Início » Telecomunicações » O que é SSID da rede? [Identificador de Conjunto de Serviços]

O que é SSID da rede? [Identificador de Conjunto de Serviços]

A nomenclatura que identifica uma conexão; saiba o que é SSID da rede, como funciona e qual é a melhor forma de uso

Leandro Kovacs Por

A sigla SSID é normalmente encontrada em ambientes que possuem conexão Wi-Fi. Veja abaixo, o que é SSID da rede e entenda como é seu funcionamento. Existem formas interessantes de utilizar a função de rede na hora de configurar uma conexão sem fio. O uso vai de prevenir o acesso a informações sensíveis de negócios até evitar conexões em uma rede desconhecida.

O SSID serve para identificação e conexão em uma rede Wi-Fi (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Identificador

O SSID — Service Set Identifier ou Identificador de Conjunto de Serviços — de uma rede Wi-Fi é o termo técnico para seu nome de rede. Por exemplo, se existir uma placa dizendo para se conectar a uma rede com um SSID de “Airport WiFi”, só é necessário abrir a lista de redes sem fio próximas e entrar na rede com o mesmo nome.

Em uma rede sem fio padrão, um “conjunto de serviços” refere-se a uma coleção de dispositivos wireless com os mesmos parâmetros. Portanto, o SSID é o identificador (nome) que informa a qual conjunto de serviços (ou rede) deve-se ingressar.

Os SSIDs são projetados para ser um nome exclusivo e diferenciar várias redes Wi-Fi na mesma área, para que se possa conectar à rede correta. Eles são usados por todos os tipos de pontos de acesso Wi-Fi, incluindo redes Wi-Fi públicas e redes domésticas.

Os fabricantes de roteadores geralmente fornecem um SSID padrão como “Linksys” ou “Netgear”, mas pode-se alterar para o que quiser — tendo acesso administrativo à rede Wi-Fi.

Dicas de uso para SSIDs

Segurança para os negócios

Os usuários podem atribuir mais de um SSID a um ponto de acesso. O uso de vários SSIDs permite que os usuários acessem diferentes redes, cada uma com diferentes políticas e funções, aumentando a flexibilidade e eficiência da infraestrutura.

Um bom exemplo é o proprietário de um restaurante configurar uma rede para clientes e uma rede para funcionários. As duas redes podem usar a mesma infraestrutura física, mas teriam dois SSIDs diferentes, o que ajudaria a evitar que os clientes pudessem acessar informações confidenciais contidas nos servidores do restaurante, como planilhas de faturamento, fornecedores etc.

Proteção de redes domésticas

  • Se uma rede não tiver opções de segurança sem fio habilitadas — principalmente senha —, qualquer pessoa pode se conectar a ela sabendo apenas o SSID;
  • Usar um SSID padrão aumenta a possibilidade de que outra rede próxima tenha o mesmo nome, confundindo os dispositivos sem fio. Quando ele descobre duas redes com o mesmo nome, poderá se conectar automaticamente àquela com um sinal mais forte, o que pode ser uma escolha insegura;
  • O SSID escolhido para uma rede doméstica deve conter apenas informações genéricas. Alguns nomes induzem, sem necessidade, os hackers a atacar algumas redes em detrimento de outras.

Com informação: How to Geek, Webopedia.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando