Início » Finanças » Allugator, empresa de aluguel de iPhone, dá rendimentos de até 400% do CDI

Allugator, empresa de aluguel de iPhone, dá rendimentos de até 400% do CDI

Allugator procura investidores para comprar os iPhones que serão alugados em sua plataforma; novo lote oferece 18% ao ano e aplicação mínima de R$ 25 mil

Giovanni Santa Rosa Por

Você já pensou em investir em iPhones? Não em ações da Apple — em iPhones mesmo. Pode soar esquisito, mas é essa a ideia da Allugator Invest. Ela é uma plataforma da Allugator, empresa que oferece aluguel de aparelhos eletrônicos. Para comprar os produtos, a startup está procurando investidores e oferecendo rendimentos de até 18% ao ano.

iPhone 12 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
iPhone 12 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

No novo lote disponibilizado pela companhia, o mínimo para aplicar é de R$ 25 mil. As rentabilidades variam entre 11% e 18% ao ano, com pagamentos mensais ou tudo de uma vez no final. Os prazos variam entre 12 e 24 meses. A companhia diz que os rendimentos chegaram a 400% do CDI no passado. O CDI é uma taxa que acompanha de perto a Selic, juro básico da economia brasileira.

De acordo com a empresa, os recursos do aluguel e da revenda do produto ao final do contrato são usados para remunerar os investidores. O instrumento financeiro é chamado de Cédula de Crédito Bancário (CCB) e é regulamentado pelo Banco Central. Como explica o Valor Investe, o Allugator e uma fintech parceira, que atua como correspondente bancário, entram como intermediários do empréstimo.

A empresa diz que não teve casos de inadimplência até agora e que usa um processo de score antes de aprovar o aluguel dos aparelhos, o que reduz em 99,7% as chances de fraude e prejuízo.

Em seu site, a Allugator oferece vários modelos de iPhone, além de consoles, notebooks e fones (não sei se eu usaria um fone alugado, mas enfim). O aluguel de um iPhone 12 de 64 GB sai por R$ 2.918,60 ao ano, que podem ser parcelados em até três vezes sem juros ou 12 com juros. No varejo, um aparelho novo sai por cerca de R$ 5 mil.

Peer to peer lending tem risco e retorno maiores

A Allugator Invest se apresenta como uma alternativa à renda fixa tradicional. Renda fixa é o nome dado às aplicações nas quais o investidor sabe qual será a taxa usada para calcular seu rendimento e quando a remuneração será paga.

A empresa entra no contexto do peer to peer lending, em que pessoas emprestam dinheiro para outras pessoas — não por acaso os lotes de iPhones também estão disponíveis para investimento nas plataformas Mutual e Ulend, dedicadas a esse tipo de operação, além da própria Allugator Invest.

O peer to peer lending oferece rendimentos muito acima das taxas de juros básicas da economia. A Selic chegou a ficar em 2% ao ano durante o início da pandemia, mas vem subindo: atualmente, está em 5,25% ao ano, e as projeções de mercado preveem 7,5% no fim do ano.

Porém, vale lembrar que os riscos de calote em operações desse tipo também são muito maiores do que investir no CDB de um banco, por exemplo. Risco e retorno quase sempre andam juntos no mercado financeiro.

Com informações: Valor Investe

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

André Gorgen (@Banana_Phone)

Prefiro investir em jogo do bicho

Dark (@Darkalliance)

Esse ai é aqueles investimento de alto risco, que alguns doidos não podem ver que já querem entrar.

Lembro até hoje aqui na minha cidade a alguns poucos anos atrás, a febre que foi quando abriu uma “casa de investimento” de betclub, os malucos prometiam retornos de inacreditaveis 20% ao mês. O cara montou todo um esquema, colocou banners na cidade toda, pintou muros com propaganda, etc. Logicamente os primeiros que entraram receberam os retornos devidamente e logo contavam para os familiares, amigos, conhecidos sobre o negocio milagroso. Perdi a conta de quantas vezes fui convidado a conhecer a suposta casa de investimento e muitos diante da minha recusa me chamavam de otario por ta perdendo um excelente negocio.

Enfim alguns meses se passaram e muita grana foi investida, nota preta mesmo, conheci gente que comprometeu praticamente ou literalmente todo o caixa da empresa e as economias pessoais, outros que venderam seu negocios e empataram toda grana lá, coisa de doido…

Até que um dia alguém foi no tal escritorio e viu que estava fechado, tentaram contato por telefone, email, whats e nada, nenhum sinal de vida. O cara sumiu com toda grana, muitos milhões, foi uma quebradeira danada aqui, gente que tava bem de vida, ficou no fundo do poço, e como logo veio a pandemia depois então nem tiveram muito tempo para tentar se reeguer.

Enfim sei que não tem nada a ver esse caso com o da materia, mas meu conselho como macaco velho em investimento é sempre desconfie, se seu perfil de investidor tem apetite por investimentos de alto risco e vc consegue e sabe bem mitigar as perdas que pode ocorrer, então vale a pena pesquisar bem sobre e quem sabe depois de está muito bem informado arriscar. Agora se vc se considera um investidor moderado pra baixo, então nem vale a pena perder tempo.