Início » Jogos » 9 jogos de destruição que permitem acabar com o mundo

9 jogos de destruição que permitem acabar com o mundo

Acabando com a humanidade; veja 9 jogos de destruição que permitem acabar com o mundo e toda a vida de seus habitantes

Leandro Kovacs Por

Quem nunca teve um dia de fúria? Pensando melhor, é bom ter ambientes para descontar toda a sua raiva, nada mais seguro que o bom e velho videogame. Veja abaixo, 9 jogos de destruição que permitem acabar com o mundo, pelo menos como o conhecemos. Sejam por opções que levam a destruição ou ato focado neste objetivo, os games contém inúmeros títulos com a possibilidade.

9 jogos de destruição que permitem acabar com o mundo (Imagem: BioWare/Divulgação)

9. Mass Effect 3

Ao escolher o final de destruição em Mass Effect 3, selará o destino da galáxia matando os Reapers e salvando o resto. Junto com esta opção, o geth, e todos os sintéticos se extinguem, mas serão criados novamente.

A cinemática dos momentos finais tem um impacto visual imenso devido às rajadas de fogo que engolem edifícios, criaturas e navios. Se o jogador curte jogos que terminam com um verdadeiro big bang, então este é o final que deve escolher ao terminar Mass Effect 3.

  • Ano de lançamento: 2012
  • Plataformas: Windows, Xbox 360, PS3, Wii U

8. Civilization 6

Em Civilization 5, a arma definitiva do warmonger é o míssil nuclear. Com um alcance de 12, destruindo qualquer cidade dentro do raio de 2 tiles. Em Civilization 6, as armas são ainda mais devastadoras, espalhando destruição em uma área maior, por 20 turnos.

Se o jogador armazenar armas nucleares suficientes e enviá-las para o território do inimigo, acabará destruindo partes significativas do continente e varrendo toda a civilização da face da Terra.

7. Destroy All Humans! Remake

Assuma o papel dos aliens, neste jogo cômico. Cryptosporidium 137 é um membro da raça alienígena dos Furon, que veio à Terra para colher DNA de humanos para continuar o processo de clonagem de sua própria espécie.

Durante o jogo, todos os tipos de atos destrutivos acontecem: como destruir a Área 42 – paródia da Área 51 – com uma bomba atômica e matar um General da Força Aérea chamado “Armquist”.

O ponto alto é quando Crypto consegue assassinar o presidente dos EUA e, além disso, matar brutalmente todos os membros do Congresso dos EUA. Uma série de sequências e spin-offs foi lançada devido ao sucesso de Destroy All Humans!

  • Ano de lançamento: 2016
  • Plataformas: Windows, Xbox One, PS4, Nintendo Switch

6. Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 3

Não é novidade saber que vários personagens do universo Dragon Ball Z têm o poder de destruir o planeta como resultado de seu golpe final, imagina no título que é considerado por muitos fãs o melhor jogo baseado no anime.

O ataque do Freeza de Dragon Ball Z: Budokai Tenkaichi 3, chamado de “Destrua o Planeta!”, é capaz de perfurar um buraco no centro da terra e criar uma explosão em partes de sua superfície. Após a explosão, fica fácil perceber que o planeta é totalmente transformado em um deserto inóspito.

  • Ano de lançamento: 2007
  • Plataformas: PS2, Nintendo Wii

5. Red Faction: Guerrilla

Não destruir o mundo todo, mas sim tudo ao seu redor. O terceiro título da série Red Faction permite ao jogador destruir o que estiver em seu caminho com a marreta em mãos. Ações como quebrar ou bater em diferentes estruturas ou achatar pontes são absolutamente simples e podem até mesmo ajudar o jogador a alcançar objetivos como coletar o resgate e usá-lo como moeda, desbloqueando mais armamento.

Os explosivos são outra forma de destruir coisas na tentativa de acabar praticamente com todas as construções que estão diante do jogador. Red Faction: Guerrilla é a forma de entretenimento ideal para jogadores quando o assunto é destruir o mundo ao seu redor.

  • Ano de lançamento: 2009
  • Plataformas: Windows, Xbox 360, Xbox One, PS3, PS4, Nintendo Switch

4. Mercenaries 2: World in Flames

Outro jogo um pouco mais antigo, para a galera do PS3 e Xbox 360. A história do jogo apresenta um mercenário que está em busca de vingança contra o homem que o traiu e precisa criar a maior quantidade possível de caos e destruição.

A engine do jogo permite colocar fogo em óleo e na folhagem, além de destruir grandes partes do ambiente ao redor. Mercenaries 2: World in Flames é um tipo de jogo que explode tudo e descobrirá que bombas nucleares táticas e ataques de mísseis são fatos comuns que ocupam uma parte importante do jogo.

Para a galera mais nova, o jogo Just Cause 4 segue o mesmo ritmo, podendo destruir e criar todo o caos.

  • Ano de lançamento: 2008
  • Plataformas: Windows, Xbox 360, PS2, PS3

3. Stellaris

Como se não bastasse acabar com o mundo, também podemos acabar com o universo. Situado em um futuro distante, Stellaris tem tudo a ver com navegar no espaço, ampliando sua civilização em um império intergalático.

Dependendo de suas escolhas, pode-se adotar uma abordagem baseada em relações diplomáticas, interagindo com outras formas de vida, criando acordos comerciais e alianças para o bem geral da galáxia. Se o jogador tiver um espírito Darth Vader, a alternativa será mais interessante, podendo explodir todas as outras formas de vida sencientes do espaço.

  • Ano de lançamento: 2016
  • Plataformas: Windows, Mac, Linux, Xbox One, Xbox Series, PS4

2. Star Wars: Empire At War

Por falar em Darth Vader, esse clássico jogo de destruição estratégica para PC é fantástico. O título se passa na época dos Episódios III e IV da série de filmes, o estilo RTS de Star Wars: Empire At War permite que se jogue como a Aliança Rebelde ou o Império Galáctico, com a campanha Rebelde terminando exatamente da mesma maneira que o filme original de 1977, a destruição da Estrela da Morte.

O divertido é jogar como os “bandidos” – o Império Galáctico de Darth Vader –, apenas pelo simples fato de poder, realmente, usar a Estrela da Morte para explodir alguns planetas.

  • Ano de lançamento: 2006
  • Plataformas: Windows, Mac

1. Plague Inc. Evolved

A destruição do mundo não precisa necessariamente ser feita por meio de explosões massivas, mas pode ser causada por doenças. Plague Inc. Evolved testa a criatividade do jogador ao estabelecer a meta de exterminar permanentemente a humanidade, infectando-a com uma doença fatal que precisa ser customizada focada em uma epidemia global.

Existem várias tipificações que podem ser escolhidas, começando com uma bactéria e continuando com vírus, fungos, nanovirus, armas biológicas e muitos mais. Apenas tome cuidado com a ciência, somente ela pode encontrar a cura.

  • Ano de lançamento: 2014
  • Plataformas: Windows, Mac, Linux, Xbox One, PS4, Nintendo Switch
  • Página Oficial: Plague inc. Evolved

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando