Início » Aplicativos e Software » Apple Fitness+ chega ao Brasil este ano com treinos via iPhone e Apple Watch

Apple Fitness+ chega ao Brasil este ano com treinos via iPhone e Apple Watch

Apple Fitness+ é um programa de treinos por assinatura; serviço vai ser expandido para vários países, incluindo o Brasil

Emerson Alecrim Por

O Apple Fitness+ foi anunciado há um ano, mas não estava disponível no Brasil. Em breve, vai ser diferente: junto com o lançamento do iPhone 13, a Apple anunciou, nesta terça-feira (14), a expansão de seu programa de exercícios para mais países. Sim, o Brasil está entre eles.

Apple Fitness+ (imagem: divulgação/Apple)
Apple Fitness+ (imagem: divulgação/Apple)

A companhia criou o Apple Fitness+ para ser um serviço que oferece vários tipos de treinos, como dança, esteira, ciclismo e ioga. Todos podem ser acompanhados pelo usuário em um iPhone, iPad ou Apple TV e monitorados em um Apple Watch.

No Apple Fitness+, os dois dispositivos trabalham de modo sincronizado. Quando um exercício é iniciado no iPhone, iPad ou Apple TV, por exemplo, a mesma atividade é imediatamente inicializada no Apple Watch. Os dados monitorados incluem frequência cardíaca, calorias queimadas e duração do exercício.

De modo geral, a ideia do serviço é permitir que o usuário crie uma rotina consistente de atividades físicas, razão pela qual os treinos disponíveis foram desenvolvidos por instrutores profissionais e são classificados em níveis — de iniciantes a usuários avançados.

Apple Fitness+ no Brasil

O Apple Fitness+ foi lançado em 2020 nos seguintes mercados: Austrália, Canadá, Estados Unidos, Irlanda, Nova Zelândia e Reino Unido. Com o anúncio de hoje, mais de 20 países passarão a ser atendidos oficialmente pelo serviço, incluindo Brasil e Portugal.

A Apple só não revelou quando. Por enquanto, a única informação disponível sobre data é a de que o Apple Fitness+ será expandido para 15 países ainda em 2021.

Apple Fitness+ no iPhone e Apple Watch (imagem: divulgação/Apple)
Apple Fitness+ no iPhone e Apple Watch (imagem: divulgação/Apple)

Os exercícios serão os mesmos que são oferecidos nos países de língua inglesa e, pelo menos inicialmente, não haverá dublagem. A Apple promete disponibilizar legendas em seis idiomas, no entanto. Provavelmente, o português estará entre eles.

Preço é outro detalhe ainda não conhecido. Para fins de comparação, nos Estados Unidos, o Apple Fitness+ custa US$ 9,99 por mês ou US$ 79,99 por ano. O primeiro mês é gratuito e cada assinatura pode ser compartilhada com até cinco membros da família.

Novos exercícios

Além da expansão para mais países, o Apple Fitness+ vai incrementar as modalidades de treino. A partir de 27 de setembro, o serviço irá oferecer conteúdo sobre meditação guiada com base em nove temas: propósito, bondade, gratidão, consciência, criatividade, sabedoria, calma, foco e resiliência.

Meditação no Apple Fitness+ (imagem: divulgação/Apple)
Meditação no Apple Fitness+ (imagem: divulgação/Apple)

Na mesma data, também haverá novos exercícios de condicionamento físico baseados em Pilates. Esses treinos terão opções de duração de 10, 20 e 30 minutos.

A Apple também promete liberar treinos para que usuários que gostam de praticar esportes de inverno (como esqui) possam se preparar para eles.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando