Início » Jogos » 6 jogos com boas opções de acessibilidade

6 jogos com boas opções de acessibilidade

Veja alguns exemplos de jogos que trazem variadas opções de acessibilidade para incluir ainda mais jogadores

Por

Felizmente, mais e mais estúdios estão investindo em deixar seus games acessíveis para diferentes tipos de pessoas. Jogos com acessibilidade não mais se restringem a apenas terem legendas ou modos facilitados de gameplay. Preocupar-se com a inclusão é muito importante, tanto socialmente quanto para as próprias empresas conquistarem novos jogadores. Veja alguns exemplos de jogos que oferecem boas opções de acessibilidade.

the-last-of-us-part-ii-accessibilidade
TLoU2 traz recursos para ajudar jogadores com deficiência visual e cegos (Imagem: Divulgação/Naughty Dog)

1. The Last of Us – Part II

The Last of Us – Part II recebeu alguns prêmios por conta das opções de acessibilidade do game, inclusive o The Game Awards de 2020 nesta categoria. Se quiser ler o review é só clicar/tocar aqui.

Sobre as opções de acessibilidade disponíveis neste exclusivo do PlayStation estão leitura das partes escritas, dicas de objetivos ou inimigos próximos através da vibração do controle, cores diferenciadas de personagens chave ou adversários, e até mesmo setas indicando exatamente onde ir. No total, há 60 formas diferentes de personalizar o jogo para torná-lo acessível a diferentes jogadores.

2. Assassin’s Creed Valhalla

A franquia de Assassinos da Ubisoft vem evoluindo a cada título com mais opções de acessibilidade. Assassin’s Creed Valhalla (leia o review aqui) traz, além de modos de jogos com dificuldades variadas, suporte a rastreamento dos olhos, legendas customizáveis em tamanhos e cores, e modo para daltônicos (e suas variações).

Adicionalmente, o jogador pode remapear os botões (no teclado e no controle) para deixar o gameplay mais agradável. Faltou, no entanto, um olhar mais atento à acessibilidade nos menus do jogo.

assassins-creed-valhalla-eivor
Assassin’s Creed Valhalla traz algumas opções de acessibilidade (Imagem: Divulgação/Ubisoft)

3. Grounded

Grounded, Obsidian Entertainment, traz uma forma um pouco diferente de recurso de acessibilidade. No caso do game, ao melhor estilo do filme Querida, Encolhi as Crianças, onde você controla uma mini criança num jardim infestado por insetos e outros bichos, algumas pessoas podem se sentir incomodadas com algumas situações – devido a fobias.

Por isso, o jogo traz um filtro para ajudar os jogadores que tenham aracnofobia, ou seja, aversão a aranhas. É possível ativar uma opção que edita o visual das aranhas, removendo patas, olhos e mandíbulas. Essas mudanças são apenas na aparência do animal e não irão impactar no desafio imposto pelo adversário.

4. Overland

Overland, que traz um grupo de viajantes tentando sobreviver num mundo pós-apocalíptico, é um game de sobrevivência jogado em turnos. O título traz uma opção de acessibilidade que visa ajudar pessoas com dislexia. Este transtorno afeta as habilidades básicas de leitura e linguagem. Dito isso, ler muitas legendas num jogo pode ser complicado para algumas pessoas.

Para amenizar essa situação, a desenvolvedora do Overland incorporou um sistema de OpenDyslexic nas legendas do jogo, que altera (por exemplo) o formato de algumas letras. Este título, inclusive, é um dos poucos que dá esse nível de personalização dos textos e não apenas aumenta ou troca a cor das fontes.

Overland (Imagem: Divulgação/Finji)

5. Ratchet & Clank – Em Uma Outra Dimensão

Ratchet & Clank – Em Uma Outra Dimensão (leia a análise aqui), além de ser um belo e divertido jogo de ação e aventura também brilha nas opções de acessibilidade. A lista é extensa, mas algumas formas de personalização do jogo englobam categorias como gameplay, visual, elementos disponíveis na tela de jogo (HUD) e etc.

Exemplos mais específicos são: customização de cores, auxílio para beiradas (ajudando o jogador a não cair), criação de atalhos no controle DualSense e por aí vai.

6. A Blind Legend

A Blind Legend é um jogo desenvolvido para ser acessível, desde a concepção do seu game design. Disponível originalmente na Steam, mas agora também com versões para Android e iOS, o game de ação e aventura não tem vídeo e é jogado apenas por meio de sons e interações da tela do smartphone.

Por meio de simples toques na tela do celular com os dedos, que funcionam como os controles de movimento, luta e bloqueio, A Blind Legend é uma aventura interessante de se testar e, especialmente, com fones de ouvido.

Você conhece outros jogos interessantes e que possuem boas e variadas opções de acessibilidade? Compartilha com a gente nos comentários!