Início » Jogos » A linha do tempo dos jogos da franquia The Legend of Zelda

A linha do tempo dos jogos da franquia The Legend of Zelda

Com mais de 15 jogos que criam uma linha do tempo confusa, The Legend of Zelda desafia os fãs a entenderem a ordem dos jogos

Ricardo Syozi Por

Pode ter demorado anos, mas a Nintendo finalmente divulgou uma linha do tempo oficial das aventuras de Link por Hyrule. Agora, é possível curtir os jogos em uma ordem mais aceitável, mesmo que todos tenham uma história única. Os fãs mais assíduos podem procurar pelas referências e fazer as ligações entre cada obra, aumentando mais o nível de imersão. Descubra a linha do tempo de The Legend of Zelda.

Linha do tempo de The Legend of Zelda
The Legend of Zelda: Skyward Sword (Imagem: Nintendo)

Entendendo a linha do tempo

Segundo os contos de Hyrule, o mundo de The Legend of Zelda se deu início com as três deusas: Din, Nairu e Farore. Cada uma realizou partes da criação. Quando foram embora, deixaram para trás a Triforce, um objeto mágico formado por três triângulos que concede um desejo a quem os juntar.

A partir daí, as aventuras de Link e de tantos outros personagens por Hyrule começam. Porém, não é tão simples assim. A série de obras é dividida de forma cronológica e por linhas do tempo paralelas, com isso há histórias que têm início em um mesmo jogo, mas que ocorrem de maneiras totalmente diferentes dependendo o lado e a forma que enxergamos. É confuso, mas vou tentar explicar.

Por último, esta lista engloba apenas os jogos considerados canônicos pela própria Nintendo. Spin-offs como Cadence of Hyrule não vão fazer parte desta linha do tempo.

1. The Legend of Zelda: Skyward Sword

O primeiro jogo na linha do tempo de Zelda se passa antes mesmo da criação de Hyrule. O protagonista Link e seus amigos vivem na cidade nos céus chamada Skyloft. Após sua amiga Zelda ser raptada por forças desconhecidas, o herói segue para a superfície. Lá, ele aprende muito sobre o mundo, explora e amadurece.

  • Data de lançamento original: 18 de novembro de 2011
  • Plataformas: Wii e Switch

2. The Legend of Zelda: The Minish Cap

Sendo o primeiro jogo da linha do tempo de Zelda que se passa em Hyrule, The Minish Cap coloca Link em uma aventura para salvar seu mundo ao lado de um chapéu falante chamado Ezlo. Ambos seguem em uma jornada para derrotar o vilão Vaati enquanto enfrentam inimigos dos mais diversos tamanhos.

  • Data de lançamento original: 4 de novembro de 2004
  • Plataformas: Game Boy Advance, Wii U, Nintendo 3DS

3. The Legend of Zelda: Four Swords

Como uma parte do pacote na versão de A Link to the Past para o GBA, Four Swords é uma aventura para até quatro jogadores que jogam de forma cooperativa. A história traz o vilão Vaati que escapa de sua prisão, sequestra Zelda e planeja se casar com a princesa. Cabe a Link e suas cópias o impedirem de sua maldade.

  • Data de lançamento original: 2 de dezembro de 2002
  • Plataformas: Game Boy Advance, DSiWare

4. The Legend of Zelda: Ocarina of Time

Link precisa impedir o vilão Ganon de juntar as três partes da Triforce e dominar toda Hyrule. Para isso, o herói usa uma ocarina que o permite viajar no tempo para resgatar todos os Sábios e angariar forças o suficiente para a batalha final. Esta foi a primeira empreitada em 3D da franquia. A partir de sua conclusão, novas linhas do tempo surgiram.

  • Data de lançamento original: 21 de novembro de 1998
  • Plataformas: Nintendo 64, 3DS, Wii, Wii U, GameCube

O herói foi derrotado!

Imagine que ao final de Ocarina of Time, Link foi derrotado por Ganon e Hyrule foi tomada por uma longa escuridão. Com isso, a chamada Imprisoning War mencionada em alguns jogos ocorre. Essa linha do tempo em Zelda é conhecida como “A queda do herói” ou “O herói derrotado”.

O jogo coloca o protagonista acordando por causa de um chamado da princesa Zelda em seu sonho. Ele segue em uma jornada para salvar Hyrule e impedir o retorno de Ganon. Para isso, precisa viajar entre dois mundos paralelos e salvar as donzelas descendentes dos grandes Sábios. A história da Imprisoning War é contada nesta obra em maiores detalhes.

  • Data de lançamento original: 21 de novembro de 1991
  • Plataformas: SNES, GBA, Nintendo Switch, Wii, Wii U, 3DS

Após os acontecimentos de A Link to the Past, o herói decide viajar para outros países para treinar e se aprimorar. Porém, enquanto navegava, seu barco vira e ele acaba desacodado em uma praia. Ao acordar na ilha Koholint, Link descobre que para voltar para casa, ele precisa acordar o grande peixe guardião da ilha.

  • Data de lançamento original: 6 de junho de 1993
  • Plataformas: Game Boy, Game Boy Color, 3DS, Nintendo Switch

7. The Legend of Zelda: Oracle of Ages / Seasons

Link é chamado para o castelo de Hyrule pela própria Triforce. O protagonista segue para enfrentar inimigos vindos da escuridão enquanto duas aventuras paralelas têm início. Estes dois títulos foram lançados simultaneamente para o GBC, porém podem ser jogados na ordem que o jogador preferir. Cada jogo completa o outro.

  • Data de lançamento original: 27 de novembro de 2001
  • Plataformas: Game Boy Color, Nintendo 3DS

Após presenciar a princesa Zelda ser capturada pelo maligno feiticeiro Yuga, Link precisa viajar entre Hyrule e sua versão paralela Lorule para resgatá-la e ainda impedir o ressurgimento do rei Demônio Ganon. A história se passa muitos anos após A Link to the Past e Link’s Awakening. O jogo permite que as dungeons sejam jogadas na ordem que o jogador preferir.

  • Data de lançamento original: 22 de novembro de 2013
  • Plataformas: Nintendo 3DS

9. The Legend of Zelda: Tri Force Heroes

Link se junta a outros dois heróis semelhantes para derrubar uma maldição colocada na princesa de Hytopia chamada Stylla. Eles viajam para Drablands, um local recheado de armadilhas e puzzles perfeitos para trabalho cooperativo. Este título tem total ligação com o protagonista de A Link Between Worlds na linha do tempo de Zelda.

  • Data de lançamento original: 22 de outubro de 2015
  • Plataformas: Nintendo 3DS

10. The Legend of Zelda

O primeiro jogo da franquia Zelda lançado trouxe um mundo cheio de segredos para o jogador explorar. A história se passa em uma Hyrule devastada e pequena. Após Ganon e seus lacaios invadirem o reino para roubar a Triforce, a princesa Zelda divide a Triforce da sabedoria em oito pedaços para impedir o vilão de obtê-la. Cabe a Link juntar tudo e derrotar o antagonista.

  • Data de lançamento original: 21 de fevereiro de 1986
  • Plataformas: NES, GameCube, Wii, Wii U, 3DS, Switch, Game & Watch

A aventura tem início 6 anos depois do primeiro jogo da série. Link, agora com 16 anos, segue em uma missão para encontrar uma forma de acordar a princesa Zelda (não a mesma do primeiro jogo, mas sim uma ancestral) de um sono profundo e aparentemente eterno. O jogo trouxe combates realizados em 2D com visão lateral, algo que assustou muitos jogadores na época.

  • Data de lançamento original: 12 de janeiro de 1987
  • Plataformas: NES, GameCube, GBA, Wii, Wii U, Switch

O herói venceu!

Nesta parte da linha do tempo da franquia Zelda, Link se consagrou vitorioso contra Ganon no fim de Ocarina of Time. Assim, a princesa Zelda acaba criando duas novas linhas temporais. A primeira ao permitir que Link retorne ao seu passado e viva a sua infância. A segunda é focada no fato de Link ter permanecido no futuro, já como um adulto. Cada um desses caminhos é considerado uma era diferente.

A era da criança

12. The Legend of Zelda: Majora’s Mask

Se passando logo após os acontecimentos de Ocarina of Time, Majora’s Mask é um jogo que mais uma vez mexe com controle temporal. Após deixar Hyrule, Link é atacado em uma floresta por Skull Kid, um garoto que usa uma estranha máscara. O herói tem a sua ocarina roubada, assim parte para a cidade de Termina tentar recuperá-la e também salvar o mundo.

  • Data de lançamento original: 27 de abril de 2000
  • Plataformas: Nintendo 64, Nintendo 3DS, Wii, Wii U

13. The Legend of Zelda: Twilight Princess

Nesta aventura na linha do tempo de Zelda, Link precisa salvar Hyrule de ser engolida pelas trevas vindas de uma dimensão paralela conhecida como Twilight Realm. Com a ajuda da coadjuvante Midna, o protagonista viaja entre os dois mundos para reviver os espíritos da luz e juntar poder para derrotar o vilão Zant. Neste jogo, Link consegue até mesmo se transformar em um lobo.

  • Data de lançamento original: 19 de novembro de 2006
  • Plataformas: GameCube, Wii, Wii U

14. The Legend of Zelda: Four Swords Adventures

O último jogo da “Era da criança”, Four Swords Adventures é uma aventura de 1 a 4 jogadores com jogabilidade similar a A Link to the Past. Sua premissa coloca Link e seus três clones criados por mágica em uma jornada para proteger o reino de Hyrule de uma ameaça que inclui Shadow Link, Ganon e Vaati.

  • Data de lançamento original: 18 de março de 2004
  • Plataformas: GameCube

A era do adulto

15. The Legend of Zelda: The Wind Waker

Trazendo um estilo gráfico que usa o cel shading, Wind Waker é uma aventura que se passa centenas de anos após os eventos de Ocarina of Time. Link é um garoto que precisa resgatar sua irmã que foi sequestrada por uma enorme ave. A partir deste acontecimento, ele parte em uma viagem pelos mares para derrotar Ganon.

  • Data de lançamento original: 13 de dezembro de 2002
  • Plataformas: GameCube, Wii U

16. The Legend of Zelda: Phantom Hourglass

Logo após a aventura em Wind Waker, Link e Tetra (a reencarnação da princesa Zelda) viajam pelos mares até encontrarem um navio fantasma. Ao subirem a bordo, Tetra desaparece. Para resgatá-la e ainda salvar mais uma vez o mundo, o herói precisa se juntar a um mercenário chamado Capitão Linebeck, neste jogo da linha do tempo de Zelda.

  • Data de lançamento original: 23 de junho de 2007
  • Plataformas: DS, Wii U

17. The Legend of Zelda: Spirit Tracks

Seguindo sua jornada pelos mares após Phantom Hourglass, Link e Tetra chegam em terra firme e a partir daí o reino de New Hyrule surge. 100 anos se passam, o local que vivia pacificamente passa a estar em meio a uma crise. Um dos conselheiros da princesa Zelda, Chancellor Cole, a trai com a intenção de reviver o demônio Malladus. Cabe a Link e ao fantasma de Zelda recuperarem as Spirit Tracks e a Tower of Spirits para deter o vilão.

  • Data de lançamento original: 7 de dezembro de 2009
  • Plataformas: Nintendo DS, Wii U

18. Hyrule Warriors: Age of Calamity

Desenvolvido pelo estúdio Omega Force e publicado pela Nintendo em conjunto com a Koei Tecmo, Hyrule Warriors: Age of Calamity se passa 100 anos antes do que o jogador enfrenta em Breath of the Wild. Desse jeito, é possível conhecer mais sobre Zelda, Link e os campeões durante a chamada Great Calamity. A jogabilidade é focada em hack ‘n slash e musou, muito similar à série Dinasty Warriors.

  • Data de lançamento original: 20 de novembro de 2020
  • Plataformas: Nintendo Switch

19. The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Link acorda de um profundo sono 100 anos após vivenciar os acontecimentos da Great Calamity. Ele descobre que Hyrule está tomada pelas forças de Calamity Ganon, inclusive o antigo castelo do reino. Para derrotar o vilão, o protagonista precisa das forças das Bestas Divinas e dos espíritos dos antigos campeões.

  • Data de lançamento original: 3 de março de 2017
  • Plataformas: Wii U, Switch

20. The Legend of Zelda: Breath of the Wild 2

Com poucas informações divulgadas até o momento de publicação deste artigo, a sequência de Breath of the Wild parece se encaixar na linha do tempo de Zelda logo após o título de mundo aberto. Não há nem um título oficial designado ainda. Porém, a história parece trazer uma nova ameaça e um novo local para Link explorar.

  • Data de lançamento original: 2022
  • Plataformas: Nintendo Switch

Ufa! Espero que agora você compreenda melhor a linha do tempo maluca da franquia de The Legend of Zelda. Quais desses jogos você já jogou? Qual o seu favorito?

Com informações: Nintendo.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando