Início » Jogos » Final Fantasy 14 cresce em assinantes e impulsiona vendas da Square Enix

Final Fantasy 14 cresce em assinantes e impulsiona vendas da Square Enix

Apesar do crescimento nas vendas do MMORPG, Square Enix vê queda nos lucros pela falta de lançamentos de peso para consoles

Murilo Tunholi Por

O relatório financeiro da Square Enix referente ao segundo trimestre de 2021 confirmou o crescimento no número de assinantes de Final Fantasy 14 entre abril e junho. Como isso, as vendas da desenvolvedora também aumentaram em comparação com o mesmo período do ano passado. Os lucros da empresa, no entanto, diminuíram pela falta de novos lançamentos de peso nos consoles, após Final Fantasy 7 Remake.

Final Fantasy 14 (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Final Fantasy 14 (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Segundo dados do relatório financeiro da desenvolvedora, a Square Enix fez 88,6 bilhões de yenes (cerca de R$ 4,2 bilhões) no último trimestre fiscal. Em relação ao mesmo período do ano passado, em que a empresa havia registrado 87 bilhões de yenes (R$ 4,1 bilhões) em vendas, o aumento foi de 1,8%.

Os destaques positivos do trimestre ficaram para os segmentos de jogos MMORPG e games mobile. Com um aumento de 12% nas vendas de MMO, a Square Enix confirmou que o número de assinantes de Final Fantasy 14 cresceu nos últimos meses. Vale mencionar que o título vive seu melhor momento e continua batendo recordes de jogadores simultâneos.

A Square Enix espera um número ainda maior de assinantes em Final Fantasy 14 até o final do ano, por causa do lançamento da expansão Endwalker, em 23 de novembro. Além disso, Dragon Quest X — outro jogo online — também vai receber conteúdo adicional em novembro, aumentando mais as vendas de MMORPG da empresa.

No segmento de jogos mobile, Dragon Quest Tact, Octopath Traveler: Tairiku no Hasha e NieR Re[in]carnation contribuíram para o crescimento das vendas em 9%.

Lucros da Square Enix caíram após Final Fantase 7 Remake

Já nos games de console houve queda nas vendas, pois os lançamentos mais recentes, como Outriders e NieR Replicant, não performaram tão bem neste ano quanto Final Fantasy 7 Remake em 2020. Mesmo a expansão INTERGRADE de FF7R não foi capaz de segurar os resultados.

Devido à falta de novos jogos de peso para consoles, os lucros da empresa caíram de 24,5 bilhões de yenes (R$ 1,2 bilhão) para 17,3 bilhões de yenes (R$ 821 milhões) entre abril e junho de 2021. Para os próximos trimestres, a desenvolvedora espera se recuperar com a chegada de Life is Strange: True Colors, em setembro, e Marvel’s Guardians of the Galaxy, em outubro.

Com informações: Relatório financeiro da Square Enix, Twinfinite, Siliconera.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando