Início » Celular » Xiaomi Redmi 10, com câmera quádrupla de 50 MP, é aprovado pela Anatel

Xiaomi Redmi 10, com câmera quádrupla de 50 MP, é aprovado pela Anatel

Xiaomi Redmi 10 chama a atenção pela câmera quádrupla de 50 megapixels, tela de 90 Hz e bateria grande na ficha técnica intermediária

Bruno Gall De Blasi Por

A Anatel deu o sinal verde para o Xiaomi Redmi 10 ser comercializado no Brasil. Nesta terça-feira (14), a Agência Nacional de Telecomunicações homologou o celular da Xiaomi, que chama a atenção pela câmera quádrupla de 50 megapixels. A bateria grande, de 5.000 mAh, e a tela de 90 Hz são os demais destaques do smartphone.

Xiaomi Redmi 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Xiaomi Redmi 10 foi homologado pela Anatel (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O telefone foi aprovado pela agência a pedido da DL Eletrônicos, que distribui os produtos da marca no país. A documentação aponta para um celular da Xiaomi de modelo “21061119AL”, que é identificado comercialmente como Redmi 10. O certificado de conformidade aponta somente uma unidade fabril, localizada na China.

A documentação ainda cita a presença da bateria BN5A no telefone. Uma foto da peça indica que o componente possui capacidade típica de 5.000 mAh, a mesma da edição convencional do Redmi 10. A capacidade nominal é de 4.900 mAh.

Ainda não há previsão de data e preço de lançamento do celular no Brasil.

Bateria do Xiaomi Redmi 10 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Bateria do Xiaomi Redmi 10 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Xiaomi Redmi 10 tem câmera quádrupla de 50 MP

O lançamento do Xiaomi Redmi 10 aconteceu em agosto. Na ocasião, a Xiaomi apresentou um celular intermediário com câmera quádrupla de 50 megapixels, que está alocada em uma base similar ao módulo do Mi 10 Ultra. A tela de 6,5 polegadas com taxa de atualização de 90 Hz também chama a atenção.

A ficha técnica é liderada pelo processador MediaTek Helio G88 e a memória RAM de até 6 GB. O smartphone ainda traz edições com armazenamento de 64 GB ou 128 GB. A bateria do Redmi 10 que foi homologado é de 5.000 mAh; a variante indiana, conhecida como Redmi 10 Prime, oferece um componente de 6.000 mAh.

O Xiaomi Redmi 10 alcançou as prateleiras em 20 de agosto de 2021. O preço sugerido, na época, começava em US$ 179, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, e ia até US$ 219, com 6 GB de RAM e 128 GB de espaço. Os valores equivalem a cerca de R$ 940 e R$ 1.150, respectivamente, em conversão direta.

Colaborou: Everton Favretto

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando