Gabrielli Haccourt

Uma adolescente de 13 anos, moradora de Pinhais (PR), está desaparecida desde a terça-feira da semana passada (16 de novembro). Gabrielli Haccourt marcou um encontro com um rapaz por meio da internet, saiu para ir ao seu encontro e nunca mais retornou para casa. Já faz quase uma semana que Gabrielli sumiu, e a polícia do Paraná trabalha na sua busca.

A família da adolescente não sabia do relacionamento virtual que ela mantinha com o rapaz conhecido apenas por Douglas, que tem cerca de 20 anos. Ela saiu de casa no período da tarde para encontrá-lo, apenas com o dinheiro para o ônibus – sem roupas nem documentos. Aparentemente a menina estava se preparando para ir a Curitiba, onde o rapaz mora.

Para combinar o encontro, os dois usaram ferramentas como Live Messenger e o Orkut. Os pais de Gabrielli gravavam as conversas que ela tinha no IM, o que tem ajudado a polícia a desvendar o seu paradeiro. Além disso, ela chegou a conversar com o rapaz por meio do celular de uma prima.

A polícia de Pinhais está compartilhando informações com a Delegacia de Crimes Cibernéticos para tentar detectar o IP do rapaz com quem Gabrielli tanto conversava, a fim de localizá-lo.

Atualização às 22h16 | A polícia de Pinhais localizaram na tarde de segunda a jovem desaparecida. Ela estava em uma cidade próxima a Curitiba junto com um rapaz de 19 anos. Ele pediu que Gabrielli fosse embora depois de saber da confusão toda, mas ela se perdeu no meio do caminho e retornou à residência do rapaz.

Com informações: Folha.com, Globo Online

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

eric
Aff foi burra se fosse eu nao faria o que ela pelo ao contrario e outra ela é filha da mae tem que ser preso
Clea Castro da Silva
Ela foi muito burra
Ana Beatriz
Eu sinceramente acho que toda estória tem dois lados. Fala-se tanto em perigo, cuidados, etc...Não acho que seja desnecessário, mas como foi visto no caso acima foi tudo uma questão de inconsequência da menina. Eu uso a internet pra quase tudo e inclusive e também para relacionamentos. Meus últimos 3 namorados eu conheci em redes sociais e muitos outros em chats. Desde os meus 9 ou 10 anos eu frequento chats e já combinei encontros com meninos que foram muito legais e continuo fazendo isso até hoje. Toda vez que me sinto sozinha ou entediada dou uma passadinha no chat e vou me encontrar com alguém.
Paulo
Pelo menos a menina esta viva, muitas morrem nesses "encontros"..
@dmextremme
Quase que ela vira estatística, ela tem que procurar pior, esse parece que era sério, mas com confiança e fé ela vai encontrar um que mate ela, com certeza! É impressionante como as pessoas hoje tem mais informação, mas não sabe usar, é foda.
Agnatos
Nem li os comentários, mas quero desenterrar esse assunto. Eu me recuso a afirmar que a juventude de hoje está estragada. Eu tenho certeza que os jovens de qualquer época são igualmente ingênuos, principalmente no Brasil, onde não incentivamos a cultura, logo boa parte das pessoas é inculta (Entenda-se por idiotas) e são facilmente manobrados por qualquer um com um pouco mais de cultura. Eu acredito que um jovem da década de 60, ou 50 se tivesse internet a disposição fariam a mesma coisa. Exatamente da mesma maneira. Se não fosse assim, nós não teríamos senhores e senhoras que afirmam terem começado a fumar ou beber durante a adolescência, de certo que sobre a influência de outras pessoas, ou seja, por conta da "Inocência" (Leia idiotice) Eu não acredito que o mundo está muito pior do que já esteve, a diferença é que agora temos informação para ficarmos sabendo de casos bizarros e notícias escandalosas, antes não tinhamos, mas isso não quer dizer que não ocorriam.
Rodrigo Fante
Segue com essa inocência e seus filhos também vão te surpreender. Crianças de 13 anos hoje fazem coisas que deixaria você no chinelo, é melhor encarar essa realidade e tratar essas "crianças" que você tiver na sua casa dessa forma. Ou seja, espionar mesmo, fechar o cerco, nunca proibir(o que é proibido é mais gostoso), mas limitar dentro do bom senso.
Hernani
Faltou um pouco de cabeça para a guria, saiu sem documentos e dinheiro, para uma região que ela não conhecia, no mínimo é burrice.
Hernani
Crianças, se for marcar encontros virtuais, conheça pelo menos o local que esta indo, e que dê preferencia movimentado, na internet existem muitas pessoas de bem, mas existe o outro lado da moeda, não que se aplique ao caso, mas é sempre bom um certo cuidado.
kylefurtado
Ai meu Deus...
kylefurtado
Não julgue um livro pela capa. ; )
@tampa_trick
Condoncordo plenamente com o que voce falou. Mas os tempos mudaram, e as coisas chegaram a esse ponto, se uma menina de 13 anos aparece com uma barbie, ela vai ser taxada pelas proprias amigas e tal, entao ae que está o problema. Por isso digo e repito, quero ter filho homem, mas do jeito que ta hj capaz dele virar emo ou ainda por cima gay... entao pensando bem mesmo, melhor nao ter filhos?!?!
@tampa_trick
hahahaha Meu dog eh mais espreto que ela! quando ele foge, uns 10 min. depois ele ta latindo na fente de casa, acho que vou dar um controle pra ele do portao viu...
Bia Kunze
O que aconteceu foi o seguinte: a menina conheceu o rapaz na internet e fugiu de casa. Quem procurou a policia foi a mãe DO RAPAZ, que ficou apavorada quando viu que a moça que estava na casa dela era dada como desaparecida. Para o namorado e a mãe dele, a menina disse que tinha 17 anos ao invés de 13. Temos que tomar MUITO cuidado para não colocar a culpa só na menina. Nossa típica cultura machista já está chamando ela de "vagaba" por aí. Gente, 13 anos, é uma CRIANÇA, mas nossa sociedade de Xuxas, Tchans e mulheres fruta insiste em "ensiná-las" a se erotizar precocemente. Sim, elas sabem o que estão fazendo, mas não tem a personalidade ainda formada, portanto, não sabem medir as consequencias de seus atos. Eu fico horrorizada de ver meninas de 11, 12 anos, beijando na boca em shoppings. Andam maquiadas, de umbigo de fora, e tem mãe que incentiva a vaidade muito antes da hora. Também é idiotice culpar a internet. O que posso dizer é minha experiência como filha, já que não sou mãe. No meu tempo não tinha internet nem celular, mas volta e meia aparecia uma história no colégio de menina que fugia com namorado. Naquele tempo também se faltava diálogo, e a culpa era da TV. Os tempos mudam, mas os hormônios dos adolescentes são os mesmos sempre. Independente da época, nada substitui a EDUCAÇAO.
William Kennedy
"Ele pediu que Gabrielli fosse embora depois de saber da confusão toda, mas ela se perdeu no meio do caminho e retornou à residência do rapaz." Hm... ela sabe ir, mas não sabe voltar? -.-
Exibir mais comentários