Início » Internet » Globo.com anuncia fim do serviço de e-mail e provedor de internet

Globo.com anuncia fim do serviço de e-mail e provedor de internet

Usuários de e-mail da Globo.com precisam optar entre serviço da Locaweb e cancelamento do endereço; provedor de internet também será encerrado

Giovanni Santa Rosa Por

A Globo.com vai deixar de oferecer seus serviços de e-mail e provedor de internet até o fim de 2021. Em e-mail enviado aos usuários, a empresa dá duas opções: mudar o endereço @globo.com por um @lwmail.com.br, de responsabilidade da Locaweb, ou transferir as mensagens para outro serviço.

Mensagem de erro
Mensagem de erro (Imagem: Markus Spiske/Unsplash)

A mensagem também diz que o provedor Globo.com deixará de existir — quem ainda utiliza o serviço precisa entrar em contato com sua operadora de internet. Segundo o leitor Gabriel, que deu a dica para o Tecnoblog, também ficava implícito que a Locaweb poderia cobrar pelo e-mail depois de um ano.

Os endereços da Globo já eram restritos há alguns anos, quando o Globomail e as antigas assinaturas Globo.com deixaram de aceitar novos usuários. Atualmente, clientes legados desses serviços tinham direito a acessar o Globoplay, mas não era possível fazer upgrade para outros planos, como o + canais ao vivo ou o combo com o Disney+.

Instruções para migração de e-mail Globo.com
Instruções para migração de e-mail Globo.com (Imagem: Reprodução)

Em comunicado enviado ao Tecnoblog, a Globo afirma que a data de 27 de setembro é específica para alguns clientes, mas não vale para todos. A empresa informa que o fim do serviço será gradual e tem previsão para acontecer até o fim do ano.

Globo.com não foi o único provedor a encerrar e-mail

Desde 2013, não é mais necessário contratar um provedor de internet junto com a operadora de banda larga. De lá para cá, várias dessas empresas tiveram que se reinventar e oferecer outros produtos. Nesse processo, elas deixaram de oferecer seus e-mails grátis.

O iG, por exemplo, bloqueou as contas gratuitas em 2016 e passou a cobrar pelo serviço. Terra e UOL também oferecem caixas de entrada por R$ 15,90 e R$ 19,90 mensais, respectivamente.

Hoje em dia, é fácil criar um e-mail gratuito — Gmail, Outlook e Yahoo! são as opções mais óbvias. Até alternativas específicas oferecem opções sem cobrança: é o caso do ProtonMail, com foco em privacidade, ou do Zoho Mail, que deixa você usar seu próprio domínio sem pagar nada a mais por isso. Mesmo assim, perder um endereço que era usado há muito tempo pode ser uma dor de cabeça, principalmente se ele estava associado a muitos cadastros.

Atualização [25/8 16h51]: A Globo entrou em contato com o Tecnoblog e informou que o fim do seu serviço de e-mail será gradual até o fim do ano:

A globo.com deixará de oferecer seus serviços de e-mail e provedor de internet até o final deste ano, como parte de um processo de transformação da área digital da Globo.

Tal ação será conduzida de forma gradual, e todos os usuários estão sendo comunicados com antecedência, com todas as orientações e datas de desativação, que podem variar de acordo com o perfil em que estiverem inseridos.

Nos e-mails aos usuários, a empresa dá duas opções: mudar o endereço @globo.com ou globomail.com por um @lwmail.com.br, de responsabilidade da empresa Locaweb, ou transferir as mensagens para outro serviço, de livre escolha e responsabilidade de cada usuário.

A Central de Atendimento da Globo está acompanhando a ação para garantir todo suporte ao usuário.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
15 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

O fim de uma era. Os provedores de email pago, um a um, vão se acabando.
O Globo.com foi um dos maiores provedores na era da internet discada. Agora, jaz para sempre.

Rodrigo Dias (@rodrigodias)

Lembrando que o site em si continua no ar (inclusive ganhou um novo visual recentemente)

imhotep (@imhotep)

Teve uma época q eu saia fazendo email em tudo quanto é provedor.
Acho q cheguei a ter um globo.com
No final, usava mesmo os mais comuns, como Yahoo, Hotmail e bem depois o Gmail.

E os desses provedores ficava pra receber spam.

Rodrigo Dias (@rodrigodias)

Dentre esses grandes, basicamente só sobrou quatro opções: Gmail, Outlook, Yahoo (sim, ainda existe) e os outros. Fora essas opções, pode usar um domínio próprio como e-mail principal.

imhotep (@imhotep)

Houve uma época q pegava mal vc usar e-mail gratuito como e-mail profissional.
Muita gente acabava contratando UOL Mail, Terra Mail, etc, pra passar uma imagem mais profissional (início da Internet comercial).
Mas hoje em dia…os e-mails gratuitos como o Gmail e o Outlook são muito melhores e mais estáveis do q esses serviços pagos de provedores conhecidos.

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

Confesso que me dá um certo incomôdo ver alguém com email profissional/para contato de gente grande como “[email protected]” ou similares. Hoje em dia sai baratinho pro cara fazer um “[email protected]çoes.com”.

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Já não vale mais a pena fazer isso hoje em dia

² (@centauro)

Nem os pagos.
Se quiser ter maior privacidade, você vai ter que hospedar o seu próprio email num servidor ao qual só você tem acesso fisicamente.
Mas isso é meio overkill pra maioria das pessoas.

Fora que ter um email com domínio próprio não diz nada sobre privacidade de email.

imhotep (@imhotep)

Nenhum eletricista, faxineira, ou qualquer serviço desses vai pagar por um domínio profissional. Então acho aceitável usar o e-mail gratuito.

Aliás, prefiro muito mais usar o Gmail gratuito do q qualquer desses pagos conhecidos como UOL, Terra, q sempre saem do ar e têm uma interface webmail horrível.