Início » Antivírus e Segurança » Malware “BloodyStealer” rouba contas no Steam, Epic Store e Origin

Malware “BloodyStealer” rouba contas no Steam, Epic Store e Origin

O "BloodyStealer" é um malware do tipo Trojan que rouba dados de usuários de plataformas de jogos nos computadores e celulares

Murilo Tunholi Por

Um novo malware chamado BloodyStealer está sendo usado para roubar contas de jogadores em plataformas de games, como Steam, Epic Games Store e Origin. Descoberto por pesquisadores de segurança da Kaspersky, esse software malicioso do tipo Trojan — ou cavalo de Troia — é mais perigoso que os demais por ser difícil de detectar e por ser comercializado na deep web com preços baixos.

Usuários de plataformas de jogos são alvos de ataques de malware (Sora Shimazaki/Pexels)
Usuários de plataformas de jogos são alvos de ataques de malware (Sora Shimazaki/Pexels)

Identificado pela primeira vez em março deste ano, o BloodyStealer é capaz de roubar informações confidenciais sem dificuldade, incluindo cookies, senhas, dados bancários, números de cartões de crédito e credenciais de login das plataformas. Além das plataformas citadas acima, o malware também ataca usuários da PSN, GOG, Battle.net, Ubisoft Connect, Rockstar Games, Humble Bundle e Itch.io.

Os dados roubados são comercializados em fóruns clandestinos da deep web por preços muito baixos, já que a venda ilegal de bens digitais e contas de jogos está em alta, segundo uma pesquisa da Kaspersky. É possível encontrar pacotes com credenciais de 1 mil usuários por US$ 14,20 (cerca de R$ 77), por exemplo.

Contas roubadas são vendidas em pacotes com milhares de credenciais na deep web (Imagem: Divulgação/Kaspersky)

O que mais preocupa os especialistas em segurança da Kaspersky é o BloodyStealer poder escapar de softwares de detecção e ser protegido contra engenharia reversa e outros métodos de análise. A licença de uso do malware também é barata — menos de US$ 10 (R$ 54) por mês ou US$ 40 (R$ 217) pela assinatura vitalícia —, facilitando a utilização em massa do Trojan.

Até o momento, a Kaspersky identificou ataques usando o BloodyStealer na Europa, América Latina e região da Ásia-Pacífico.

Anúncio do BloodyStealer em fóruns da deep web (Imagem: Divulgação/Kaspersky)

Kaspersky dá dicas para evitar ataques por malwares

Para se proteger e evitar que as credenciais sejam roubadas por malwares de qualquer tipo, a Kaspersky recomenda seguir algumas práticas simples de segurança ao usar o computador e internet. A mais importante de todas é ativar a autenticação de dois fatores em todas as contas que puder.

Em seguida, a empresa recomenda verificar o endereço de todos os sites que solicitem login e senha para entrar e não acessar links enviados em chats de jogos. Também é importante usar ferramentas adicionais de segurança, como antivírus, tanto no computador quanto no celular, se for possível.

Com informações: BleepingComputer, Kaspersky.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Em breve nos ativadores e cracks da sua preferência… hahaha