Se a nossa categoria Lei e Ordem fosse um hotel, eu diria que ela está superlotada e com hóspedes saindo pela janela nessa semana. Esse já é o quarto ou quinto post nessa categoria e a semana ainda nem começou direito. Mas fazer o quê, parece que as empresas de tecnologia resolveram gastar o seu orçamento com advogados antes do ano acabar. Dessa vez quem está sendo processado é o Facebook e por algo que eles fizeram certo: seus controles de privacidade.

Uma empresa americana chamada Walker Digital abriu na semana passada um processo contra a rede social de Mark Zuckerberg porque, segundo ela, o Facebook não licenciou uma patente da qual a Walker é dona. Segundo o documento do processo, o “Facebook é uma ferramenta social que permite o compartilhamento de informações por meio de as configurações de privacidade que são selecionadas pelo usuário”.

Já o texto da patente basicamente descreve um sistema que permite um usuário controlar e gerenciar a liberação das suas informações ou da sua identidade para outro sistema. Soa familiar? Pois é. Segundo o TechCrunch, que conseguiu uma cópia do documento, a patente foi registrada há mais de 10 anos.

Mas isso não é motivo para aceitar o processo e pedir a licença, segundo um porta-voz da rede social, que chamou a ação judicial de “completamente frívola” além de dizer que pretende lutar contra ele custe o que custar.

Com informações: TechCrunch.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alexandre
vai ser uma formiguinha contra um elefante
Erick
Por isso eu digo que patente é algo ultrapassado. Principalmente estas genéricas!
João Pedro C. Motta
É uma patente inutilizada, ou seja, ele fez o conceito mas não colocou em prática, o facebook pode alegar isso.
João Pedro C. Motta
Todo mundo quer tirar uma casquinha do Facebook em..
kylefurtado
Processar o Orkut é como assaltar um mendigo. É praticamente inútil, pois não é uma rede social tão abrangente no mercado mundial.
Marcell Almeida
Nesse caso essa empresa pode até ganhar se for levar em conta que foi registrado a mais de 10 anos.
Bruno Gall
Cara, patente = dor de cabeça para muitos
@marciohuser
E assim segue os oportunistas: gente que diz que descreveu e patenteou anos atrás práticas de uso que todos atualmente são obrigados a utilizar, só para tentar arranjar uma graninha fácil. Moleza, né? Que nem aquela empresa sei lá da onde (acho que da Ásia) que tentou processar TODO MUNDO por utilizar um recurso que remete para outras páginas da internet, mediante o clique sobre um texto especialmente demarcado. Soa familiar? (tem anos, essa história, perdi o link e não achei no Google. Agora estou duvidando de mim mesmo, mas eu lembro claramente dessa história) :D
@juanlourenco
Odeio patentes super abrangentes (como as que vem gerando infinitos processos entre as fabricantes de celulares)... Obs.: Orkut, se cuide