Início » Gadgets » Fone Bluetooth Edifier X5: som aberto e poucos avanços

Fone Bluetooth Edifier X5: som aberto e poucos avanços

Edifier X5 é um bom fone de entrada com som aberto, certificação IP55, mas fica devendo avanços significativos em relação ao X3

Darlan Helder Por
Nota Final 7.9
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Após agitar o mercado de fones de entrada com o X3, a Edifier lançou, em 2021, o Edifier X5. O wearable acessível chegou ao país com preço sugerido de R$ 249. Ele tem controle sensível ao toque, Bluetooth 5.0, é resistente à água e à poeira, e promete ser uma boa opção para quem pratica exercícios físicos, já que foi projetado para não cair mesmo com movimentos bruscos.

No som, a empresa fala em “alta performance com decodificação de áudio AptX” e, na autonomia, são seis horas de reprodução com os fones e 21 horas com o estojo. Para saber se ele é tudo isso mesmo, nas últimas semanas eu usei o Edifier X5 como o meu TWS principal e conto o que achei dele nos próximos minutos.

Análise do Edifier X5 em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O Edifier X5 foi fornecido pela Edifier por empréstimo e será devolvido à empresa após os testes. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design, conforto e case

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Edifier X5 tem um visual curioso, pois a parte externa aparenta ser compacta e minimalista, ao mesmo tempo que a área interna, que vai no ouvido, é bem rechonchuda. Esse design, aliás, contrasta bastante com o anterior, Edifier X3, modelo que é extremamente exíguo e sem as perninhas para os microfones. Mesmo simples e todo revestido em plástico, o X5 tem um acabamento generoso e a versão branca que recebemos para este teste ajuda a deixar a construção ainda mais bonita.

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A Edifier apresenta o X5 como uma opção para quem faz exercícios físicos. Cada fone pesa 4,8 gramas e a empresa diz em sua comunicação que os gadgets ficam firmes no canal auditivo sem cair durante as atividades. Além disso, a certificação IPX5 deu lugar ao IP55, em outras palavras, isso quer dizer que eles são resistentes à água e à poeira. Nos meus treinos, a ponteira média, que já vem pré-instalada, ficou instável e até caiu do meu ouvido em alguns momentos; já a pequena foi mais eficiente.

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Com relação ao conforto, o X5 fica bem no ouvido sem gerar incômodos. Eu, porém, só notei um pouco de pressão que, na prática, não deve causar irritação. E, devido a isso, o modelo acaba isolando bem do ruído externo, o que é ótimo tendo em vista que eles não têm tecnologia noise cancelling.

O estojo abriga uma bateria de 500 mAh. Ele tem o mesmo acabamento dos fones, trazendo o logo da Edifier no topo. Apesar de ser bonito, o branco empregado pode pegar algumas manchas com facilidade, então é bom ter em mente que riscos surgirão com o passar do tempo. No mais, ele não traz nenhum botão físico nem LED. E na traseira está a conexão USB-C para alimentação.

Recursos e conectividade

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Os controles sensíveis ao toque são bons e você consegue comandar as faixas em reprodução rapidamente. Um toque pausa e dá play na música, toque três vezes para ir à faixa anterior ou duas vezes para pular para a faixa seguinte. Você ainda pode recusar chamadas telefônicas ou acionar o assistente virtual do aparelho conectado. Só faltou, mesmo, a opção de controlar o volume pelos próprios dispositivos, recurso que o Edifier TWS1 Pro, outro modelo de entrada, já entrega.

Em conectividade, a Edifier não atualizou a versão do Bluetooth e o X5 segue com o Bluetooth 5.0. Ainda assim, o alcance é excelente e os fones não param de reproduzir mesmo com o aparelho um pouco mais distante. A latência para vídeos e jogos também é baixa e, assim como o Redmi AirDots 3, o X5 trabalha de forma independente, isso quer dizer que se você guardar um fone no case, o outro não para de tocar.

Qualidade de som

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O som do Edifier X5 me agradou porque ele é abundante, rico e o excelente cancelamento passivo ajuda a aprimorar a experiência sonora. É um fone que trabalha bem os graves e sub-graves, porém há uma preferência, que são as frequências altas. Os médios são brilhantes, ao mesmo tempo que os agudos podem soar realçados e até congestionados em algumas faixas. Como todo fone de entrada, este dispositivo também tem algumas limitações.

Eu testei o Edifier X5 em cenários diferentes, com pop, jazz, rock, R&B, eletrônica e reggae. Em todos os esses gêneros me chamou a atenção justamente o brilho que ele adiciona. Podemos usar como exemplo Monkey Man, da Amy Winehouse, que salienta os instrumentos agudos, bem como a voz marcante da artista e a canção fica levemente congestionada no início e no final, quando há força entre vocal e instrumentos.

Edifier X5 e Xiaomi Redmi AirDots 3 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 e Xiaomi Redmi AirDots 3 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Em comparação com o Redmi AirDots 3, eu senti que o TWS da Xiaomi reproduz STAY, do Justin Bieber, encorpada, o vocal do artista canadense soa marcante e as batidas são pronunciadas com vida, porém eu pude perceber um pouco de ruído no fundo. No Edifier X5, a mesma música ressoa mais aberta e temos outro cenário interessante: eu tive a impressão que os instrumentos ganham espaço, enquanto o vocal fica em segundo plano e até estridente no refrão.

Microfone e bateria

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O desempenho do microfone é satisfatório para a categoria. Os componentes conseguem reduzir o ruído à sua volta e não há aquele aspecto metalizado, porém, mesmo com a haste para abrigar os microfones, eu achei o áudio baixo. Apesar disso, eu não tive problema ao usá-los em videochamadas e para enviar áudios no WhatsApp.

Em termos de autonomia, o Edifier X5 não fica para trás dos principais concorrentes. São seis horas de reprodução, mas, na verdade, eu consegui ouvir por 8h30min com o volume em 50%, um excelente resultado. Combinados com o case, esse número oficial pula para 21 horas.

Edifier X5: vale a pena?

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Analisando o Edifier X5, eu tive aquela sensação “mais do mesmo”. Não é porque ele é ruim, longe disso, a marca tem acertado bastante na qualidade dos fones de entrada. A grande questão é que eu não vi bons avanços em relação a outros modelos da empresa. Para você ter uma ideia, a autonomia deste TWS é a mesma do X3, assim como a versão do Bluetooth e o grande diferencial fica para o novo design com certificação IP55.

Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Edifier X5 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Entre Edifier X3 e X5, eu fico com o primeiro, sobretudo porque a qualidade sonora dele combina mais com o meu perfil, enquanto o X5 é um produto aberto que peca na estabilidade em alguns momentos. Mas é isso é relativo, quem prefere um som menos fechado, vai curtir o desempenho sonoro deste aparelho aqui analisado. Tudo é questão de gosto. O brilho adicionado, às vezes, aprimora a experiência e acerta; os comandos sensíveis ao toque funcionam muito bem; e na bateria, o baratinho continua se sobressaindo.

Custando R$ 249, o Edifier X5 é um fone que deve desvalorizar nos próximos meses, assim como o X3, que é encontrado por R$ 130 no momento da publicação deste review. Eu também daria uma chance para o Redmi AirDots 3 que, sim, esse trouxe upgrades de verdade em relação ao antecessor.

Fone Bluetooth Edifier X5

Prós

  • Design leve e confortável
  • Geração atual entrega certificação IP55
  • Som aberto vai agradar quem não curte muita batida

Contras

  • Sem diferenciais em relação aos modelos de entrada da marca
  • Não é possível controlar o volume das músicas pelos fones
Nota Final 7.9
Design
8
Bateria
9
Conectividade
8
Conforto
8
Graves
7
Médios
8
Agudos
8
Isolamento
8
Recursos
7

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando