Início » Aplicativos e Software » iFood deve começar a oferecer assinatura de pães quentinhos em breve

iFood deve começar a oferecer assinatura de pães quentinhos em breve

Usuários compartilham nova tela de app do iFood, que traz três opções de entrega de pães quentinhos com assinaturas a partir de R$ 34,90

Por

Quem não gosta de um pão quentinho para tomar café da manhã, daqueles com a casquinha crocante e bastante manteiga? Mesmo assim, não é todo mundo que tem tempo ou disposição para ir até a padaria bem cedinho. O iFood vai tentar facilitar isso como qualquer empresa de tecnologia dos anos 2020: com uma assinatura. Isso mesmo, assinatura de pão quentinho.

Pão francês
Pão francês (Imagem: outsideclick/Pixabay)

Entregar pão em casa pode ser novidade nos apps de delivery, mas não é um serviço totalmente inédito. Minha mãe sempre conta que, quando era criança, nos anos 60, o pão e o leite chegavam toda manhã na porta da casa dela, na periferia de São Paulo. Em cidades do interior, isso é relativamente comum até hoje.

Assinatura de pães ainda não aparece para todo mundo

A nova oferta foi encontrada pelo usuário @Athosbr99 no app do iFood. Na imagem que ele compartilhou, há três opções de assinatura.

Uma é semanal, com entrega de quatro pães quentinhos (o app usa essas palavras) em cinco dias da semana por R$ 34,90. Outra é mensal, com entrega em dois dias da semana durante um mês pelo mesmo valor. Há ainda um segundo plano mensal, mas ele não aparece no print.

No meu app do iFood, a assinatura de pães quentinhos ainda não chegou, e o mesmo usuário disse no tweet seguinte que não consegue mais acessar a tela. O Tecnoblog entrou em contato com a empresa para saber se o programa já foi lançado oficialmente, mas não obteve resposta até o momento.

iFood e concorrentes investem em entregas de mercado

A pandemia aumentou a procura por entregas. Se antes o delivery era focado em restaurantes, a necessidade de distanciamento social fez muita gente recorrer a compras virtuais de itens de mercado, farmácia e pet shop.

Tela principal do iFood no iPhone (Imagem: Ronaldo Gogoni/Tecnoblog)
Tela principal do iFood no iPhone (Imagem: Ronaldo Gogoni/Tecnoblog)

As empresas se mexeram nesse sentido. O iFood agora tem abas exclusivas para mercado, bebidas, farmácia e pet shop, e promete entregar em até 15 minutos em alguns casos.

A Uber, que havia comprado a startup de entregas de mercado Cornershop em 2019, colocou a tecnologia no app do Uber Eats e expandiu sua atuação no Brasil.

A mudança de hábito atraiu empresas que não tinham uma atuação tão forte nesse nicho. É o caso da Americanas, que passou a entregar também compras de supermercado e restaurantes com seu Americanas Delivery — a promessa é que os produtos cheguem em 30 minutos.

E, como não poderia deixar de ser, supermercados lançaram seus próprios serviços: Extra e Pão de Açúcar, por exemplo, contam agora com entrega em até duas horas.