Início » Aplicativos e Software » Windows 11 pode ficar sem atualização em PCs antigos, avisa Microsoft

Windows 11 pode ficar sem atualização em PCs antigos, avisa Microsoft

Microsoft deixará instalar Windows 11 em PCs sem TPM ou com processador "antigo"; computador não terá atualizações nem correções de segurança via Windows Update

Felipe Ventura Por

A Microsoft cedeu à pressão e liberou o Windows 11 em PCs oficialmente incompatíveis, ou seja, sem chip TPM ou com um processador lançado há mais de 5 anos. No entanto, a instalação deverá ser feita de forma manual, e o sistema não receberá atualizações via Windows Update – e pode ficar até mesmo sem correções automáticas de segurança.

Lenovo Legion 7 com Windows 11 (Imagem: Divulgação)
Lenovo Legion 7 com Windows 11 (Imagem: Divulgação)

O Windows 11 exige um processador que esteja entre os modelos suportados pela Microsoft. Essa lista oficial foi expandida com as séries Intel Core X e Xeon W, além do Core i7-7820HQ; mas, no geral, só chips lançados a partir de 2017 são compatíveis.

Além disso, a Microsoft requer que o PC tenha um TPM (Trusted Platform Module) na versão 2.0. Esse módulo de segurança traz uma proteção maior contra malware.

Na última sexta-feira (27), a Microsoft confirmou que o Windows 11 poderá ser instalado em PCs sem esses requerimentos. Porém, a instalação precisa ser feita manualmente, por meio de ISO, e é recomendada somente para empresas.

Windows 11 sem atualizações automáticas

No sábado (28), tivemos mais uma surpresa: o Windows 11 corre risco de não receber nem atualizações de segurança. Ao The Verge, a Microsoft explica:

“os PCs sem suporte não terão direito a receber atualizações do Windows, e até mesmo as atualizações de segurança e de drivers podem ser retidas.”

Isso levantou a dúvida: se o Windows 11 está com exigências maiores para atender a requisitos de segurança – caso do módulo TPM – por que a Microsoft ameaça deixar diversos PCs sem atualizações de segurança?

A ideia talvez seja desestimular usuários a colocarem o Windows 11 em computadores incompatíveis, sinalizando que não haverá suporte oficial nem garantias.

Afinal, manter o PC atualizado será mais trabalhoso: por exemplo, você teria que visitar o site da fabricante para obter drivers mais recentes, e acessar o site Catálogo Microsoft Update para baixar correções de bugs e de brechas de segurança. Talvez alguém crie uma ferramenta não-oficial para lidar com isso – já existe o WSUS Offline Update, por exemplo – só que é mais outro problema para você se preocupar.

Windows 11 (Imagem: Windows / Unsplash)
Windows 11 (Imagem: Windows / Unsplash)

Vale lembrar que a Microsoft já disponibilizou patches de segurança até mesmo para o Windows XP anos após o fim do suporte para resolver problemas graves explorados por ransomware, então ela deve fazer algo semelhante no caso do Windows 11.

Ainda assim, a Microsoft – famosa por se comunicar mal quando realiza mudanças polêmicas – se recusou a dar mais detalhes sobre o assunto por enquanto.

A prioridade da empresa é ajudar a estimular a venda de PCs: a conta oficial do Windows do Twitter explica que o Windows 11 chegará no final de 2021 pré-instalado em computadores novos, e será oferecido a dispositivos com Windows 10 a partir de 2022.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Igor (@igor_meloil)

Daqui até o fim do ano a M$ muda de ideia da mesma forma q mudou com os requisitos do sistema. Não vai ser nem surpresa quando acontecer.

André (@andre00)

Windows 10 vai ser o novo Windows 7. O período de suporte vai acabar e o pessoal vai continuar usando mesmo assim, forçando a MS a continuar aplicando atualizações de segurança por vários anos.

@Credulos

Deixa a galera fazer pressão que ela muda de ideia rapidinho, coisa ridícula, esta na cara que isso esta além da falta de compatibilidade, ficar criando empecilhos ridículos de engana trouxa.

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Tô testando o Windows 11 em um PC não compatível e olha, se a MS manter isso, nem vai fazer falta… talvez seja até um ponto positivo!

O Windows 10 é melhor em todos os quesitos que o Windows 11. Teve algumas mudanças estéticas bonitinhas, mas só isso.

Em desempenho tá pior (considere q seja Beta), mas o que mais pesou foi a remoção de vários recursos!

Por exemplo: o arrastar e soltar foi removido. Toda hora me vejo arrastando algum arquivo pra determinado aplicativo e, adivinhe, não funciona!

Isso além da remoção de vários atalhos. Um desses foi o menu Conectar, do Bluetooth.

Agora se quero conectar um dispositivo Bluetooth, tenho de abrir o novo Configurações e sair procurando entre vários menus pra encontrar o fone de ouvido.

Antes, bastava abrir a central de notificações e já tinha um botão “Conectar”.

JulioCampos (@juliocesar)

Que lambança! Confusão total. Se mantivesse firme com os requisitos iniciais, muitos já estariam conformados, mas não, fica lançando esperanças ao vento para estar sempre no radar das críticas.

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Minha experiência, apenas. Se não fosse um saco reinstalar o sistema, já teria voltado pro W10.

Enquanto isso, continuo no W11 e torcendo q a MS adicione as funções que removeram, embora eles já meio que deixaram claro que não vão fazer isso tão cedo.

Quem sabe num W12 haha

Pierre (@pierrediniz)

O Vista pelo menos a gente só descobriu que era ruim depois do lançamento. O Windows 11 já vai nascer queimado desde o dia 1.

Hélio Márcio Filho (@heliommsfilho)

Como o Satya Nadella depois de anos de boas decisões está deixando isso acontecer? Bom, pra mim isso só prova uma coisa: A Microsoft não mais ligando para o Windows em desktops como antes.

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

A Microsoft só abriu exceção pra esse modelo porque ele foi utilizado no Surface Studio 2. Se não fosse isso eu duvido muito que suportariam qualquer modelo da 7ª geração…