Início » Aplicativos e Software » Como usar o PhotoMath para fazer contas de matemática pelo celular

Como usar o PhotoMath para fazer contas de matemática pelo celular

Uma "mão na roda"; saiba como usar o PhotoMath para fazer contas de matemática pelo celular e melhorar sua vida na escola

Leandro Kovacs Por

Um dos maiores desafios da vida acadêmica das crianças e jovens é aprender matemática. Veja abaixo, como usar o PhotoMath para fazer contas de matemática pelo celular e ampliar sua forma de entendimento sobre a matéria baseada em números. O app possui um verdadeiro leitor através da câmera do smartphone, oferecendo respostas e soluções passo a passo para as dúvidas.

Estudante debruçada sobre exercícios de matemática (Imagem: Joshua Hoehne/Unsplash)
Estudante debruçada sobre exercícios de matemática (Imagem: Joshua Hoehne/Unsplash)

Uma “aula” de reforço em suas mãos

Photomath é um aplicativo para aprendizado de matemática. Suas funções basicamente são ler e resolver problemas que vão da aritmética ao cálculo — instantaneamente, usando a câmera do seu smartphone. Aprenda a abordar os problemas de matemática através de etapas animadas e instruções detalhadas ou verifique a lição de casa para qualquer problema impresso ou manuscrito.

Não é trapaça para as crianças

O PhotoMath pode soar como se estivesse simplesmente ajudando as crianças a trapacear, mas o aplicativo também fornece um guia passo a passo mostrando como cada um dos problemas são resolvidos. A maioria das dúvidas dos estudantes está diluída em um ponto específico da resolução, a função facilita a descoberta da deficiência para eliminar o gargalo.

PhotoMath apresentando soluções passo a passo (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)
PhotoMath apresentando soluções passo a passo (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)

O guia passo a passo é benéfico para alunos que não têm acesso a um tutor ou têm dificuldades para resolver problemas matemáticos. Os pais também podem usar o aplicativo para refrescar a memória ao ensinar matemática para seus filhos. A curiosidade também pode ser alimentada, relembrar como resolver questões de matemática ajuda a manter o cérebro ativo e exercitado.

Como usar o PhotoMath para calcular?

O aplicativo PhotoMath usa tecnologia de reconhecimento óptico de caracteres (OCR) para ler a equação e calcular as respostas em segundos. Há uma moldura vermelha no aplicativo PhotoMath que você deve usar para capturar a equação. O app é para ajudar, não fazer o escaneamento do livro inteiro, tendo isso em mente, vamos ver as 2 formas de usar a ferramenta.

Leitor óptico

Para usar o sensor da câmera do smartphone, basta escolher a equação ou questão, centralizar dentro do bloco “vermelho” do app e pressionar o botão na parte inferior da tela. O leitor óptico funciona tanto para expressões manuscritas em seu caderno como em opções impressas em livros ou listas de exercícios. É sempre bom lembrar que apesar do app ser muito bom, existem limitações e possíveis erros de leitura.

PhotoMath fazendo leitura de expressão manuscrita (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)
PhotoMath fazendo leitura de expressão manuscrita (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)

Calculadora

A segunda forma de utilizar o PhotoMath é através de sua calculadora — nela o estudante deverá escrever manualmente a expressão, utilizando as teclas de função da calculadora do app. É uma solução razoável quando por algum motivo o sensor do celular tiver algum problema para efetuar a leitura da questão ou expressão matemática — mas exige paciência para aprender como funcionam as funções dentro do PhotoMath .

Teclado da calculadora do PhotoMath (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)
Teclado da calculadora do PhotoMath (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)

Vantagens do PhotoMath

  • Níveis diversos de explicação: ao apontar a câmera do telefone para um problema matemático, o Photomath fornecerá uma solução instantânea com uma explicação passo a passo. As etapas de cálculo são projetadas para se adequar a todos os níveis de conhecimento. Cada etapa pode ser dividida em instruções mais detalhadas;
  • Reconhecimento de escrita: um dos pontos mais significativos é o reconhecimento de escrita, introduzido com o lançamento do Photomath 3.0 em setembro de 2016. Tendo processado mais de 100 mil imagens de expressões matemáticas manuscritas, a equipe de pesquisa da Microblink projetou um novo modelo de rede neural, que aumentou a precisão para 98% em apenas um ano;
  • Uso de gráficos: que ajudam os usuários a visualizar e obter uma melhor compreensão do problema. Os usuários também podem explorar os detalhes do gráfico, como raízes, domínio, mínimo e máximo e outros;
Gráficos feitos pelo PhotoMath (Imagem: Leandro Kovacs/Reprodução)
  • Animação no passo a passo: etapas de cálculo animadas são a última adição às soluções do Photomath. Mostrar as etapas de cálculo em vez de explicá-las é um passo importante em direção a uma experiência de aprendizado.

Com informação: PhotoMath, Microblink, Forbes.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando