Início » Aplicativos e Software » Microsoft 365 coloca mais um prego no caixão do Internet Explorer

Microsoft 365 coloca mais um prego no caixão do Internet Explorer

Microsoft 365 encerra o suporte ao Internet Explorer 11; apps e serviços deve ser utilizados com navegadores mais recentes

Bruno Gall De Blasi Por

A Microsoft reduziu ainda mais o pouco tempo de vida útil restante ao Internet Explorer 11. Como já era esperado, os apps e serviços do Microsoft 365 perderam o suporte ao navegador nesta semana. Para utilizá-los, a companhia recomenda o uso de navegadores mais recentes, como o Microsoft Edge, Google Chrome e afins.

Microsoft 365 diz: "Adeus, Internet Explorer 11" (Imagem: StudioEgo/Flickr)
Microsoft 365 diz: “Adeus, Internet Explorer 11” (Imagem: StudioEgo/Flickr)

O anúncio da terça-feira (17) coloca mais um prego no caixão do IE 11. Em comunicado, a companhia informa que os serviços de sua suíte de produtividade, que era conhecida como Office 365, não são mais compatíveis com o navegador:

“Você não deve esperar novos recursos ao acessar aplicativos e serviços do Microsoft 365 no IE 11”, explicaram. “A experiência de uso diário para os usuários [também] pode piorar progressivamente com o tempo até que os aplicativos e serviços sejam desconectados”.

Microsoft

A Microsoft ainda afirmou que vai disponibilizar banners para “comunicar e alertar os usuários sobre as mudanças futuras na experiência”. Entre elas, está a “desconexão e/ou redirecionamento de aplicativos ou serviços”.

Microsoft Office 365 (Imagem: Jernej Furman / Flickr)
Microsoft Office 365 (Imagem: Jernej Furman / Flickr)

Microsoft 365 encerra suporte ao Internet Explorer 11

A medida segue um cronograma apresentado pela própria Microsoft no ano passado. Em agosto, a companhia informou que o Microsoft 365 perderia o suporte ao Internet Explorer 11 a partir de novembro de 2020, a começar pela versão web do Teams. Agora, é a vez dos demais serviços da suíte de produtividade.

“Os clientes usam o IE 11 desde 2013, quando o ambiente online era muito menos sofisticado do que o cenário atual”, justificaram a medida em agosto de 2020. “Desde então, os padrões da web abertos e navegadores mais novos – como o novo Microsoft Edge – possibilitaram experiências online melhores e mais inovadoras”.

Para continuar a utilizar a suíte, a responsável pelo Windows informa que é preciso recorrer a navegadores mais recentes. É o caso do próprio Microsoft Edge, Google Chrome, Mozilla Firefox e Safari, por exemplo.

Vale lembrar que o Google Meet também perdeu o suporte ao Internet Explorer 11 na terça-feira (17) depois dos demais serviços do Google Workspace (antigo G Suite).

Com informações: BleepingComputer e Microsoft

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Igor (@igor_meloil)

Fico imaginando o monte de empresa atrasada, incluindo a q eu trabalho, como vão se atualizar quando certos sistemas não rodarem mais no IE.