Início » Brasil » São Paulo começa a testar pagamento de passagem de ônibus com QR Code

São Paulo começa a testar pagamento de passagem de ônibus com QR Code

Passageiro compra o bilhete pelo celular, recebe o QR Code na tela e passa no leitor da catraca; teste vai durar seis meses e envolve 17 ônibus

Giovanni Santa Rosa Por

São Paulo está testando uma nova forma de pagar a tarifa do ônibus: com QR Code. A ideia é que passageiros paguem antecipadamente o bilhete usando o app SP Pass. Na catraca, um validador lê o código na tela do celular.

Terminal de ônibus em São Paulo
Terminal de ônibus em São Paulo (Imagem: Wilfredor/Wikimedia Commons)

O teste acontece apenas nos 17 ônibus da linha 4031-10 (Parque Santa Madalena–Metrô Tamanduateí) e terá duração de seis meses.

Quem pagar com QR Code não terá os benefícios de integração do Bilhete Único, que permite embarcar até quatro ônibus em três horas com o valor de uma única passagem ou ônibus mais trem ou metrô pagando um valor reduzido.

SP Pass é uma carteira digital

A novidade é fruto de uma parceria da SPTrans, empresa que administra os ônibus de São Paulo, com a startup UPM2, que desenvolveu o sistema de pagamento e o super app SP Pass.

Aplicativo SP Pass
Aplicativo SP Pass (Imagem: Reprodução/App Store)

O SP Pass está disponível para Android e iOS. Ele é, na verdade, uma carteira digital, com direito a cartão pré-pago virtual, pagamento de contas, recarga de celular e compra de créditos de serviços como 99 e bicicletas do Itaú.

Para comprar o bilhete, o passageiro deve baixar o app, abrir sua conta, depositar dinheiro na carteira (por boleto, cartão, transferência ou em lotéricas) e, finalmente, comprar a passagem de ônibus.

Pagamento com cartão chegou em 2019

Em seu comunicado à imprensa, a SPTrans destaca que o pagamento por QR Code é uma boa opção para turistas. Assim, eles não precisam de dinheiro em espécie para embarcar no transporte coletivo — o Bilhete Único necessita de cadastro e impressão de um cartão personalizado.

Uma alternativa que pode ser interessante para quem está só visitando a cidade é o pagamento por NFC, seja com o celular ou com um cartão de débito ou crédito contactless.

Validador para pagamento contactless em ônibus
Validador para pagamento contactless em ônibus (Imagem: Tecnoblog)

O programa começou a ser implantado em setembro de 2019, inicialmente em 200 ônibus. Os veículos que aceitam cartão têm uma etiqueta amarela na porta, com quatro ondas. Jundiaí (SP) e Rio de Janeiro (RJ) contam com tecnologias semelhantes no transporte público.

Metrô e CPTM já adotaram QR Code

O pagamento com QR Code é novidade nos ônibus da capital paulista, mas já existe nas estações de metrô e trem desde 2020.

Catraca com validador de QR Code (imagem: divulgação/Metrô de São Paulo)
Catraca com validador de QR Code (imagem: divulgação/Metrô de São Paulo)

O sistema é chamado de Top e funciona com códigos impressos em papel (como uma nota fiscal de mercado ou um recibo de maquininha de cartão) ou exibidos na tela do celular.

Eles substituíram os antigos bilhetes magnéticos, que eram inseridos nas catracas. As bilheterias do Metrô e da CPTM serão fechadas até o fim de 2021.

Com informações: SPTrans

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

LekyChan (@LekyChan)

Bem vindo isso, dia 26 fui para SP fazer a prova do concurso do BB, e usei o app da TOP para pagar o metrô via QR Code, por via das duvidas eu comprei as passagens no dia 25 e por medo de não ter dados moveis quando eu entrasse na estação usei a opção de baixar uma imagem para a memoria do celular.
O reconhecimento do QR Code foi rápido na catraca, fora que não precisei pegar fila da bilheteria.