Início » Finanças » Mastercard decreta fim de cartões com tarja magnética até 2029

Mastercard decreta fim de cartões com tarja magnética até 2029

Mastercard define cronograma para deixar de emitir novos cartões de crédito e débito com tarja magnética; mudança será gradual, mas termina em 2029

Giovanni Santa Rosa Por

Você lembra quando foi a última vez que você passou o cartão na lateral de uma maquininha? Eu não lembro. Os pagamentos com chip são bem mais comuns hoje em dia, e métodos como a aproximação têm ganhado espaço. Por isso, a Mastercard decidiu que vai deixar de emitir cartões de crédito e débito com a tira magnética nos próximos anos.

Cartão de crédito
Cartão de crédito (Imagem: rupixen.com/Unsplash)

A mudança vai ser gradual e bem suave. De acordo com o comunicado da empresa, a tira magnética vai desaparecer em 2024 de regiões onde os chips são mais usados, como a Europa. Em 2027, bancos nos EUA e Canadá deixarão de ser obrigados a emitir cartões com a faixinha. Em 2029, a empresa vai deixar de produzir cartões de crédito e débito com o recurso — a exceção serão os pré-pagos.

Os Estados Unidos, aliás, ficaram um pouco atrasados na transição da antiga tecnologia para os cartões com chip. A mudança por lá começou para valer em 2015 e gerou muita confusão — só em 2018 que a assinatura no recibo deixou de ser uma exigência, por exemplo.

E não são só as operadoras de cartão que estão abandonando a tecnologia. O Galaxy S21 conta com Samsung Pay, mas, ao contrário de aparelhos anteriores, deixou de lado a tecnologia MST (Transmissão Magnética Segura), que simulava a faixa para funcionar em maquininhas mais antigas.

Mais novidades para cartão devem vir por aí

O microchip nos cartões deu mais segurança às transações por não conter todas as informações, como acontecia nas tarjas magnéticas. No entanto, ele não é mais o que há de mais moderno em pagamento: o pagamento por aproximação ou contactless usando NFC já vem embarcado em vários dos plásticos emitidos no Brasil. É o mesmo padrão adotado por Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay. Esse método de pagamento teve crescimento de 330% no primeiro semestre de 2020 e movimentou R$ 8,3 bilhões no Brasil.

Mas tem mais coisa que deve vir por aí. A própria Mastercard anunciou um cartão com leitor de digitais. Feito em parceria com a Samsung, ele dispensa o uso de senha e deve chegar ao mercado sul-coreano até o fim de 2021.

Com tanta novidade, o lugar da tarja magnética nos cartões de crédito parece ser mesmo o museu.

Com informações: Mastercard

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Os tempos mudam.
charge-card-imprinter1190×698 128 KB

E pra quem nunca viu essa beleza tecnológica em ação:

imhotep (@imhotep)

Quando eu não sei, mas deve ter mais de 10 anos que não uso cartão por tarja.

Esse equipamento de carbono já fez com que uma compra minha não fosse cobrada. Imagino que ou eles perderam o papel, ou houve alguma inconsistência. Era um livro de AD&D que acabou me saindo na faixa…

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Como sou mais jovem, só fui ter cartão de crédito em meados dessa década de 2011-2020 e nesse momento nunca vi ninguém usando a tarja magnética. Comigo teve uma única situação em que o cartão estava dando problema na maquininha e aí a atendente resolveu passar a tarja magnética, apesar de não lembrar direito, acho que também não deu certo.

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

Tive um caso parecido, meu primeiro cartão veio com um chip meio problemático, algumas máquinas de cartão não detectavam que o cartão havia sido inserido. Em uma dessas ocasiões, que o chip não estava sendo reconhecido, sugeri passar a tarja magnética, o atendente assim o fez mas a compra foi negada.

Uns 5 minutos depois me ligam do setor de segurança do banco perguntando se eu estava com o cartão em mãos porque tinham acabado de bloquear uma tentativa de compra suspeita. Relatei o ocorrido e me orientaram a não utilizar a tarja magnética, alegando que ela só existe para uso em caixas eletrônicos ou máquinas de cartão muito antigas, sem o leitor de chip…

André (@andre00)

Mesmo caso. Eu acho que nunca usei a tarja magnética no cartão de crédito para fazer pagamentos. Desde que me lembro o cartão vem com o chip.

Acho que o único uso da tarja magnética foi há vários anos quando precisava passar o cartão para abrir a porta do Itaú.

imhotep (@imhotep)

Qualquer cartão servia… Eu às vezes passava o cartão da minha empresa…

Gustavo Guerra (@GustavoGuerra)

O mesmo ocorreu comigo, a única vez que eu usei a tarja do Nubank foi numa situação assim, curiosamente funcionou enquanto pelo chip dava compra negada.

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

Eu cheguei a passar o cartão de tarja algumas vezes… trabalhei como auxiliar administrativo 3 anos atrás e ao passar o pagamento ainda haviam raros clientes que usavam cartão com tarja magnética (cartão quero quero, se não me falha a memória).

imhotep (@imhotep)

Há uns 8 anos, tive q abrir uma conta no BB pra poder receber um contrato com o governo.
Abri a conta mais simples possível e me deram um cartão sem chip, só com tarja magnética. Não cheguei a usar o cartão, pois transferia o dinheiro todo pra minha conta pessoal. Depois ainda chegaram a me enviar um cartão com chip, mas aí eu já estava encerrando a conta…