Início » Jogos » Google Maps em 8 bits para NES é piada de 1º de abril que virou realidade

Google Maps em 8 bits para NES é piada de 1º de abril que virou realidade

Youtuber faz Google Maps rodar em um NES usando um cartucho de Doom, um Raspberry Pi e um servidor de gráficos 8-bits

Murilo Tunholi Por

Há 10 anos, o Google fez uma piada de primeiro de abril, na qual a empresa reimaginou o Google Maps como se fosse um jogo de NES, o Nintendinho. Por mais que tenha sido apenas uma brincadeira, alguns usuários se inspiraram no conceito e colocaram a ideia em prática. O youtuber conhecido como Ciciplusplus foi o que chegou mais perto, com um game em 8-bits totalmente funcional.

Google Maps rodando no Nintendinho (Imagem: Reprodução/YouTube ciciplusplus)

No final de agosto, Ciciplusplus publicou um vídeo em que mostrava o jogo do Google Maps rodando em um Nintendinho modificado. Esse game, no entanto, não foi criado pelo youtuber sozinho. Ele mesmo disse ter se inspirado em um projeto anterior, de 2012, do usuário Alastair Aitchison, que recriou mapas do Bing com gráficos do primeiro Legend of Zelda.

O Google Maps do Nintendindo funciona de forma parecida com a versão normal da plataforma. É possível usar os controles do console para navegar pelos países, assim como aproximar e afastar a imagem. No entanto, não há uma barra de busca, então toda a movimentação deve ser feita de maneira manual.

Assista, a seguir, ao vídeo do Google Maps em 8-bits rodando no Nintendinho:

Google Maps usa um cartucho de Doom e um Raspberry Pi

No vídeo, Ciciplusplus mostra que o jogo demora cerca de 30 segundos para abrir e se conectar aos servidores que geram os gráficos em 8-bits por meio de um algoritmo. O game do Google Maps fica dentro de um cartucho de Doom customizado, e todo o processo é feito em um Raspberry Pi.

O jogo não é perfeito, já que demora bastante para navegar pelo mapa usando os direcionais do controle do Nintendindo. Segundo Ciciplusplus, esse projeto é como um piloto e ainda pode ser melhorado por outros modders. No futuro, o youtuber pretende polir o game e liberar o código para o público.

Com informações: SlashGear, Alastair Aitchison.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando