mas as coisas ficaram ainda mais alarmantes: a Apple praticou um aumento apenas um mês depois, passando o preço inicial para R$ 61.599.

E, conforme apurou o Tecnoblog, os preços tiveram outro salto em novembro de 2020, partindo para o mínimo de R$ 79.499 na versão mais básica, sem rodinhas.

Preço do Mac Pro da loja da Apple (Imagem: Reprodução)

Preço do Mac Pro na loja da Apple (Imagem: Reprodução)

Novas Radeon Pro custam a partir de R$ 30 mil

Com o upgrade de chip gráfico, um Mac Pro custa a partir de R$ 109.499. Por este preço, você leva um processador Intel Xeon W octa-core de 3,5 GHz (Turbo Boost até 4 GHz), memória ECC DDR4 de 32 GB, GPU Radeon Pro W6800X com 32 GB de memória GDDR6 e SSD de 256 GB — caso queira adicionar rodinhas ao seu Mac, deverá pagar mais R$ 4.000.

Vale ressaltar que modelos com placas Radeon Pro Vega II e Vega II Duo com memória HBM2 deixaram de ser vendidos.

Apple Mac Pro Modelo básico Modelo mais caro (até agora)
Processador Intel Xeon W de 8 núcleos (3,5 GHz, 4 GHz em turbo) Intel Xeon W de 28 núcleos (2,5 GHz, 4,4 GHz em turbo)
RAM 32 GB 1,5 TB
Placa de vídeo AMD Radeon Pro 580X com 8 GB de memória GDDR5 2x Radeon Pro W6900X com 32 GB de memória GDDR6 cada
Armazenamento SSD 256 GB 8 TB
Apple Afterburner não sim
Base pé fixo (apenas versão torre) rodinhas (apenas versão torre)
Preços no Brasil e EUA, versão torre R$ 79.499
(US$ 5.999)
R$ 685.999
(US$ 54.599)
Preços no Brasil e EUA, versão rack R$ 85.099
(US$ 6.499)
R$ 687.599
(US$ 54.699)

Apple cobra R$ 300 mil por 1,5 TB de RAM no Mac Pro

Abaixo seguem os valores adicionais que a Apple cobra por cada upgrade do Mac Pro, seja na versão torre ou rack. Vale lembrar que a opção de 1,5 TB de RAM só é vendida em conjunto com o Intel Xeon de 24 ou 28 núcleos.

RAM:

  • 32 GB de RAM: (modelo básico)
  • 48 GB de RAM: + R$ 3.750
  • 96 GB de RAM: + R$ 12.500
  • 192 GB de RAM: + R$ 37.500
  • 384 GB de RAM: + R$ 75.000
  • 768 GB de RAM: + R$ 175.000
  • 1,5 TB de RAM: + R$ 312.500

Armazenamento:

  • SSD de 256 GB: (modelo básico)
  • SSD de 1 TB: + R$ 5.000
  • SSD de 2 TB: + R$ 10.000
  • SSD de 4 TB: + R$ 17.500
  • SSD de 8 TB: + R$ 32.500

Processador:

  • Intel Xeon W de 8 núcleos (3,5 GHz / 4 GHz): (modelo básico)
  • Intel Xeon W de 12 núcleos (3,2 GHz / 4,4 GHz): + R$ 12.500
  • Intel Xeon W de 16 núcleos (3,2 GHz / 4,4 GHz): + R$ 25.000
  • Intel Xeon W de 24 núcleos (2,7 GHz / 4,4 GHz): + R$ 75.000
  • Intel Xeon W de 28 núcleos (2,5 GHz / 4,4 GHz): + R$ 87.500

Placa de vídeo:

  • Radeon Pro 580X com 8 GB GDDR5: (modelo básico)
  • Radeon Pro W5500X com 8 GB GDDR6: + R$ 2.500
  • Radeon Pro W5700X com 16 GB GDDR6: + R$ 7.500
  • Radeon Pro W6800X com 32 GB GDDR6: + R$ 30.000
  • Radeon Pro W6900X com 32 GB GDDR6: + 70.000
  • 2x Radeon Pro W6900X com 32 GB GDDR6 cada: + R$ 145.000

Adicionais:

  • Apple Afterburner: + R$ 25.000
  • Corpo com rodinhas (apenas versão torre): + R$ 4.000

Colaborou: Felipe Ventura

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Monteiro (@lucasmonteiro)

Se eu tivesse o dinheiro que o Elon Musk tem, por exemplo, ainda faltaria coragem pra comprar esse belezinha

uzu (@uzu)

Vale a pena só pelo ecossistema

Juliano Machado Olivetti (@Juliano_Machado_Oliv)

É nesse segmento que não entendo como a Apple pode migrar para seus SoCs ARM…Sei que a arquitetura é escalável, mas realmente não acho que para diversas tarefas GPUs integradas consigam substituir soluções da AMD/Nvidia.

Filipe Espósito (@filipeesposito)

Esse nicho é mais complicado mesmo, até por isso o Mac Pro deve ser o último da linha a ser atualizado para ARM. Segundo rumores, a Apple vai lançar no ano que vem uma versão mais compacta do Mac Pro com chip Apple Silicon, mas ainda sim irá manter o modelo Intel para quem precisa dele.

Andre Kittler (@Andre_Kittler)

Sai $1000 cada rodinha Apple.
Deus, por favor que os rumores do carro da apple seja real. Nunca te pedi nada…

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Não acho que no Mac Pro ela vá seguir esse caminho exclusivamente. Pode até ter no SoC 120 núcleos dedicados para GPU, porém hoje ela já faz uso da afterburner, que consegue lidar com 3 sequências de 8K ProRes RAW. Vejo ela expandindo o uso da Afterburner e tornando ela até mais especializada.

Fora que o projeto do M1 foi fechado a 3 anos, e ao que parece o projeto de 3nm que a TSMC usará nos Apple silicon, foram recentemente aprovados pela Apple. Ou seja, estamos vendo apenas uma fração do que ela já sabe que é capaz de atingir.

Luis Carllos (@XxxStrangeManxxX)

Negócio é mais caro que um Mustang GT, porra hein

@ksio89

Absurdamente caro mesmo para profissionais e empresas.

Roger (@Head)

Vale mais que meio milhão de reais? Ecossistema é algo útil se você tem vários dispositivos como consumidor, mas um profissional quer variedade, que tudo seja possível que funcione e não ser limitado com quais coisas você pode fazer um upgrade de hardware.

Sei não, 5k a mais por mais um tera de SSD é de mais sendo que em conversão direta 2TB sai por 1K, 2K no mercado nacional.

Também otimização é relativo, é rápido por que o sistema dá maior sensação de fluidez ou por que é de fato? muitos profissionais que usam o Mac usam Final Cut e o Logic Pro, e pelo que eu sei o mérito da otimização é desses softwares que são muito bem feitos, mas para outras aplicações considerando uma maquina com Windows de poder focado para gráficos, essa iria mesmo comer poeira?

Mesmo se eu fosse rico eu daria cada centavo penando por um workstation de usos tão específicos. O ecossistema que a Apple cria nesse tipo de produto serve só pra determinar o que entra e saí do desktop por preço de designer. Seria melhor se fosse logo ARM para servir de motivo.

E também, não é que tenha algo de errado com X86. Intel tem sido duvidosa, mas por volta de 2024 vai ter paridade com as vantagens da arquitetura ARM, e a AMD e a Qualcomm tem planos também. Apple Silicon é exitante e impressionante mas não é inalcançável e completamente distinta… sla.

LekyChan (@LekyChan)

Pessoal até hoje não entende que Mac Pro é a linha de servidores da Apple, eles não são computadores para vc ficar jogando ou vendo netflix.

Junior Max (@JuniorMax)

Sim, tmb penso que em dois anos a Apple não consiga mudar as coisas nesse segmento, até porque muitas empresas fizeram investimento nessas máquinas (MacPro), mas uma coisa posso dizer, temos um MacPro (ralador) com 64Gb de RAM, e no começo desse ano adquirimos um MacMini M1 16GB RAM, e posso dizer que em termos de processamento de vídeo, áudio e fotos, ele ta pareado com nosso MacPro, claro que perde em expansão, mas já estamos editando vídeos em 4K ProRES em tempo real no MacMini, por isso adquirimos mais um MacMini 16GB RAM, menos caro do que um MacPro e faz a mesma coisa. O futuro MacPro com Apple Silicon é bem promissor.

Agora, quando se trata de renderização 3D, aí não tem como, as placas da NVIDIA e AMD ainda mandam no mercado, mas já enxergo um render farm com muitos Mac Mini Apple Silicon por causa do custo/benefício em uma empresa de médio porte.

Filipe Espósito (@filipeesposito)

Pra quem discute se vale a pena ou não, se alguém compra ou não, tem emissora de TV do Brasil que tem mais de um desses para as produções, então assim…

Sim, é muito caro mesmo lá fora e o preço no Brasil é fora da realidade, mas é sempre importante lembrar que esse não é um computador doméstico. Uma empresa gigantesca que precisa desse tipo de hardware não vai gastar tempo montando uma máquina (ou muito menos fazendo um Hackintosh, se os profissionais dependem de ferramentas exclusivas do macOS) quando alguns intervalos comerciais deles pagam um Mac Pro desses.

Mac Pro tá longe de ser mercado doméstico.