Início » Finanças » Jovens roubam US$ 800 mil em bitcoin e pais são processados

Jovens roubam US$ 800 mil em bitcoin e pais são processados

Dois adolescentes britânicos roubaram 16,4 bitcoins (BTC) de um homem americano através da de um malware em 2018; vítima processa jovens e seus pais três anos depois

Bruno Ignacio Por

Um homem americano possuía o que hoje equivale a aproximadamente US$ 800 mil em bitcoin (BTC) em 2018. Andrew Schober, que hoje vive no Colorado, foi vítima de um malware que, na época, levou seus 16,4 BTC. Após meses trabalhando com investigadores, ele finalmente identificou os criminosos, Benedict e Oliver, que não passavam de adolescentes quando invadiram a carteira digital. Agora, a vítima está processando os dois jovens e seus pais sobre o ocorrido.

Homem processa dois jovens e seus pais por roubo de quase US$ 800 mil em bitcoin (Imagem: Executium/ Unsplash)
Homem processa dois jovens e seus pais por roubo de quase US$ 800 mil em bitcoin (Imagem: Executium/ Unsplash)

Benedict Thompson e Oliver Read são atualmente dois jovens adultos britânicos que estudam ciência da computação em universidades no Reino Unido. Mas, em 2018, eles levaram 16,4 bitcoins da carteira digital de Andrew Schober quando ainda eram menores de idade. A quantia hoje vale cerca de US$ 785 mil, e a vítima quer reaver a fortuna a todo custo.

De acordo com documentos judiciais apresentados no tribunal federal dos Estados Unidos no Colorado, Schober só encontrou os dois supostos culpados depois de passar meses trabalhando com especialistas em rastreamento de transações de criptomoedas. Até chegar nos jovens, ele gastou cerca de US$ 10 mil com múltiplos detetives particulares.

O processo diz que esses investigadores conseguiram rastrear o roubo ao identificar um problema de segurança cibernética bastante básico. Eles descobriram que, quando Schober baixou um certo aplicativo de carteira de criptomoedas chamado “Electrum Atom”, ele veio junto com um vírus projetado para espionar a área de transferência de seu computador. Quando Schober tentou enviar seus 16,4 bitcoins copiando e colando o endereço de sua carteira digital, o malware trocou aquela longa sequência de números e letras por outra que levava ao endereço controlado pelos adolescentes.

“Aqui, o Sr. Schober acreditava que estava realizando uma transferência apenas para sua própria carteira de criptomoedas”, diz o processo. “Mas por causa do malware, Benedict, Oliver, ou ambos interceptaram e alteraram as comunicações entre o Sr. Schober e o blockchain do bitcoin”, afirma o documento judicial.

Vítima contatou famílias dos jovens em 2018

Na realidade, a ação movida por Schober é uma espécie de último recurso. Antes de prosseguir com um processo civil, ele na verdade contatou os pais de um dos adolescentes diretamente para pedir por seus bens de volta.

“Parece que seu filho tem usado malware para roubar dinheiro de pessoas online… Temos todas as evidências necessárias para provar sua culpa… perguntem a ele. Ele pode ter pensado que estava fazendo uma piada inofensiva, mas isso teve sérias consequências para minha vida.”

Disse Andrew Shober na carta

Como não obteve resposta, a vítima deu início a um processo civil em maio deste ano. Neste mês, ele finalmente recebeu uma resposta de um dos pais, Hazel Wells. Ela entrou com uma moção em 09 de agosto pedindo para representar a si mesma e a seu filho, incluindo uma captura de tela da carta que foi enviada a cada um dos pais.

Nenhuma das famílias está negando que seus filhos roubaram quase US$ 800 mil em bitcoin de um homem desavisado e em outro continente. Em vez disso, o argumento de sua defesa gira em torno do fato de Schober ter esperado três anos para entrar com o processo e decidir incluir a família dos jovens nele, por isso “suas reivindicações deveriam ser rejeitadas”. O tribunal federal dos Estados Unidos ainda precisa decidir se aceita ou não o caso.

Com informações: Krebs on Security

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diego Nascimento (@Dieg0)

Que cara de pau da defesa alegar qualquer coisa. O dinheiro é do cara, tem que ser devolvido e ponto!

Tem um errinho no texto:

ao enderenço controlado