Início » Finanças » NFL pode lançar projeto de NFTs e proíbe clubes de venderem ativos próprios

NFL pode lançar projeto de NFTs e proíbe clubes de venderem ativos próprios

NFL, Liga de Futebol Americano, proíbe times de se envolverem com venda de NFTs e criptomoedas e restringe patrocínios de empresas de moedas digitais

Bruno Ignacio Por

A NFL, Liga de Futebol Americano, avisou os times esportivos para não se envolverem com moedas e ativos digitais. Mais especificamente, os clubes estão proibidos de receber patrocínios de empresas de blockchain e criptomoedas e de vender NFTs, ou tokens não fungíveis. Aparentemente, a razão por trás disso seria que a própria NFL estaria desenvolvendo um projeto para lançar cartões colecionáveis e artes digitais oficiais.

NFL, Liga de Futebol Americano (Imagem: Adrian Curiel/ Unplash)
NFL, Liga de Futebol Americano (Imagem: Adrian Curiel/ Unplash)

As informações foram reveladas por uma fonte de dentro da liga esportiva que conversou com o The Athletic. A NFL já é conhecida por ser cautelosa em aderir a novos modelos comerciais, e com o mercado de criptoativos não foi diferente. Dada a crescente adesão de times de basquete e de futebol aos tokens não fungíveis, a organização determinou proibições especificas às equipes americanas afiliadas.

Um dirigente da equipe responsável pelo projeto disse, em condição de anonimato, que os clubes estão agora proibidos de vender e promover criptomoedas e criptoativos dentro de mídias controladas pelas entidades. Também está fora de questão qualquer oferta de patrocínio de empresas relacionadas a ativos digitais e redes blockchain.

NFL pode lançar artes e cards como NFTs

As novas diretrizes deixam claro que NFTs, ou tokens não fungíveis, não poderão ser vendidos pelos clubes. Os chamados “NFTs de equipe” se tornaram particularmente populares no mundo dos esportes, principalmente através da Associação Americana de Basquete (NBA), que lançou o “NBA Top Shot”, projeto liderado pela entidade para criar e comercializar vários tipos de ativos digitais, principalmente cards colecionáveis.

Os NFTs da NBA se tornaram líderes no volume de negociações do mercado durantes vários meses ao longo de 2021. De acordo com dados do site de monitoramento de tokens não fungíveis CryptoSlam, os ativos digitais da NBA Top Shot são o quarto projeto mais valioso do mercado de NFTs, tendo movimentado mais de US$ 700 milhões. Agora, a NFL aparenta estar seguindo a mesma estratégia, centralizando a oferta de cards e artes digitais.

As restrições parecem excluir alguns dos principais nomes em criptoativos esportivos, como a FTX, uma casa de câmbio digital endossada pelo astro do futebol americano Tom Brady que está no centro dos principais projetos de tokens de equipes.

O que ainda é permitido aos clubes da NFL, segundo o funcionário, são relações de patrocínio com “empresas cujo principal negócio é fornecer consultoria de investimento e / ou serviços de gestão de fundos relacionados a criptomoedas, desde que tais direitos de patrocínio de publicidade sejam limitados a promover as marcas corporativas da empresa.”

Com informações: The Athletic

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando