Início » Computador » Qual a diferença entre CPU, GPU e APU?

Qual a diferença entre CPU, GPU e APU?

Saiba qual a diferença entre CPU, GPU e APU; entenda também quais funções esses componentes desempenham no computador

Wagner Pedro Por

À medida que a tecnologia avança, o número de peças em um computador aumenta. Isso pode trazer uma certa confusão quanto a função e diferença de um componente para o outro, especialmente se forem de grande importância, como a CPU, GPU e APU. Abaixo, vou te explicar qual a real diferença entre eles.

AMD Ryzen 5 3600 (Imagem: Luis Gonzalez/Unsplash)
CPU AMD Ryzen 5 3600 (Imagem: Luis Gonzalez/Unsplash)

O que é CPU?

A Unidade Central de Processamento, mais conhecida por CPU, é basicamente o cérebro do computador. Nos primeiros modelos, ela estava espalhada por vários chips, mas visando melhorar a eficiência e reduzir os custos de fabricação, o componente agora está contido em uma única peça.

Essa redução de espaço também permitiu que a indústria produzisse dispositivos menores e mais compactos. O resultado vemos no dia a dia: os notebooks estão cada vez mais finos e poderosos e até celulares já entregam um hardware topo de linha.

Intel i9 (Imagem: Christian Wiediger/Unsplash)
Intel Core i9 (Imagem: Christian Wiediger/Unsplash)

A CPU é responsável pela execução dos principais processos do computador. Os comandos vindos da memória RAM, por exemplo, passam por ela para só então serem executados. Isso acontece porque essa peça utiliza um sistema de três partes que recebe as informações, entende e cria uma saída apropriada — os estágios Fetch, Decode e Execute, respectivamente.

A CPU do seu computador ajuda em basicamente tudo, desde carregar o sistema operacional a abrir programas. Esse componente pode ser encontrado em diversas variantes, como chips single-core de baixo consumo de energia e até octa-core de alto desempenho.

O que é GPU?

Por mais que as CPUs tenham avançado, elas ainda apresentam uma certa deficiência em gráficos. Isso acontece porque as instruções chegam e saem em etapas lineares. Portanto, quando vários dados precisam ser processados ​​simultaneamente, a Unidade de Processamento Gráfico (GPU) entra em ação e reduz a pressão sobre a CPU, melhorando assim o desempenho.

Felizmente, a maioria dos computadores e notebooks trazem uma GPU, mas em modelos mais baratos, o componente é integrado a CPU em vez de ser dedicado, algo que diminui a eficiência em tarefas pesadas.

Placa de vídeo (GPU) da Gigabyte (Imagem: Rafael Pol/Unsplash)
Placa de vídeo (GPU) da Gigabyte (Imagem: Rafael Pol/Unsplash)

A GPU executa funções semelhantes a da CPU, mas a diferença está na forma que ela realiza seu trabalho. A estrutura é adaptada para processar bilhões de cálculos por segundo, uma tarefa extremamente importante em jogos. Ou seja, ela não funciona de maneira linear, mas sim como uma espécie de rede de neurônios que trabalham ao mesmo tempo para entregar um desempenho consideravelmente melhor.

A GPU também tem sua própria memória RAM para salvar os dados que gera. Esse componente cria um buffer para armazenar imagens concluídas até que você precise exibi-las novamente, agilizando assim todo o processo.

O que é APU?

Buscando reduzir o tamanho físico das peças e os custos de fabricação, as empresas encontraram uma maneira de combinar diversos componentes em chips únicos — a versão mais recente dessa tecnologia é o System-on-a-Chip (SoC).

No entanto, o percursor desse projeto ainda está na ativa: a Unidade de Processamento Acelerado (APU). Essas unidades unem a CPU e GPU em um único chip para criar um processamento combinado. Além de reduzir custos, a APU também melhora a eficiência, já que diminui a distância física entre os dois componentes, permitindo assim uma transferência de dados mais rápida e, consequentemente, maior desempenho.

Chip APU da AMD (Imagem: Zii Miller/Unsplash)
Chip APU da AMD (Imagem: Zii Miller/Unsplash)

Em uma configuração separada, a eficiência da CPU e da GPU é prejudicada pela distância física e pelas velocidades de transferência de dados. Mas graças a APU, que combina ambos, é possível ter um bom ganho de performance.

Ainda assim, a APU não entrega o mesmo desempenho de uma CPU e GPU dedicada. Na verdade, ela serve como uma opção mais acessível para melhoria de gráficos.

Conclusão

A CPU é basicamente o cérebro do computador, enquanto que a GPU fica responsável pela leitura e execução de bilhões de dados. Se você optar por comprá-las separadamente, terá que desembolsar mais dinheiro. Por outro lado, os ganhos de desempenho serão significativos.

Já a APU é um meio-termo entre economia e desempenho. Se o computador estiver com gráficos integrados, essa peça pode melhorar a performance por um valor bem menor.

Pronto, agora você já sabe qual a diferente entre CPU, GPU e APU.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando