Início » Jogos » 10 jogos marcantes do PS Vita para aproveitar no portátil da Sony

10 jogos marcantes do PS Vita para aproveitar no portátil da Sony

Confira uma lista variada com 10 jogos do PS Vita que garantem qualidade e diversão em diversos estilos para a biblioteca do portátil

Por

O PlayStation Vita, portátil da Sony lançado em dezembro de 2011 no Japão contava com muitos recursos como a tela sensível ao toque, touchpad, giroscópio e recursos que utilizavam a internet. O aparelho pode não ter feito tanto sucesso quanto seu predecessor, mas teve uma biblioteca com ótimos títulos que justificavam sua compra. Confira 10 jogos marcantes do PS Vita.

PS Vita tela inicial
PS Vita (Imagem: Aleks Dorohovich/ Unsplash)

A lista não é um “do pior para o melhor”, a ideia é apresentar jogos de qualidade que aproveitam os recursos do portátil, então fique a vontade para montar a sua ordem de preferência. Aqui há um pouco de tudo: shooters, jogos indie, ação, RPG, luta e mais. Explicações dadas, vamos começar.

10. Hotline Miami

Hotline Miami é daqueles jogos que pode ser visto de várias maneiras. Desde um shooter com visão aérea até um jogo de quebra-cabeças, em que algumas vezes você de fato quebra umas cabeças.

A união entre jogabilidade de tiro com a necessidade de planejar bem o seu trajeto e os ataques aos inimigos de forma que você saia vivo das fases, criando uma sequência de abates perfeitos e marcando muitos pontos torna o game algo viciante.

O visual lembra um pouco GTA 2, o personagem pode usar diversas máscaras que garantem habilidades diferentes e a combinação com uma ação rápida, fazem deste game uma ótima experiência.

9. BlazBlue: Chrono Phantasma

O PS Vita também é uma plataforma interessante para jogos de luta. Eu poderia citar Mortal Kombat, mas a escolha aqui é Blazblue Chrono Phantasma, título da Arc System Works. O jogo tem uma gameplay rápida, fluída com mecânicas profundas e muitas possibilidades de criação de combos, além de bastante conteúdo, sendo uma boa opção para diversão fora de casa.

8. Soul Sacrifice

Soul Sacrifice é um RPG criado por Keiji Inafune, que conta com uma mecânica peculiar: sacrificar partes do corpo e almas dos inimigos e aliados para sobreviver ou obter vantagens durante os combates. É um sistema que parece um pouco complexo no início, mas com algum treino fica divertido e pode te prender por horas enquanto cria estratégias variadas.

O game teve uma segunda versão chamada Soul Sacrifice Delta que fez correções e inseriu ainda mais conteúdo, sendo sua versão definitiva do título.

7. Guacamelee

A lista não poderia ficar sem um metroidvania. Em Guacamelee controlamos Juan Aguacate, um agricultor que deve salvar sua amada de Carlos Calaca, um esqueleto maligno vindo do mundo dos mortos.

O jogo tem uma gameplay que mistura plataforma, exploração, um combate que conta com inspirações em jogos de luta, em que é possível jogar inimigos para o alto e executar combos aéreos. Conforme Juan prossegue em sua jornada e derrota chefes é possível liberar novas habilidades para acessar áreas impossíveis em momentos anteriores.

O visual baseado na cultura do “Dia de los Muertos” do México dá ao jogo um visual especial, o humor faz referências a outros games e a elementos da cultura pop, garantindo risadas e boas horas de diversão.

6. Rayman Origins

Rayman Origins é fruto de uma época em que a Ubisoft estava trabalhando com uma engine chamada UbiArt Framework. O título é um plataformer divertido em que Rayman e seus amigos precisam combater os darktoons, criaturas que colocaram a terra natal do protagonista em perigo.

O visual é muito colorido, com o design das fases feito tanto para quem gosta de explorar os cenários, quanto para quem joga focando em velocidade. Os controles são precisos e o jogo roda de forma fluída, mesmo em fases de perseguição com muita velocidade.

A quantidade de níveis e desafios é bastante robusta, podendo manter os jogadores presos ao portátil por bastante tempo.

5. Dragon’s Crown

Dragon’s Crown entra na lista para ocupar o espaço de um hack ‘n slash com pitadas de RPG. São seis personagens disponíveis e cada um com uma lista de movimentos e habilidades bem específicas. Dessa forma, terminar o jogo com o Anão ou a Amazona que são adeptos da pancadaria mais direta, pode gerar partidas bem diferentes do que aquelas feitas com o Mago ou a Feiticeira que necessitam de equipamentos para causarem mais dano, mas podem lutar à distância.

O game conta com várias rotas alternativas nas fases, um sistema de evolução de níveis e até mesmo chefes secretos.

4. Killzone: Mercenary

Killzone surgiu para ser o “Halo Killer” do lado da Sony, mas apesar de ter jogos tecnicamente competentes e tenha obtido popularidade, principalmente com Killzone 2 e Killzone 3, a franquia não atingiu a dimensão do jogo da Microsoft.

Para aumentar a popularidade do PS Vita, a Sony colocou sua principal franquia de tiro no aparelho. Killzone: Mercenary acontece durante os eventos da trilogia original da série. Você assume o papel de um mercenário que cumpre missões para os dois lados da guerra: uma hora você vai encarar missões com o exército ISA, enquanto em outros momentos vai lutar lado a lado dos Helghast, os vilões da saga.

Killzone Mercenary é um jogo ambicioso com ótimos gráficos, trilha sonora marcante, bom desempenho na taxa de frames por segundo, exceto por alguns confrontos extremamente caóticos. O game ainda teve um modo online competitivo bastante movimentado e funcional, embora tenha sido fechado em 2020.

O game conta com muitas armas e diversas formas de terminar as fases, podendo o jogador ser mais furtivo matando apenas o necessário e passando despercebido ou incorporar uma mistura de Rambo com Braddock e destruir tudo e todos pelo caminho.

3. Tearaway

Tearaway foi lançado em 2012 e produzido pela Media Molecule, estúdio criador de Little Big Planet, mas enquanto em LPB os personagens são bonecos de pano, aqui eles vivem em um mundo de dobraduras de papel. O jogo permite que o jogador use sua criatividade para interagir e personalizar seu protagonista.

Os recursos do Vita são usados de diversas formas: é possível tocar no touchpad traseiro do aparelho para mover o cenário, tocar na tela para atacar inimigos ou desenhar elementos e usá-los no jogo, tudo funciona de forma orgânica e agradável.

Tearaway é um dos jogos que melhor utiliza os recursos do PS Vita. Caso não tenha um portátil, o jogo recebeu uma versão para PS4, chamada Tearaway Unfolded. Embora não seja tão impactante como a versão de PS Vita, ainda é um jogo bem divertido.

2. Uncharted: Golden Abyss

Uncharted Golden Abyss foi lançado em 2012 indo de encontro à estratégia original da Sony de entregar uma experiência próxima a dos consoles de mesa no PS Vita. A aventura coloca Nathan Drake e Sully em uma aventura pela América do Sul em busca do El Dourado.

O jogo feito pelo Bend Studio usa mecânicas semelhantes àquelas vistas em Uncharted 1 e 2, lançados para PS3 com destaque para os tiroteios, escaladas e o carisma da dupla principal.

Uncharted Golden Abyss aproveita os recursos do PS Vita, como o touchpad traseiro para resolução de quebra-cabeças que envolvem o uso de carvão para decifrar mensagens secretas. A tela sensível ao toque é utilizada cenas interativas de combate, os famosos Quick Time Events.

A aventura portátil de Nathan Drake fica em um nível próximo da qualidade dos primeiros jogos da Naughty Dog, sendo um dos melhores jogos do PS Vita.

1. Gravity Rush

Gravity Rush é uma série criada pelo Japan Studio em que o jogador controla Kat, uma garota sem memória e com a capacidade de manipular a gravidade. A trama envolve a busca de Kat por pistas sobre sua origem em uma cidade que vive sob ameaça constante de criaturas chamadas Nevi e um governo não muito confiável.

A habilidade de Kat em manipular a gravidade permite que você utilize objetos como armas, faça com que a protagonista possa voar para explorar a belíssima cidade de Hekseville, em um mundo aberto grande com muitos locais para explorar, personagens carismáticos e diversas missões opcionais.

O jogo roda bem, com raros momentos de quedas de frames, aproveita os recursos do Vita, como a tela sensível ao toque e o giroscópio do portátil que permite alterar a direção de Kat enquanto move o aparelho.

Gravity Rush é um dos melhores e mais originais jogos do PS Vita. Para quem não tem um portátil, o título recebeu uma versão para PS4, chamada Gravity Rush Remastered, além de uma continuação para o mesmo console.

Essa foi a lista com 10 jogos marcantes do PS Vita. Não foi possível citar todos os bons games que saíram para o aparelho, mas você pode deixar suas indicações de títulos marcantes aí nos comentários.

Importante: Após mudanças de políticas da Sony, não é possível comprar jogos digitais para PS Vita e PS3 pelo site da PlayStation Store. Agora é necessário entrar na loja diretamente pelos aparelhos.