Início » Brasil » Anonymous hackeia site do FIB Bank e publica vídeo contra Bolsonaro

Anonymous hackeia site do FIB Bank e publica vídeo contra Bolsonaro

Anonymous hackeia site do FIB Bank e convoca manifestação contra Bolsonaro; empresa esteve no foco da CPI da COVID por envolvimento em negociação da Covaxin

Giovanni Santa Rosa Por

O site do FIB Bank foi hackeado na noite da última sexta-feira (3). No lugar da página, estava um vídeo de um membro do Anonymous discursando em inglês contra o governo do presidente Jair Bolsonaro e convocando para manifestações de oposição no dia 7 de setembro.

Qual a origem e história do grupo Anonymous? (Imagem: Leandro Kovacs/Tecnoblog)
Os símbolos que identificam o grupo (Imagem: Leandro Kovacs/Tecnoblog)

A conta de Twitter @YourAnonNewsBR, com mais de 330 mil seguidores, atribuiu a ação à célula EterSec e compartilhou o mesmo vídeo.

Os invasores também publicaram uma mensagem em português e inglês. Eles denunciam o que chamam de tentativa de criar uma narrativa para manter Bolsonaro no poder — o presidente tem convocado seus apoiadores para uma manifestação no feriado da Independência do Brasil.

Nesta segunda-feira (6), o site da companhia está “em manutenção”, com uma e-mail de contato para clientes. Ele ainda parece instável — durante a manhã, a página estava fora do ar.

Imagem publicada no site do FIB Bank após ataque hacker
Imagem publicada no site do FIB Bank após ataque hacker (Imagem: Reprodução/FIB Bank)

Ainda é possível ver a página hackeada por meio do Wayback Machine do Archive.org.

Esta não é a primeira ação do Anonymous contra Bolsonaro. Em junho de 2020, uma conta no Twitter atribuída ao grupo divulgou dados pessoais do presidente, de três de seus filhos, de ministros e apoiadores.

FIB Bank ofereceu garantias para compra da Covaxin

O FIB Bank entrou no radar da CPI da COVID por ter oferecido garantias no valor de R$ 80,7 milhões no contrato entre a Precisa Medicamentos e o Ministério da Saúde para compra das vacinas Covaxin, fabricadas pelo laboratório indiano Bharat Biotech. O negócio não chegou a ser concretizado após denúncias de irregularidades.

Apesar do nome, a empresa não é um banco e não tem autorização do Banco Central para atuar como instituição financeira. A companhia tem capital social de R$ 7,5 bilhões mesmo tendo faturamento anual de R$ 1 milhão. Roberto Pereira Ramos Júnior, diretor presidente do FIB Bank, prestou depoimento à CPI no dia 25 de agosto.

Com informações: Poder360

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
12 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Luis Carllos (@XxxStrangeManxxX)

“convocando para manifestações de oposição no dia 7 de setembro.”

O que eu falar aqui pode parecer cruel, mas meu sonho seria ver petistas e Bolsonaristas se matando amanhã na Esplanada ou na avenida paulista kkk

tec_comentarista (@tec_comentarista)

Agora quero ver se eles tem coragem de publicar um vídeo criticando o STF

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Uma organização criminosa, criticando outra organização criminosa, Brasil e suas pérolas. Aliás, cadê o Twitter que ainda não removeu essa página criminosa do ar?

Leonardo Rocha Dias (@Leonardo_Rocha_Dias)

Nem Lula
&
Nem Bolsonaro

Quero um funcionário público qualificado e competente para presidir esse país, que honre o salário pago com nossos altos impostos.

Lucas Monteiro (@lucasmonteiro)

Enfim, o sujo falando do mal lavado.

rafael da valia silva (@rafael_da_valia_silv)

Uma organização criminosa criticando outra organização criminosa.

Luis Carllos (@XxxStrangeManxxX)

Amém

Chega desses populistas que só estão afundando o país, é duro saber que os mesmos ficam afastados durante um tempo e depois retornam (Collor como exemplo).

Eu rezo para que em 2022 o 2º turno não seja entre esses dois adoradores de ditaduras.