Início » Celular » Celular da Samsung pega fogo em avião e passageiros são evacuados

Celular da Samsung pega fogo em avião e passageiros são evacuados

Passageiros de um voo nos Estados Unidos foram evacuados depois que um celular da Samsung pegou fogo, segundo jornal local

Bruno Gall De Blasi Por

Passageiros de um voo de Nova Orleans, nos Estados Unidos, tiveram de ser evacuados após o pouso em Seattle nesta segunda-feira (23). De acordo com o Seattle Times, o episódio ocorreu depois que um celular da Samsung pegou fogo em um avião da Alaska Airlines. O acontecimento pode ter partido de Samsung Galaxy A21.

Avião da Alaska Airlines (Imagem: Divulgação/Alaska Airlines)
Avião da Alaska Airlines (Imagem: Divulgação/Alaska Airlines)

O Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma explicou que o incidente aconteceu na cabine do voo 751 da Alaska Airlines. “Na chegada, o incêndio foi contido e os passageiros e a tripulação foram evacuados da aeronave”, informaram. “Os passageiros foram transportados de ônibus até o terminal, alguns com ferimentos leves. A aeronave foi rebocada até um portão e não houve impactos nas operações do aeroporto”.

Os demais detalhes foram relatados pela companhia aérea. Ao The Verge, a empresa disse que a tripulação utilizou extintores para conter o incêndio. Uma bolsa de contenção de bateria também foi utilizada para evitar que o telefone “fumegasse”. Já a evacuação foi realizada com auxílio de slides devido à fumaça no interior da aeronave.

O aeroporto afirmou que “apenas pequenos arranhões e hematomas foram relatados”. Já a Alaska Airlines disse que duas pessoas foram tratadas em um hospital local.

Samsung Galaxy A21 (Imagem: Divulgação/Samsung)
Samsung Galaxy A21 (Imagem: Divulgação/Samsung)

Samsung Galaxy A21 pegou fogo em avião, diz jornal local

Apesar da confirmação, a causa do incêndio não ficou muito clara em primeiro momento. Mas o Seattle Times trouxe uma resposta: segundo Perry Cooper, porta-voz do Porto de Seattle (agência que administra o aeroporto), um Galaxy A21 pegou fogo na aeronave. O fator que levou à combustão, por outro lado, ainda é um mistério.

“Posso dizer que o telefone queimou além do reconhecimento”, afirmou ao jornal local. “Porém, durante uma entrevista com um de nossos policiais do Porto de Seattle, um passageiro informou voluntariamente que o telefone era um Samsung Galaxy A21. Mais uma vez, não foi possível confirmar olhando para os restos do dispositivo”.

O Samsung Galaxy A21 é um celular anunciado no ano passado. Sua ficha técnica intermediária é formada pela memória RAM de 3 GB, armazenamento de 32 GB e bateria de 4.000 mAh. O telefone ainda tem câmera quádrupla de 16 megapixels e tela de 6,5 polegadas com resolução HD+ e notch. A recarga é de 15 watts.

Procurada pelo The Verge, Samsung não se pronunciou sobre o caso.

Com informações: Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma (Twitter), The Seattle Times e The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Pierre (@pierrediniz)

Aw shit, here we go again…

² (@centauro)

O Galaxy Note 7 explodia por um problema no design onde eles não deixaram uma folga no compartimento da bateria para permitir que ela expandisse. Daí quando expandia (ao carregar, por exemplo, já que esquenta a bateria e qualquer coisa que esquenta expande porque…física) a bateria era levemente esmagada e isso aumentava o risco de dar um curto na bateria e causar um incêndio.

Suponho que levar uma bateria fisicamente degradada num vôo aumente ainda mais as chances de dar um curto e causar um incêndio por causa da diferença de pressão dentro da cabine.

Supondo que tenha sido algo similar com esse A21, tem que ver se a bateria estava fisicamente degrada e qual o motivo dessa degradação. Se foi uma falha no design de novo ou se foi mal uso do usuário (entortou, deixou cair, molhou, etc).